Pesquisar
Close this search box.
/
/
Renner renova modelo de loja com foco ESG e digital

Renner renova modelo de loja com foco ESG e digital

Loja a ser inaugurada expressa histórico de esforço na economia circular e corte de emissões, além de propor experiência de compra com mais possibilidades omnicanal

A Renner abrirá uma loja conceito de modelo sustentável no último trimestre deste ano. A flagship, que vem sendo estudada desde 2019, está prestes a se tornar realidade em um momento de alta das pautas ESG e está alinhada aos propósito de moda responsável com sua jornada de transformação digital em tempos de profunda reformulação dos espaços físicos.

Baseada no conceito de circularidade e omnicanalidade no ponto de venda, a loja a ser inaugurada no Rio de Janeiro foca em uma experiência de compra ainda mais sustentável, em paralelo à ambição de uma experiência inovadora e encantadora aos clientes.

A unidade, na verdade, é a reinauguração da loja situada no shopping Rio Sul.

“A Renner tem uma sólida estratégia ESG, com iniciativas voltadas para a produção de peças menos impactantes, redução das emissões de CO2, consumo de energia limpa e eficiência energética. Agora, avançamos ainda mais ao ampliar a presença de atributos de circularidade no ponto de venda, de forma pioneira no mercado”, comenta o diretor presidente da Lojas Renner, Fabio Faccio.

De acordo com a Renner, a flagship usará 55% menos água do que as lojas atuais, além de impactar menos o aquecimento global em função da diminuição de geração de resíduos e materiais. Todo o mobiliário da loja é oriundo de economia circular.

A loja conceito

Ao expressar valores da marca como qualidade da cadeia de valor e consumo consciente, a unidade a ser inaugurada no Rio Sul terá uma proposta arquitetônica de acordo com as premissas do design circular e seguindo os preceitos das certificações internacionais LEED e BREEAM. A fachada, por exemplo, será permeável e terá um nível de transparência que permite maior visualização entre a área externa e o interior. O ambiente interno terá plantas e elementos naturais, enquanto o mobiliário será circular dos manequins aos caixas.

Quanto às roupas e itens de moda, a loja conceito terá um espaço exclusivo dedicado a iniciativas circulares com destaque para os produtos do Selo Re, que geram menor impacto ambiental em seu processo produtivo, e aos serviços de logística reversa pós-consumo disponibilizados pela Renner. Entre os exemplos de produtos com o Selo Re da marca estão roupas com fio reciclado, roupas feitas com a fibra renovável Liocel, do tecido de celulose sem agroquímicos Modal, roupas de viscose certificada, peças de poliamida biodegradável e algodão responsável.

Além do foco na sustentabilidade, a loja dará visibilidade a iniciativas do ciclo digital da companhia, que vêm sendo implementadas para melhorar a jornada de compra e qualificar o relacionamento com os consumidores. Como exemplo, estão as telas com a Prateleira Infinita, que disponibilizam itens do estoque omnicanal da Renner, assim como telas com conteúdos sobre moda e sustentabilidade. Dessa maneira, a Renner espera dar ao cliente mais omnicanalidade para conhecimento de produto, origem, matérias-primas, processo e história das coleções.

Muito antes de ser “modinha”

A Renner já vinha trabalhando em projetos de sustentabilidade e promoção de bem-estar social muito antes da alta do ESG vinda com a pandemia. A própria loja conceito a ser aberta no Rio de Janeiro começou a ser estudada quando ela já tinha firmado um acordo de compromisso o clima junto à B3, em 2019. Segundo a marca, o novo modelo de loja circular representa mais um passo em sua evolução de moda responsável, do desenvolvimento dos produtos e cadeia de valor ao impacto das lojas físicas e pós-consumo.

O ano de 2019, aliás, foi emblemático à agenda ESG da marca. Naquele ano, além da B3, ela se comprometeu com a campanha da ONU para metas de redução de emissões, além de ter aderido ao Fashion Industry Charter for Climate Action, compromisso também criado pela pelas Nações Unidas, cujo objetivo é reduzir as emissões do setor de moda em 30% no mundo até 2030.

Segundo a Renner, suas lojas seguem padrões de responsabilidade ambiental com certificação LEED desde 2014. Em 2016, 100% das suas emissões de CO2 já eram neutralizadas. Desde 2017, a marca investe no Selo Re. Seu programa de logística reversa vem sendo desenvolvido há dez anos, e já coletou cerca de 155 toneladas de itens descartados, entre embalagens e frascos de itens de perfumaria e beleza e peças de roupa em desuso. Em 2020, a marca iniciou uma parceria com o brechó online Repassa para ampliar o ciclo de uso de produtos e reforçar sua logística reversa.

Todas estas iniciativas e projetos têm como diretriz principal os compromissos públicos assumidos pela Lojas Renner para 2021: ter 80% dos produtos menos impactantes, sendo 100% do algodão certificado; suprir 75% do consumo corporativo de energia com fontes renováveis de baixo impacto; reduzir em 20% as emissões de CO2 em relação aos níveis de 2017; e ter toda cadeia nacional e internacional de fornecedores com certificação socioambiental.

 


+ Notícias 

OMO anuncia primeira embalagem feita à base de papel

Logística reversa ganha força com produção no setor têxtil

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]