Pesquisar
Close this search box.
/
/
32 milhões de endividados poderão limpar nome com Desenrola Brasil

32 milhões de endividados poderão limpar nome com Desenrola Brasil

Credores vão renegociar dívidas de até R$ 20 mil de brasileiros que recebem até 2 salários mínimos

Endividados de todo país tiveram a chance de obter desconto de até 83% em suas dívidas após o lançamento da segunda fase do programa Desenrola Brasil – proposta de facilitação do pagamento de dívidas para a recuperação de crédito, apresentado pelo Governo Federal, e que conta com a adesão de bancos, administradoras e instituições financeiras.

Realizado na última semana em todo país, o leilão das dívidas da população que somavam R$ 151 bilhões foram reduzidas a R$ 25 bilhões. O leilão foi voltado para a população de baixa renda que ganha até dois salários mínimos ou que está inscrita em programas sociais do governo, e contou com 654 credores dando lances para a renegociação de dívidas bancárias e não bancárias.

Esses leilões de descontos forneceram R$ 8 bilhões em ajuda do Fundo Garantidor de Operações (FGO), mantido pelo Tesouro Nacional, para as empresas que ofereceram os maiores abatimentos para a quitação das dívidas de seus consumidores.

O programa pretende beneficiar 32 milhões de devedores, que poderão se cadastrar no site do governo para renegociar as dívidas. Essa é a quantidade de CPFs que foi contemplada com a ajuda do Desenrola Brasil. Fernando Haddad, Ministro da Fazenda, comentou o resultado da iniciativa: “não esperávamos esse resultado”.

Destinada à Faixa 1 do programa, esta segunda etapa do Desenrola contempla brasileiros com o nome negativado que ganham até dois salários mínimos (R$ 2.640). Podem ser renegociadas dívidas que somam até R$ 5 mil, elas 98% dos contratos na plataforma e somam R$ 78,9 bilhões, segundo a EBC. 

Leia mais: Saúde mental dos líderes: precisamos falar mais sobre isso

Endividados precisam conferir dados

Após o leilão começa a corrida contra o tempo: quem se cadastrou no programa e foi contemplado com o desconto, precisa entrar na plataforma do Desenrola Brasil e garantir que seus dados estejam atualizados e corretos. O acesso às propostas estará liberado a partir do dia 9 de outubro, mas restrito aos usuários nível prata e ouro da conta gov.br.

“Essa informação é muito importante, porque a consulta e a renegociação das dívidas só vão ser possíveis com o cadastro no portal gov.br, com contas prata ou ouro. As pessoas têm uma semana antes do lançamento da plataforma do Desenrola para corrigir os dados e conquistar a conta nesses níveis”, complementou Haddad.

Segundo o ministro, o desconto para cada CPF é diferente. “Os credores inseriram no sistema um desconto específico para cada um dos CPFs com pagamento pendente, é um processo bem individualizado”, detalha. 

Leia mais: Você conhece os direitos do consumidor?

Maior causa do endividamento no Brasil

De acordo com uma pesquisa realizada por Opinion Box e Serasa, o PIX não é a forma de pagamento mais popular no país. Ele perde para o cartão de crédito, que é o meio responsável pela maioria das dívidas dos brasileiros. Segundo o estudo, 7 em cada 10 pessoas preferem pagar parcelado – ainda mais se for no cartão de terceiros (38%). A prática é mais comum em Alagoas (50%), Pernambuco (47%) e Rio de Janeiro (47%).  Já o boleto (27%) e o crediário (24%) ficaram em segundo e terceiro lugar. Parcelar é mais prático para quem não tem o valor total para efetuar uma compra (27%), para quem quer comprar mais coisas (24%), ou para aqueles que preferem pagar pequenos valores ao longo de mais tempo (23%).

Na hora de contratar crédito, o cartão é a opção que mais tem adesão (53%), seguida pelo empréstimo pessoal (48%) e crédito consignado (21%). O maior motivo para a contratação desse crédito, claro, é o pagamento de dívidas (35%), limpar o nome (21%) e lidar com uma despesa inesperada (19%).

Conheça o Mundo do CX

Desenrola Brasil já renegociou mais de R$ 13 bi na primeira fase

A primeira fase do programa, lançada em julho, promoveu a renegociação de R$ 13,2 bilhões em dívidas de 1,9 milhão de contratos para quem tem renda de R$ 20 mil, sem limite de valor das dívidas. Neste momento, os consumidores inadimplentes puderam entrar em contato diretamente com bancos e instituições financeiras para promover a negociação das dívidas, que podem ser inclusive de financiamento de imóveis e veículos.

Segundo a Febraban, mais de 1,5 milhão de clientes de bancos associados à federação foram beneficiados com a renegociação de dívidas via Desenrola Brasil. O programa ainda prevê a desnegativação de quem possui dívidas de até R$ 100, o que contemplou cerca de seis milhões de clientes de bancos, indicou a Febraban.



+ NOTÍCIAS

LATAM ganha cinco estrelas em experiência de voo na avaliação de passageiros

Você tem cuidado da sua privacidade e de seus dados na internet?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]