Pesquisar
Close this search box.
/
/
Realidade Virtual traz resultados reais?

Realidade Virtual traz resultados reais?

Enquanto milhares de pessoas viajam nas histórias virtuais, as empresas querem saber se a imersão traz retorno. Quais as possibilidade da realidade virtual?

A Realidade Virtual já tem mais de 60 milhões de usuários ocasionais nos Estados Unidos e movimentou mais de US$ 2 bilhões em comunicação de marca. Mas esses números escondem as possibilidades da tecnologia, já que marcas como Gatorade, Nissan e outras estão utilizando KPIs e indicadores do passado para determinar o ROI de seus investimentos em Realidade Virtual. No painel “Beyond Brand Impressions: Assessing VR’s True ROI”, Dario Raciti, Diretor da Zero Code, e Stephanie Lamas, Vice-Presidente da SuperData Research, mostraram, no SXSW, cases que trouxeram evidências baseadas em dados mais consistentes que atestam o poder da realidade Virtual na estratégia das marcas.

Conceitos

A Realidade Virtual é uma imersão ampla em outra realidade, sem contato com o mundo real. Já a Realidade Aumentada é uma interferência na realidade por meio de uma lente ou tela que recria ou modifica essa realidade. A Mix Reality ou Realidade Combinada combina ou sobrepõe sistemas de RV e RA. Finalmente, há o vídeo 360° que permite imersão completa em um cenário completo e distinto da realidade. Todas elas constituem o que se chama XR ou Realidade Estendida.

Esses conceitos são importantes para que se possam compreender o alcance dessas tecnologias e suas aplicações. A Samsung lidera o mercado com vendas da ordem de 8,9 milhões de seus óculos, mas somente pouco mais de um milhão de pessoas usam seus devices regularmente. Mas o ano de 2017 registrou  uma adoção mais veloz da Realidade Virtual. Os usuários são 60% homens de 18 a 45 anos e mulheres, 40, mas concentradas, entre 18 e 34 anos. Os Millennials, sem surpresas, são os grandes usuários.

Há diferenças também na forma pela qual homens e mulheres absorvem e exploram o conteúdo na plataforma. Os homens querem mais jogos e emoções quando jovens, enquanto as mulheres querem paisagens e locações. Homens mais maduros preferem navegar por experiências de turismo, ao passo que as mulheres com mais de 35 anos, acessam Realidade Virtual somente dentro de casa, gostam da interface mobile e são refratárias a usar PC para imersão.

Aprendizados

As boas iniciativas em Realidade Virtual partem do seguinte princípio: elas precisam se mover e não apenas deixar a mente navegar por cenários. É preciso mais que mergulhar o cliente em uma história, por que é instintivo: as pessoas mexem seus braços e procuram por isso. O case “Let Hawaian Happen” permitia que a pessoa manejasse consoles para ter a sensação de realmente navegar pelo mar do Havaí.

O Game “Bewt the Blizz” trouxe Payton Manning e permitiu aos usuários realmente treinarem e terem a sensação de se portar como um quarterback num jogo de futebol americano.

Como saber se um projeto realmente funcionou? A partir do que a comunicação propôs é possível estabelecer métricas de experiência, nível de imersão, penetração e apreensão da mensagem, desenvolvimento técnico, recorrência. Mas é importante considerar que uma marca deve entregar entretenimento e numa publicidade entre surpresa, explore jogos, filmes, esportes e torne a marca a plataforma que facilitar o acesso e não a estrela do conteúdo.

Vale lembrar que a RV mexe com a percepção e essa característica ainda está sendo compreendida. Os desenvolvedores vão sempre se recusar algo estritamente comercial, procurando se equilibrar entre o fantástico e o possível.

Temos aqui um roadmap para pensar e usar Realidade Virtual com mais consistência. Fica o aprendizado para que uma tecnologia tão intensa não seja usada de forma gratuita.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]