Pesquisar
Close this search box.
/
/
Produtos seriais: brilhantes ou superficiais?

Produtos seriais: brilhantes ou superficiais?

"A mais recente categoria de produtos seriais é a das redes. Os mais jovens já são viciados, mas é só questão de tempo até que esse vício se espalhe"

De vez em quando, este colunista encontra alguma coisa e sua primeira reação é: “Isso é brilhante!”, mas depois, acaba chegando a um “Humm, isso é tão trivial”. Um bom exemplo foi minha reação ao ver o título de um livro – “Hooked: How to Build Habit-Forming Products” (“Fisgado: como construir produtos que se tornam um hábito”, em tradução livre).

Você pode perguntar: há algo de novo nisso? Muito do que nós já consumimos não é de uso habitual? As pessoas nascem com necessidades básicas – comida, bebida e socialização – e esses não são simples hábitos, já que não se pode dispensá-los. Em sociedades ricas, essas necessidades já foram atendidas. Se você deseja um crescimento de consumo maior – e há puritanos e apologistas da sustentabilidade pregando que não devíamos desejar –, é melhor aprender a gerar necessidade contínua. Quanto mais você cria produtos que virem um hábito até se tornarem referenciais, mais vendas você vai gerar.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Produtos clássicos indiscutivelmente seriais são o álcool e o tabaco. No entanto, está provado que fumar e beber em excesso faz mal para a saúde. Por outro lado, suicídio não é crime. Se você leitor, é um liberal, deve acreditar que cabe aos indivíduos decidirem o que fazer, especialmente se eles são informados apropriadamente sobre as possíveis consequências. Se deixarmos de lado as questões éticas, devemos admitir que tanto o álcool quanto o tabaco são produtos brilhantes que garantem vendas constantes ao capitalizarem o sistema de recompensas do cérebro humano. Eles são hábitos difíceis de cortar.

A mais recente categoria de produtos seriais é a das mídias sociais. Os mais jovens já são viciados, mas é só questão de tempo até que esse vício se espalhe para todos nós. É mais um fenômeno geracional do que relacionado à idade. Há pelo menos duas razões para a aceitação intensa das redes sociais.

Em primeiro lugar, o produto não é pago. Na letra da música The Old Dope Peddler (O velho pedinte drogado, em tradução livre), de Tom Lehrer, ele dá amostras grátis às crianças, porque sabe que suas faces inocentes serão os clientes de amanhã. Os jovens sabem que as redes sociais não são inteiramente de graça, pois fazem parte de uma transação onde o acesso aos ambientes é possível em troca de informações pessoais que serão usadas para marketing. A transparência pode ser discutida, mas está longe de ser do único case onde há um buraco enorme entre o ideal e a realidade do capitalismo.

Outra coisa é que as redes sociais se tornam viciantes porque são baseadas no FoMo (“Fear of missing out” ou “medo de perder as novidades”, em tradução livre). A pessoa tem medo de não estar no “burburinho” e, por isso, quer a certeza de que não irá perder nada.

O advento das redes sociais é tão novo que os estudos sobre suas consequências estão apenas começando. Será uma indústria crescente no futuro, com uma gama usual de respostas que irão de lamentos à exuberância. No entanto, as consequências são bastante claras agora: debates que não são realizados presencialmente se tornam – vamos dizer assim – mais intensos. Já existe a Godwin’s Law: teoria segundo a qual, em qualquer discussão online, alguém eventualmente será chamado de nazista. O futuro promete ser excitante.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]