Pesquisar
Close this search box.
/
/
Pinterest vende tudo

Pinterest vende tudo

Em um pinga-fogo, durante o Shoptalk, Tim Kendall, CEO do Pinterest, mostra como o Pinterest entende de varejo

Las Vegas (EUA) – Molly Wood, correspondente sênior de tecnologia da Marketplace, entrevista Tim Kendall, CEO do Pinterest. Um dos pontos altos do Shoptalk até o momento. Isso porque o Pinterest é um negócio de rara simplicidade, onde os usuários, ainda majoritariamente do sexo feminino – mais de 60% – buscam referências de design, impressões sensoriais, inspirações. É um grande mosaico que conecta afinidades estéticas e um refúgio da polarizarão observada em redes sociais como o Facebook, por exemplo.

Kendall disse que a empresa sempre teve o hábito de comemorar uma grande conquista tecnologia, ou seja quando uma nova funcionalidade era incorporada ao site, uma celebração era necessária. E nos últimos tempos, eles tiveram muitos motivos para celebrar. O motivo? Bom, são 50 milhões deles…

Tim disse que desde o início, recebia solicitações dos consumidores sobre a possibilidade de comprar produtos exibidos no mural. Mais do que simplesmente criar um link para as lojas ou pessoas que eventualmente exibissem produtos ali, o ideal era permitir uma transação totalmente “no friction”, que também mantivesse o fã no ambiente do Pinterest. Pois o site perderia sua função se se tornasse simplesmente uma vitrine.

Mas o Pinterest conseguiu. Tim fez uma demonstração do mecanismo de pin-commerce. Você está navegando, gosta de um produto, clica nele e vê duas opções: comprar diretamente ou então ver um similar (muitas vezes, o objeto que está exigido é só protótipo). Feita a escolha, com mais um clique é feita a compra e imediatamente o usuário retorna ao mural para continuar sua experiência no site.

Simples e notável, de um modo fluido, com apenas um clique ou dois, é possível ter acesso ao objeto inspirador.

E qual o poder de fogo do Pinterest? Qual tal mais de 20 mil varejistas vendendo no Site, ou então, mais de 50 milhões itens à venda. Tudo isso com grande User Experience. Var marcas como Macy’s, Bloomingdale’s, Neiman Marcus aderiram de imediato à inovação, mas não apenas pelas possibilidades comerciais. A tecnologia e os dados também são fatores importantes. Isso porque o Pinterest compartilha dados com os varejistas. Assim, as empresas usam informação para orientar a exposição de produtos na loja, para vender mais, para conhecer melhor os clientes. Claro que a logística de entrega pertence ao varejista. O Pinterest virou um canal de compra, mas não é o responsável pela transação.

Logo, de um catálogo de ideias, o Pinterest passa a ser um catálogo de aspirações. A maior parte do conteúdo já vem naturalmente das empresas. E, segundo o CEO, o Pinterest não faz negociação entre a experiência do usuário e o conteúdo dos varejistas: “acredito que a solução de venda do Pinterest é a grande inovação da tecnologia digital desde a criação do Ad Words.”

Molly Wood diz que há necessidade de educar consumidores a usar melhor a plataforma. Os riscos de compras inadequadas ou de contestação são grandes.

Tim concorda, até porque, as pessoas que compram uma vez, tornam-se recorrentes. Mas há um grande número de novos consumidores a cada dia. E cuidar da experiência sempre foi mandamento na empresa.

De maneira geral, o “pin-commerce” obedece tanto às características de homens quanto de mulheres. Elas são mais interessadas em simplesmente usufruir e navegar pelas ideias. Homens são mais assertivos.

Molly ainda pergunta ao CEO se o Pinterest irá colocar anúncios nos murais: Segundo Tim Kendall, ainda não está nos planos.

Tim encerra a entrevista com uma provocação: “90% dos varejistas ainda investem a maior parte dos seus recursos em mídias off line. É muito estranho, na medida em que isso significa abrir mão de 90% do tempo empregado pelo cliente do varejo, no que hoje prioritariamente encontra-se on-line.”

*Jacques Meir é Diretor de Conhecimento e Plataformas de Conteúdo do Grupo Padrão

Acompanhe a cobertura do Shoptalk no Portal NOVAREJO, com as hashtags #shoptalk16 e #nvnoshoptalk, e fique por dentro sobre o que existe de mais inovador no mundo!

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]