Pesquisar
Close this search box.
/
/
Maturidade das retailtechs de pagamentos promete resolver gargalo nos processamentos das transações

Maturidade das retailtechs de pagamentos promete resolver gargalo nos processamentos das transações

Startups voltadas a soluções de pagamentos no varejo também são fonte de recursos para fidelização do consumidor

Startups voltadas a soluções no varejo também se dispõem a resolver problemas de pagamentos. Uma espécie de fusão entre retailtechs e techfins (e fintechs), elas proliferam no ecossistema dos marketplaces e setor varejista como um todo com a proposta de dinamizar os negócios, tornando-se aos negócios uma promissora solução de fidelização do consumidor. São as retailtechs de pagamentos.

O mais interessante dessas empresas nascentes é o protagonismo que elas ganharam no complexo ambiente que é o varejo on e offline no contexto do Open Banking. Elas são a promessa de resolução do gargalo nos processamentos das transações, além de serem importantes via para a fidelização. É o que mostra o Inside Retailtech Report do Distrito, que no mês de junho traz um foco especial nas nascentes que solucionam pagamentos entre suas quase 800 startaps de varejo mapeadas.

De acordo com o relatório, as retailtechs de pagamento têm maturidade superior à média em relação às de outras categorias no setor. Isso acontece porque o ambiente de pagamentos é complexo, e no Brasil já conta com uma estrutura de nível global ao mesmo tempo que a população se digitaliza. A concorrência e a qualidade dos serviços são elevadas, sob o desafio de operar dinheiro, cartões, WhatsApp Pay, tecnologias sem contato, QR Code, PIX e links de pagamentos.

Para o Distrito, a maturidade das startups do nicho se justifica também pela quantidade de funcionários. No caso das retailtechs de pagamentos, mais de 20% delas têm mais de 100 empregados. Enquanto cerca de 40% são micro, quase 25% são grandes. isso se dá, em parte, pelo fato da maioria dos modelos de negócios ter sido fundada entre 2011 e 2015, observa o estudo.

Benefícios ao varejo

Os benefícios do desenvolvimento de retailtechs de pagamentos no Brasil são enormes aos varejistas. Os custos diminuem, a eficiência aumenta e o consumidor fica mais satisfeito com a pluralidade de métodos. E é na satisfação que a fidelidade pode se consolidar. Como lembra o relatório, são as soluções de pagamento que trazem tecnologias possíveis para incentivos como o cashback mediante fornecimento (e segurança) de dados.

Desafios das restailtechs de pagamentos

Enquanto os anos passados de consolidação e maturação das empresas de solução ao varejo exigiam um profundo entendimento do mercado e a cultura do varejo local por parte das equipes de desenvolvimento, o presente é de conhecimento sobre o consumidor. Em seus comentários no relatório, a líder comercial e de parcerias da Adyen, Adriana Mesquita, pontua o quão dinâmico e cheio de possibilidades o mercado se tornou diante de um consumidor de perfil mais early adopter.

“O consumidor brasileiro é vanguardista na adoção de novas tecnologias e o Banco Central tem uma agenda forte de inovação. Nosso desafio hoje é acelerar ainda mais essa transformação e munir os varejistas com a tecnologia necessária para oferecer a experiência do varejo do futuro”, diz a executiva.

Grupos de soluções

Diante da sede de aprimoramento dos métodos de pagamento, busca de fidelização e obtenção de dados, as retailtechs de pagamentos se subdividem em três grupos maiores: soluções de PdV (ponto de venda) para varejo físico (incluindo soluções de biometria facial), processamento das transações e pagamentos por celular. Também há, claro, subgrupos de atuação menores como antifraude, contas digitais, pré-pagos, etc.

Nestes grupos maiores, os principais maiores players resolvem dores com processamento de transações financeiras com foco no e-commerce. Conforme lembra o relatório, essa questão é nefrálgica para o mercado como um todo, já que soluções um dia criadas por players como Alipay (Alibaba) e Mercado Pago (Mercado Livre) para resolver seus próprios ecossistemas hoje transcendem e atual de forma independente, ao ponto de transformar concorrentes em clientes.

Vias de crescimento

De acordo com o relatório, dentro do universo de retailtechs, o problema de processamento de transações é o grande gargalo. Por isso, não é de se espantar que seja nessa categoria que a maior parte das startups de pagamento esteja. Grandes marketplaces e varejistas buscam solidificar suas estratégias em serviços financeiros, tanto da ponta B2B para os sellers e parceiros quanto para B2C no intuito de gerar mais recorrência. A partir disso, segundo o relatório, eles desenvolvem soluções internas ou vão às compras dessas startups. Ao mesmo tempo, outros players de tecnologia financeira buscam expandir seus modelos de negócios para as plataformas e ecossistemas iniciando um marketplace.

“Vemos um mercado de pagamentos para o varejo tech em constante transformação e, apesar de já estar em um patamar relevante de maturidade, o crescimento e a expansão desses novos modelos de negócios ainda têm muito a nos mostrar”, aponta o estudo.

As promissoras da promessa

Atualmente, o ecossistema de retailtechs supera com folga o volume investido em 2020, batendo os US$ 888 milhões até o momento, e hoje emprega mais de 55 mil pessoas.

Entre as startups de solução de pagamento, os maiores aportes estão concentrados nos maiores players concentram, como cloudwalk e conductor. Pelas métricas do estudo do Distrito, que pondera crescimento no número de funcionários, número de funcionários, total de aportes e seguidores no LinkedIn, o Top 10 das promissoras é: PicPay, Clearsale, Conductor, Ebanx, Zoop, Asaas, Iugu, Vindi, Acqio e Cloudwalk.

retailtechs
Fonte: Distrito

 


+Notícias

Programas de fidelidade premium chamam a atenção de varejistas

Retailtechs de fidelidade estão em ponto de ebulição no e-commerce

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]