Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como a Lu do Magalu se tornou a maior influencer virtual do mundo

Como a Lu do Magalu se tornou a maior influencer virtual do mundo

Criado em 2003, o avatar soma mais de 31,2 milhões de seguidores, ficando à frente de Barbie e Nobody Sausage

Quase 6 milhões de seguidores no Instagram, 15 milhões no Facebook, 1,3 milhão no Twitter, sem contar YouTube, TikTok e outras redes, somando mais de 31,2 milhões seguidores no total. São números de fazer inveja a qualquer influencer, eles só têm uma diferença: pertencem a um avatar, a Lu do Magalu.

A influencer virtual e agora rosto da Magazine Luiza foi eleita como a mais seguida do mundo pelo levantamento The Most-Followed Virtual Influencers of 2022, feito pelo site Virtual Humans. Ela está a frente de nomes clássicos, como Barbie e Minnie Mouse, e outros mais modernos, como Nobody Sausage, animação 3D de salsichas, e CB, mascote da concorrente Casas Bahia.

Segundo o levantamento, estes influencers digitais alcançam hoje três vezes mais engajamento na média do que sua versão humana. O que explica esse fenômeno?

Lu do Magalu, estratégia de marca

Criada em 2003 pelo atual CEO da Magazine Luiza, Frederico Trajano, a Lu do Magalu surgiu como um recurso para ajudar na experiência de compra do consumidor no varejo digital, que começava a despontar na época. Ainda que tenha crescido e construído uma comunidade própria, até hoje é ela a responsável por dialogar com os clientes da varejista em toda a jornada de compra e relacionamento.

O gerente sênior de redes sociais do Magalu, Pedro Alvim, atribui a relevância que a personagem alcançou a uma boa estratégia, que envolve “muito trabalho e investimentos assertivos”.

“O sucesso e a evolução da Lu caminham junto ao sucesso da própria marca do Magalu, inclusive nas redes sociais. A preocupação com a narrativa consistente, materialização dos valores e posicionamentos da marca, assim como a coragem para liderar conversas importantes na sociedade foram fundamentais para a construção da comunidade e relevância da Lu como personalidade notória e influenciadora”, explica.

Hoje, a influencer digital atua como vendedora ao falar de produtos e serviços, mas também se tornou porta-voz da marca, posicionando-se em temas que vão desde moda e cotidiano a questões sociais.

Influencer virtual é influencer versátil

Ao citar motivos porquê alguém deveria seguir a Lu do Magalu nas redes sociais, Pedro Alvim não economiza na lista: além de dicas e ofertas para aproveitar na loja varejista, a Lu mobiliza as pessoas em prol de causas importantes.

“Ela traz pautas como o empoderamento das mulheres, antirracismo e pró-LGBTQIAP+. Você também pode se deparar com ela dançando e participando de alguma trend no TikTok, jogando algum game ou fazendo a cobertura do lançamento de algum produto em algum evento importante”, diz. Tudo isso sem deixar o atendimento ágil aos clientes de lado.

A versatilidade e as grandes capacidades de adaptação estão no cerne das vantagens de ter um avatar como face de uma marca. O gerente sênior reforça que há uma atenção constante aos movimentos culturais e sociais para identificar a avaliar se a personagem deve participar ou não de tais tendências.

O que gera a decisão final, no entanto, é o quanto cada oportunidade está alinhada com a visão da marca Magalu. “A Lu vai evoluindo, como fez nas duas últimas décadas, junto com a marca, acompanhando inclusive os avanços tecnológicos e sociais”, comenta o gerente.

Fenômeno rentável

A Lu do Magalu não é só um fenômeno mundial por seu número de seguidores e sua comunidade engajada. De acordo com um levantamento do site Onebuy Tablets, a influencer virtual tem potencial de gerar US$ 16,4 milhões de receita por si só. Mais uma vez, ela se posiciona no topo da lista entre os avatares.

O alcance e a relevância acabam atraindo diversas oportunidades que, até pouco tempo atrás, só humanos poderiam conseguir. É o exemplo do feat entre a Lu do Magalu e a Anitta, em um clipe lançado para anunciar a chegada da Magalu no Rio de Janeiro; ou a revista Vogue no início deste ano, que trouxe a influencer como uma das estrelas de capa.

Lu do Magalu
Lu do Magalu é capa da Vogue de janeiro | Foto: Reprodução

Todo esse contexto faz com que a Lu do Magalu tenha sua “carreira” gerenciada nos mínimos detalhes. “Por meio do MagaluAds, vertical de advertising do grupo, nos organizamos para atender essas demandas, administrar os contratos e a carreira da Lu. Além disso, adaptamos a estratégia de criação de conteúdo de acordo com o público específico de cada plataforma, de cada contexto”, fala Pedro Alvim.

A Lu do Magalu não esquece seu aniversário

Porta-voz da marca e presente nos diversos canais de relacionamento com o cliente – desde as páginas de produto no site e aplicativo às redes sociais e contato por WhatsApp – a Lu do Magalu, mesmo sendo um personagem digital, consegue transformar a experiência do cliente mais próxima e empática. Um exemplo é que a influencer não só cumpre o papel de manter os consumidores informados de suas compras, mas está presente em datas especiais, como aniversário ou Natal, enviando mensagens individuais aos clientes.

Para o gerente sênior das redes sociais, Pedro Alvim, são ações deste tipo que ajudam a construir empatia emocional e cognitiva com as pessoas, que formam então essa comunidade engajada em torno dela e da marca.
“Ela é autêntica, inclusive na consciência de que ela é virtual. Ela brincar com isso nas narrativas, tentando mimetizar a realidade humana em diversas situações e contextos, entre outras estratégias, é o que leva à sua relevância”, arremata.

 

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]