Pesquisar
Close this search box.
/
/
Joaquin Phoenix é um dos nomes contra o Especismo

Joaquin Phoenix é um dos nomes contra o Especismo

Crença de que animais são inferiores aos homens é uma das mais combatidas por veganos mundo afora. Conceito também permeia a obra best-seller "Sapiens"

Talvez você não saiba exatamente o que é ESPECISMO, mas uma pista de seu significado foi dada recentemente – e em público. Durante o discurso de agradecimento de Joaquin Phoenix no Globo de Ouro 2020, o ator falou sobre a celebração reconhecer a importância dos animais no mundo e oferecer um jantar plant based (ou seja, baseado em vegetais) aos convidados. Na fala, ele também relacionou o consumo de carne com a crise climática em que vivemos.

Ao trazer essas frases para o palco da premiação, o ator de Coringa tocou de leve em um dos pontos de vista que veganos como ele mais combatem no mundo: o Especismo.

O conceito gira em torno da ideia de que como seres vivos, os homens são moralmente superiores aos outros animais da Terra, o que no daria direito de fazer com eles o que bem quisermos. Ou seja, o que já fazemos atualmente – e há um bom tempo, como mostra o livro best-seller Sapiens – Uma Breve História da Humanidade, de Yuval Harari.

Segundo a lógica do Especismo, por termos alma e uma inteligência considerada “maior” que a dos outros bichos, podemos dispor deles nas indústrias alimentícia, têxtil, cosmética e farmacêutica. Todas elas juntas são foco de maus tratos aos animais – conceito que também só começou a ser debatido há pouco tempo.

Entidades como o PETA, que fez uma campanha em Nova York em 2019 colocando fotos de animais e homens em lugares estratégicos da cidade (entre eles Phoenix como garoto-propaganda), ajudaram a trazer o assunto à tona novamente e com mais força.

O termo Especismo foi criado no começo da década de 1970 pelo psicólogo inglês (e defensor do direito dos animais) Richard D. Ryder, que também era escritor. Mas ficou popular mesmo em 1975, após a publicação do livro Animal Liberation, do filósofo australiano Peter Singer, que também é especialista em Bioética.

O questionamento sobre a quantidade de carne consumida pelas pessoas diariamente – nunca na História da humanidade foi deste jeito – e a maneira como animais são abatidos e processados está em discussão e as perguntas em torno desse assunto não devem diminuir.

Entre as gerações mais jovens, ser vegano não é considerado algo estranho ou diferente, pois já se sabe que a Geração Z está intimamente preocupada com questões ambientais e políticas do planeta.

O movimento rumo a uma maneira mais ética de tratar os animais já mobilizou parte da indústria cosmética, por exemplo, que para não perder clientes, passou a evitar os testes de produtos em animais e apresentar nos rótulos certificações de Cruelty Free e de origem Vegana. Esse posicionamento, no entanto, não pode ser apenas estético, precisa estar no cerne de produção da empresa.

Ser Anti-Especismo também inclui boicotar ou lutar contra todo e qualquer evento que mantenha animais em cativeiro para o divertimento humano. Isso inclui festa de rodeio, touradas, circo, aquários, zoológicos, e mesmo simples passeios de charrete, cavalo, camelo. Foto com um bicho no safari ou manter pássaros em gaiolas, então, nem pensar.

Rever nossa relação com a natureza e como ela impacta a maneira como consumimos é um caminho sem volta. O que veganos e Anti-especistas defendem é criar alternativas reais de se produzir sem causar sofrimento a outro ser vivo.

A onda vegana não tem data e nem previsão para acabar – e deve mesmo é ser incorporada ao cotidiano de mais e mais pessoas nos próximos anos.


Informação no rótulo do produto sobre testes com animais vivos?
“Coringa” está no topo da lista dos 100 melhores filmes da década
Top 10: filmes que prometem bombar em 2020


Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]