Pesquisar
Close this search box.
/
/
A Inteligência Artificial está na nossa vida, cada vez mais invisível

A Inteligência Artificial está na nossa vida, cada vez mais invisível

Web Summit tem abertura triunfal mostrando aplicações de IA que nos cercam e estão disponíveis no momento que quisermos

 

É uma prática bastante comum: pensarmos na tecnologia sempre a partir de um hardware, de um dispositivo que nos acompanhe e com o qual interagimos por meio de uma tela. Mas a Alexa tem um novo truque: desaparecer. Essa lógica também percorreu os desenvolvimentos iniciais das Inteligências Artificiais. Porém, vale a pena considerar que as IAs podem estar disponíveis para interação. Independentemente da tela, já que ela pode nos “ouvir”, pode sentir nossos movimentos e pode responder às nossas demandas.

Essa maneira de pensar a Inteligência Artificial extrapola enormemente sua capacidade e a faz acompanhar nossas vidas, em nossas residências, nos veículos, nos estabelecimentos comerciais, no trabalho e no lazer. Essa compreensão de buscar formas de conectar as IAs de modo conveniente com as pessoas, serve de inspiração para o trabalho da Amazon, notadamente no desenvolvimento da Alexa.

No Web Summit, o cientista-chefe da Alexa, Rohit Prasad conversou com Nick Thompson, CEO da The Atlantic para explicar como a ideia geral de ambientes inteligentes faz sentido a partir da conectividade do espaço com a IA. A premissa é integrar a Alexa aos ambientes de tal forma que a torne “invisível”, quase “onipresente”, sendo acionada somente quando precisamos. Ela se torna uma parte invisível de nossas vidas.

Inteligência Ambiental

Alexa tem uma responsabilidade incrível para milhões de pessoas no mundo. Foi assim que Nick Thompson iniciou o painel. Mas será que é possível perguntar se a IA consegue transforma essa quarta-feira num domingo?

Piadas à parte, o fato é que Alexa vem apresentando uma evolução impressionante desde 2014. O desafio inicial foi conceber uma tecnologia que fosse capaz de compreender nossas questões, emitidas pela nossa voz, não necessariamente captando nosso som a partir de um ambiente, mas como se fosse “onipresente”. Rohit afirmou que desde o início, a ideia central era tornar Alexa uma fonte de experiências emocionais e gratificantes. Do ponto de vista da experiência do cliente, Alexa vem oferecendo momentos realmente envolventes.

Mas como Alexa reconhece emoções atualmente? Segundo o executivo da Amazon, ela não é apenas uma assistente de IA, ela é uma companheira com domínio de funções cognitivas e tecnológicas, fazendo associações diversas a partir do acesso a diversas fontes de dados. Ela foi “construída” para estabelecer diálogos com as pessoas, a partir de intensas pesquisas que a dotaram da habilidade de interagir com as pessoas em qualquer ambiente.

Segundo Rohit, Alexa tem métricas diversas de satisfação, de acordo com as múltiplas experiências particulares das pessoas que interagem de milhares de maneiras distintas com essa IA. Porque Alexa foi desenvolvida para se adaptar ao usuário e não o contrário. Ela é realmente uma companheira que se empenha em responder às necessidades de cada um do modo apropriado.

Nick Thompson questionou como os cientistas da Amazon encaram o futuro que parece amedrontador a respeito da evolução das IAs. Mas segundo Rohit Prasad, os problemas mais complexos nessa evolução dizem respeito a atingir e atender expectativas cada vez mais ambiciosas.

Conheça o Mundo do CX

Inteligência artificial
Foto: Jacques Meir

É necessário investir cada vez mais na compreensão de auto aprendizado para que Alexa consiga antecipar o que esperamos na nossa rotina diária. Será que Alexa conseguirá nos prover informações acerca do que iremos encontrar em nossa vida assim que acordarmos e recebermos um bom dia da Inteligência Artificial? Imagine como processar contextos complexos e oferecer respostas e interações que façam sentido para nós diariamente.

Privacidade e segurança também fazem parte dessa evolução. Evidentemente, Alexa captura muitos dados e é capaz de reconhecer as pessoas facilmente a partir das interações.

Lembrem que Alexa se adapta a culturas e comportamentos locais, de tal modo que ela incorpora aprendizados e informações de consumidores em São Paulo, Chicago e Paris e que ela precisa dispor de sólidas camadas de segurança para evitar vazamento e uso inconveniente e perigoso das informações das pessoas.

Os desenvolvedores da Amazon veem o futuro com otimismo, confiando que cada vez mais pessoas ao redor do mundo possam se beneficiar das habilidades e das capacidades da Alexa. Ela tem condições de beneficiar milhões de pessoas no mundo diariamente.

Sem dúvida, a IA da Amazon é um dos experimentos mais ambiciosos da era digital e é inegável que ela vem ganhando poder para se adaptar a ambientes e situações diversas. Não está longe o momento emm que Alexa poderá nos apoiar em muitas decisões pessoais e profissionais. Aliás, já perguntaram para Alexa sua opinião e recomendação sobre o último sucesso do cinema?

*A cobertura do Web Summit é uma parceria da Consumidor Moderno com Oásis Lab.


+ Notícias

Alexa: a assistente virtual inteligente está cada vez mais brasileira

O poder da voz para aumentar a resolutividade

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]