Pesquisar
Close this search box.
/
/
Para não depender de humanos, a IA precisa superar dilemas éticos. Mas como?

Para não depender de humanos, a IA precisa superar dilemas éticos. Mas como?

A Inteligência Artificial evoluiu, mas ainda depende de humanos. Para superar essa etapa, questões éticas presentes na tomada de decisão devem ser superadas

Carros autônomos, cidades inteligentes e robôs. Esses são apenas alguns exemplos de inovações ainda distantes da realidade da maioria das pessoas. Entre eles, há algo em comum. Uma outra tecnologia que, hoje, já é utilizada para aplicações mais simples e que, cada vez mais, migra do mundo do imaginário para a realidade: a Inteligência Artificial.

Elementos como dados, preditividade e algoritmos fazem parte de um cenário futuro em que a Inteligência Artificial (IA) poderá tomar decisões simples e complexas. Hoje, ela já orienta o consumidor em diferentes circunstâncias, pois reconhece padrões, faz associações e, a partir disso, elabora sugestões – seja de filmes, em plataformas de streaming; seja de trajeto, em apps de trânsito. No entanto, na maioria dos casos (e principalmente quando a aplicação envolve a saúde e a segurança de pessoas), a IA ainda não toma decisões por conta própria.

Nesse futuro sonhado por muitos e temido por outros, no entanto, ela deverá decidir o que fazer inclusive um situações muito mais complexas, para as quais não existem respostas óbvias. Um exemplo clássico é a tomada de decisão dos carros autônomos: Como decidir o que fazer diante de uma situação em que, inevitavelmente, tivesse de escolher entre atropelar uma criança ou um idoso? Em outras palavras, como programar a Inteligência Artificial em casos que envolvem questões éticas, culturais ou morais?

Debate sobre o viés na inteligência artificial

Outro exemplo é o uso de dados, padrões e previsibilidade nos sistemas de Justiça Criminal e nas polícias. Neste caso, o viés é o principal risco. Como programar a Inteligência Artificial sem que haja a influência de preconceitos, crenças pré-estabelecidas e até mesmo traumas do ser humano que trabalha diante da máquina?

Uma Inteligência Artificial realmente inteligente

Diante de situações como essa, uma alternativa comum e frequente em diferentes mercados é direcionar situações mais complicadas para o humano. Entretanto, quando a intenção é dar autonomia ao recurso no qual está embutida a IA – seja um carro, seja um sistema de análise de perfis –, essa não pode ser uma opção.

É urgente encontrar alternativas para lidar com tais dilemas, afinal, a evolução da aplicação da IA depende da certeza de que ela tomará as decisões certas quando necessário e da consequente confiança do usuário nessa tecnologia. Mas como tornar a IA mais confiável? Essa foi uma questão levantada no CES 2023, maior evento de tecnologia do mundo.

Para Nikki Pope, Sr. Director, AI & Legal Ethics da NVIDIA Corporation, é fundamental que a empresa tenha consciência de quem, como e para que a Inteligência Artificial será utilizada – ponderando desde os possíveis vieses até ocorrências improváveis e que demandarão decisões rápidas e complexas, para as quais a Inteligência Artificial também deverá estar preparada.

Beena Ammanath, executive diretor do Global AI Institute da Deloitte, por sua vez, reflete que não é possível eliminar totalmente o viés. Por isso, defende que os critérios e princípios a serem seguidos pela IA precisam ser seguidos e, a partir disso, colaboradores devem ser ouvidos e opiniões devem ser levadas em consideração. Dessa forma, muitos pontos de vista poderão agregar valor à Inteligência Artificial.


+ Notícias

O importante papel de um supply chain resiliente na experiência do consumidor

De dados a decisões: como utilizar KPIs de forma estratégica

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]