Pesquisar
Close this search box.
/
/
Inteligência artificial e BPO: combinação beneficia agilidade das empresas

Inteligência artificial e BPO: combinação beneficia agilidade das empresas

A terceirização de processos associada à inteligência artificial influencia desde a produtividade da empresa até a satisfação dos clientes, aponta especialista

Manter um diferencial estratégico quando se fala de transformação digital exige preparo das empresas. Com o alto desenvolvimento tecnológico atual, acompanhar as tendências é essencial, mas saber selecionar exatamente o que o negócio precisa é o ponto crítico. Principalmente para manter a atenção no core business e garantir resultados satisfatórios para os clientes. Nesse sentido, uma parceria tem se mostrado bastante forte: a inteligência artificial associada ao BPO (business process outsourcing ou terceirização de processos de negócio).

Para Lucas Ribeiro, fundador e CEO do Roit Bank e Presidente do Comitê de Tecnologia da Associação Brasileira de Provedores de Serviço de Apoio Administrativo (ABRAPSA), os próximos anos serão de consolidação do mercado de BPO no Brasil: “O setor necessariamente utilizará todas as soluções possíveis de inteligência artificial para poder atuar com complexidades e com as mudanças tributárias tão profundas que o Brasil deve enfrentar nos próximos cinco anos”. Hoje, ele avalia que há muitas iniciativas em curso, mas ainda em fase inicial, começando a amadurecer para apresentar resultados no futuro.

Por meio de algoritmos e programação, empresas de diferentes áreas que fornecem serviços terceirizados podem tornar suas atividades mais inteligentes e automatizadas. O estudo “Making the Most of Machine Learning: 5 Lessons from Fast Learners”, desenvolvido pela SAP Insights, aponta que 58% das empresas destinam mais de metade do orçamento para processos desenvolvidos in loco. Ao mesmo tempo, 41% das empresas que já adotam automatização e ML percebem níveis melhores de satisfação dos consumidores em suas experiências de contato.

Isso ocorre provavelmente por uma mudança de foco e esforço ao que realmente faz sentido para cada empresa. Com a adesão ao BPO, muitas das atividades que não dizem respeito ao core business passam a ser desenvolvidas por players terceirizados, economizando tempo, recursos e orçamento. O machine learning, ou aprendizado de máquina, é uma tecnologia que contribui para a eficiência dos processos: com o aprendizado automático, os softwares otimizam as atividades e aumentam a produtividade.

experiência-do-cliente

Garantindo resultados

No mercado digital, agilidade é uma das características mais essenciais para a competitividade das empresas. Essa é uma das vantagens de adotar a inteligência artificial, além de garantir escalabilidade, velocidade e qualidade do processamento. “Os processos que, quando realizados por pessoas, são lentos e suscetíveis a erros, se tornam mais rápidos, eficientes e precisos ao serem feitos por tecnologias que dispõem do recurso de aprendizado de máquina”, comenta Ribeiro. O diretor acredita ainda que todos os setores podem se beneficiar da inteligência artificial, especialmente aqueles de maior volume e criticidade, como o segmento de BPO fiscal.

O especialista também explica que outro benefício do ML está relacionado com a segurança das operações. Como ajuda a identificar padrões e a tomar decisões mais assertivas, os processos se tornam mais fluidos. Além disso, é válido associar a tecnologia a um aumento da satisfação dos clientes.

Isso porque por meio de algoritmos é possível identificar com mais rapidez quando há alguma falha de segurança ou outros problemas que possam afetar a experiência do cliente. Um ponto sensível para qualquer operação. Dessa forma, aumenta a agilidade das interações entre a empresa que fornece o serviço e a contratante.

Pontos de atenção

Para o especialista, é válido lembrar que ainda existem desafios a serem superados nesse campo. A adesão ao aprendizado de máquina no BPO enfrenta algumas barreiras técnicas. “Ainda dependemos de um grande esforço e investimento para mudar as culturas organizacionais e realmente conseguir extrair todo o potencial da inteligência artificial”, explica. “Outra questão é que os custos ainda são elevados: o melhor caminho ainda é a busca por soluções de alta tecnologia já disponíveis no mercado”, destaca.

Até mesmo o número de profissionais ligados ao conceito é um ponto de atenção. “Enquanto não tivermos essa área mais desenvolvida e com mais talentos no Brasil, o avanço caminhará a passos mais lentos”, aponta. Para as empresas, a decisão precisa observar as necessidades do negócio de maneira pragmática, compreendendo onde e como aplicar cada técnica. A obsessão com resultados é um ponto importante para perceber os impactos para os clientes. Assim, se torna mais palpável a relevância na experiência final.


+ Notícias 

Por que algumas varejistas têm adotado a descentralização do marketing?

A evolução da experiência do cliente é tecnológica, mas também humana

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]