Pesquisar
Close this search box.
/
/
Você é um inovador. E daí?

Você é um inovador. E daí?

Uma pessoa criativa pode se apresentar como sendo "inovadora"? De que forma? O SXSW colocou o dedo nessa ferida e Consumidor Moderno registrou para você

Você chega a uma entrevista de emprego e vai logo dizendo: “sou uma pessoa muito inovadora”. E ouve da empresa: “aqui só contratamos pessoas inovadoras para todas as funções. Por isso atraímos os maiores talentos do mercado”. Esse diálogo que beira a egolatria de parte a parte revela o quanto a discussão sobre inovação está superestimada.

SXSW resolveu colocar o dedo nessa ferida e trouxe um painel provocativo: “Você é inovador. E daí?”, com a presença de lideranças da economia criativa nos EUA. Profissionais como Deborah Hankin, fundadora do “Talent Team” da Sy Partners em 2014, após passagens bem-sucedidas por algumas das maiores agências de publicidade do mundo. Ou como Duane Bray, sócio da IDEO, referência em inovação global, além de Peggy Boustany, da Sid Lee, empresa de Brand experience – onde é responsável pelo recrutamento de talentos e Susan Cantor, CEO da Red Peak, especialista em publicidade, design estratégico e branding e responsável por clientes como GM e American Express, além de ser  colunista do AdAge e Huffington Post.

Após as apresentações de praxe, Deborah lançou a questão: “como se contrata uma pessoa inovadora?”. Os painelistas, começando por Susan Canton, disseram que buscam pessoas com paixão, propósitos e fundamentalmente, que tenham experiências diversas. Artistas e designers, professores, músicos e curadores de arte fazem parte do time da Red Peak, destacou a CEO. Deborah diz que procura pessoas otimistas e com aspirações e ambições. Peggy diz que a contratação é resultado de processos intensos de conversação, não resultado de entrevistas típicas. Interessa menos que o talento tenha grandes anúncios no portfólio e mais que tenha conexão com as pessoas e os valores da empresa e dos clientes.

Outro aspecto decisivo para a contratação de um talento é a descrição do cargo – job description – há tantas novas funções que pedem habilidades tão específicas que normalmente é necessário entender o que será feito diante da atividade da empresa.

Uma das características mais importantes a serem consideradas é simples: grandes talentos conhecem e reconhecem grandes talentos. Assim, não basta sua empresa dizer que contrata pessoas inovadoras. Ela realmente precisa pagar o preço de contratá-los. Talento atrai talento.

E como é possível extrair o potencial desse talento sem que isso se choque com a cultura da empresa? A IDEO exibe perfis dos seus profissionais na sede da empresa, de tal modo que o cliente possa entender quem é quem e quem faz o que. Os perfis mostram as habilidades dos profissionais que fazem parte do time da empresa. É uma forma de valorizar o profissional enquanto a própria empresa revela as habilidades a serviço do cliente, expressas justamente nos perfis em destaque.

Uma boa discussão envolveu a questão home office vs. trabalho colaborativo. O que se observou, na experiência dessas empresas, é que as pessoas que trabalham em ambientes inovadores gostam de atuar em colaboração e proximidade. A presença e o contato pessoal estimulam o crescimento individual.

Mas, profissionais inovadores devem se submeter a frequentes avaliações de performance. Feedbacks informais também são frequentes em organizações da economia criativa.

A grande conclusão do painel é que um profissional inovador, ou que trabalhe com criatividade, deve se alinhar com valores, cultura e processos rigorosamente usuais e comuns à maior parte das empresas. O talento e a capacidade de inovar estão a serviço da gestão. Você pode até ser uma pessoa muito inovadora. Mas o seu talento está a serviço de uma empresa na qual o seu papel deve ser cumprido com qualidade e competência. Exatamente da mesma forma que outros profissionais que desempenham funções não tão “charmosas”  devem cumprir o deles.

Ser inovador para si mesmo importa menos que mostrar o resultado da inovação para a empresa que paga o seu salário.

*Jacques Meir é Diretor de Conhecimento e Comunicação do Grupo Padrão

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]