Pesquisar
Close this search box.
/
/
Inovação é diferente de criatividade, afirma professor brasileiro de Harvard

Inovação é diferente de criatividade, afirma professor brasileiro de Harvard

Thales Teixeira lembra que para que um produto ou serviço seja considerado inovador é necessário que ele tenha alguma utilidade. Caso contrário, não passa de algo criativo

O brasileiro Thales Teixeira é professor e pesquisador da prestigiada Harvard Business School. Nos últimos anos, ele se tornou um dos maiores especialistas do Brasil em marketing e inovação. Com uma linha de pesquisa voltada para o marketing digital e economia da atenção, ele vem buscando compreender os princípios do mercado de como comprar, vender, capturar e usar a atenção do consumidor para construir marcas.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Com essa experiência de anos em pesquisa na bagagem e grande vivência nos mercados estrangeiros, Teixeira questiona o comportamento de algumas empresas no Brasil a respeito de como tratam a inovação. Mais: ele ainda firma que existem companhias que copiam serviços e produtos da concorrência e os reembalam como inovação.

“Inovação é uma combinação do novo e de algo útil. Se for novo, mas não útil, pode ser apenas algo criativo”, diz Teixeira. “E se for útil mas não for novo, trata-se de uma cópia.”

Na entrevista a seguir, Teixeira, que já foi contratado como consultor independente por empresas como Microsoft, HP, BMW e Nike e será um dos palestrantes do Whow!, fala a respeito do significado de inovação e das amarras que evitam que o Brasil se torne um país mais competitivo e inovador.

Qual é o conceito de inovação para o senhor?

Inovação é uma combinação do novo e de algo útil. Se for novo, mas não útil, pode ser apenas algo criativo. E se for útil mas não for novo, trata-se de uma cópia. É necessário que seja algo novo, porém com utilidade para ser considerado uma inovação.

As pessoas realmente sabem o que é inovação?

Acredito que sim. Mesmo que não saibam exatamente a definição, a maioria das pessoas entende o conceito intuitivamente.

Quais são os maiores entraves que dificultam a inovação no Brasil, na sua opinião?

Investimento. É muito fácil copiar e é algo tentador. Para realmente inovar, é preciso investir em processos que buscam criar algo novo e depois achar a utilidade em um domínio de uso específico. Isto exige pesquisa básica e desenvolvimento aplicado. É por isso que se usa o termo P&D. Mas muitas empresas fazem apenas uma ou outra atividade, não as duas em sequência. Pior: algumas fazem cópias com aprimoramento mínimo, mas chamam o departamento de P&D. Este é um entrave a inovação.

O que o Brasil pode fazer para melhorar no ranking de competitividade?

Inovar é um caminho, mas não é o único e não é para todas as empresas. É, no entanto, um caminho promissor. Inovar em produtos e serviços ajuda a diminuir a influência da competição no resultado financeiro das empresas. E inovar em processos ajuda a reduzir custos, o que também contribui para reduzir a pressão competitiva.

O que a academia e a iniciativa privada podem fazer para intensificar essa mudança?

Colaborar mais. Ponto final.

O Brasil tem condições de ampliar a sua participação no mercado de tecnologia e de inovação?

Não vejo motivos para que isso não ocorra. Para ser contínua, no entanto, inovação tem que ser incentivada. O maior incentivo é a empresa que criou a inovação ter ganhos financeiros, na forma de lucro desproporcional no mercado. Muitas empresas no mundo inteiro ainda buscam lucro desproporcional via monopólio ou regulamentações que detêm a entrada de competidores. A história corporativa mostra que isto é uma barreira artificial. Quando ela cai, poucas empresas sobrevivem.

Damos estrutura para surgir empresas inovadoras e com potencial de ganhar mercado no exterior?

O mercado exterior é competitivo. Só deve jogar este jogo quem já mostrou sucesso em casa. Inovações digitais são uma forma de inovar rápido e buscar escala no exterior. Este é o novo jogo que empresas como BMW, Microsoft, Nike e Coty estão buscando inovar.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]