Pesquisar
Close this search box.
/
/
Impasse político precisa ser resolvido

Impasse político precisa ser resolvido

Varejo se posiciona e entidades dizem que incerteza só prejudica setor. Entenda

Diante de tantas notícias que estão mexendo com os ânimos dos brasileiros, as entidades ligadas ao varejo pedem urgência na resolução de impasses políticos ? tudo para evitar que o setor tenha ainda mais perdas do que teve até agora.

“A instabilidade política, juntamente com os fatores macroeconômicos, está derrubando a confiança dos consumidores e dos empresários. E tudo isso leva à paralisação dos investimentos, à redução da produção e a fortes retrações nas vendas, conforme têm mostrado os números do varejo?, afirma Alencar Burti, presidente da ACSP (Associação Comercial de São Paulo) e da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado São Paulo)

?O impasse político-institucional precisa ser solucionado o mais rapidamente para que o País volte a crescer. E isso só será possível se, acima de tudo, o Executivo e o Legislativo deixarem de lado interesses pessoais, partidários e de grupos para colocar o Brasil em primeiro lugar. E o Judiciário acelerar suas decisões”, completa o executivo.

Leia também
Como a crise política afeta o seu negócio?

?A instabilidade política se reverte em paralisia econômica quando a atuação do governo (ou a falta dela) gera insegurança jurídica, desconfiança nos investidores e nas empresas, incertezas na população sobre a manutenção do emprego e consequentemente da sua capacidade de consumo. Uma percepção negativa sobre o futuro do país toma conta da sociedade?, afirma José do Egito Frota Lopes Filho, presidente da Abad (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados).

?No Brasil de hoje, é fundamental que haja a sinalização inequívoca de uma mudança de rumo na política econômica para que se recobre a confiança e a economia reaja. E isso só ocorrerá se o atual governo se fortalecer, o que é improvável, ou der lugar a um novo governo, capaz de liderar as mudanças necessárias. Enquanto isso, o setor produtivo segue tomando medidas de governança para passar por este momento conturbado com o menor índice de perdas possível?, avalia Lopes Filho.

Para a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), qualquer cenário de incerteza é ruim para qualquer empreendedor, segundo Vitor França, assessor econômico da Federação. ?Para o empresário, quanto menor o nível de incerteza, maior a confiança para o investimento?, afirma.

?Está todo mundo em estado de espera. Enquanto o cenário não se definir, não importa para qual lado, ele fica mais cauteloso e evita tomar decisões. Diminuir incertezas é fundamental?, acredita. Tudo isso aliado à crise econômica. ?Temos problemas econômicos e estruturais que agravam esse cenário. Não temos mais como crescer enquanto não tivermos uma capacidade de articulação política para colocar em prática medidas importantes?, avalia França.

Leia também
3 Formas de evitar a corrupção na sua empresa

?A Apas apoia continuamente as iniciativas que reivindicam a simplificação da carga tributária brasileira e garantem o aperfeiçoamento da gestão pública, a partir de melhorias na produtividade e planejamento de gastos, não sendo necessário o aumento de impostos?, disse a Associação Paulista de Supermercados. ?Altos impostos acarretam em uma menor renda disponível, diminuem o poder de compra da população e impactam diretamente no consumo e arrecadação, atingindo assim todos os setores do comércio?.

A Associação defende ?uma melhor gestão pública e o combate efetivo à corrupção em todos os setores para retomar a estabilidade econômica e a confiança dos agentes econômicos, que criarão um ambiente favorável para a retomada do crescimento?.

O setor de franquias acredita que as mudanças pelas quais o País passa têm provocado mudanças também no setor. ?O atual cenário está provocando mudanças na postura das negociações nos shoppings gerando novas oportunidades para o Franchising, que está enfrentando a atual realidade econômica com resiliência e criatividade?, afirma Beto Filho, presidente da ABF-Rio (Associação Brasileira de Franchising no Rio de Janeiro). ?O franchising está agindo de uma forma inteligente com ações imediatas para dar uma resposta objetiva a fim de não afetar a relação franqueador-franqueado e consumidor final?, afirma.

Leia também
A visão de 11 executivos sobre o que acontece no País

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]