Pesquisar
Close this search box.
/
/
Para Neil Patel, ChatGPT ainda está longe de substituir pessoas

Para Neil Patel, ChatGPT ainda está longe de substituir pessoas

Ferramenta de IA que não sai da boca do povo pela sua impressionante capacidade de interagir e fornecer respostas amplas a questões complexas ainda não tornou humanos desnecessários por trás da criação de conteúdo e relacionamento

Praticamente todo mundo sente algo em relação à inteligência artificial. A IA provoca otimismo, ceticismo, medo. As empresas têm investido já há algum tempo em IA, mas os últimos desenvolvimentos – marcados pelo lançamento do ChatGPT em novembro do ano passado. A nova ferramenta de inteligência conversacional tomou as manchetes, os debates do mundo tech e também do mercado – que está ansioso para mergulhar em todas as possibilidades que um modelo de conversação neural pode trazer para seus negócios. O ChatGPT, e seus já anunciados concorrentes, como o Bard, do Google, terão implicações mais amplas no avanço das tecnologias, na produtividade e na criatividade.

O impacto do lançamento do ChatGPT foi tão grande que em apenas 2 meses já teve mais de 100 milhões de downloads, e é o aplicativo que cresceu mais rápido em todos os tempos.

Para Neil Patel, esse movimento é só o começo. Com a entrada das big techs na corrida pela melhor – e por qual se tornará mais popular – os avanços em IA vão acelerar exponencialmente no futuro próximo. A Microsoft já implementou o uso do ChatGPT no seu buscador, o Bing, e investiu US$ 10 bilhões no desenvolvimento da ferramenta da OpenAI.

A integração do Bing com o ChatGPT pode ser finalmente uma virada de jogo para o buscador, que quer ganhar sua fatia de market share, mas não no curto prazo, indica o especialista. Apesar do mais de um milhão de inscrições para fazer parte do beta-teste do Bing em apenas 48% após o anúncio da funcionalidade, o Google ainda é hegemônico: detém 92% das buscas na internet no mundo – um número expressivo demais.

Leia Mais: Todo mundo quer ter seu ChatGPT: Microsoft anuncia Bing com a AI, Google lança rival

E a empresa rapidamente entrou no jogo e antecipou o lançamento do Bard – modelo semelhante ao ChatGPT desenvolvido a partir do Modelo de Linguagem para Aplicações de diálogo do Google (LaMDA).

Ainda em fase de testes e não disponível ao público, o Bard une o modelo conversacional à ferramenta de busca, o que permite transformar questionamentos complexos e com múltiplas possibilidades em respostas “digeríveis”, afirmou Sundar Pichai, CEO da Alphabet, na apresentação do Bard.

O que é a IA e como ela pode ter a ver com você

A tecnologia tem avançado rapidamente e mudado a forma como as pessoas trabalham, se relacionam e consomem conteúdo. Nos últimos cinco anos, a IA atingiu novos marcos e proporcionou grandes avanços em diversas áreas, que incluem a produção de conteúdo e a comunicação com os consumidores.

Um dos principais marcos da IA foi a adoção maciça de algoritmos de aprendizado de máquina, o machine learning, que permitem aos sistemas aprender com dados e melhorar sua precisão ao longo do tempo. Assim como o deep learning, que utiliza treinamento de redes neurais nos sistemas, permitiram avanços significativos em áreas como reconhecimento de imagem, tradução automática, reconhecimento de fala e diagnóstico médico.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

O lançamento do ChatGPT, um modelo de linguagem natural que pode responder a perguntas e realizar tarefas de forma autônoma mexeu com os mercados. Ele é capaz de gerar respostas em linguagem natural para perguntas e comentários, permitindo a comunicação mais natural e eficaz com os consumidores. Isso pode ter um grande impacto no marketing e nas relações de consumo, já que as empresas podem usar a IA para personalizar a comunicação e melhorar a experiência do cliente.

No campo do marketing e das relações de consumo, a IA tem sido utilizada para melhorar a segmentação de mercado e personalizar a experiência do cliente. Alguns exemplos incluem chatbots que podem interagir com clientes em tempo real, recomendações de produtos personalizadas com base no histórico de compras e análise de sentimentos em mídias sociais para identificar problemas com o atendimento ao cliente.

O ChatGPT pode ser considerado uma nova forma de conhecimento desenvolvido por programadores, destaca Carlos Magno, diretor da Ubersuggest. Criadores de conteúdo podem usar o ChatGPT para:

  • buscar novas ideias;
  • resolver problemas complexos;
  • escrever, testar e explicar códigos de programação;
  • escrever conteúdo em vários idiomas;
  • escrever conteúdo longo e aprofundado

No entanto, as respostas do ChatGPT não são sempre as mais corretas, nem oferecem a complexidade e as nuances que só uma pessoa é capaz de incutir em um texto (por exemplo, ironia). Ainda assim, seus resultados são impressionantes, aponta Carlos Magno. “Eles dependem muito ainda da habilidade de quem está ‘conversando’ com a IA para que o ChatGPT ofereça a melhor resposta possível – e isso só tende a melhorar com o tempo. Por enquanto pelo menos, ninguém deveria trocar humanos pelo ChatGPT”.

Além da falta de complexidade na abordagem dos temas, Magno alerta para o risco de plágio. “O ChatGPT foi construído a partir de conteúdos que já existem. Isso significa que a resposta que ele dá pode ser literalmente algo escrito em uma página que podia ter sido pesquisada, e não conteúdo original”.

Leia Mais: ChatGPT é para IA o mesmo que a “droga milagrosa para a perda de peso”

Para Patel, “apesar de todo o burburinho, está claro que a IA é necessária para os negócios se modernizarem”. Ele elenca 3 aspectos essenciais:

– Multiplicar as conexões com consumidores

As soluções de IA podem aproveitar os dados primários para descobrir informações altamente valiosas e novos campos de demanda

– Multiplicar seus conhecimentos

Soluções de conversão podem ajudar a dar uma perspectiva melhor dos resultados, e fornecer insights mais assertivos e relatórios mais profundos

– Multiplicar os resultados

Ferramentas de IA podem ajudar a alcançar os clientes mais efetivamente, atingindo ROIs melhores que oferecem direcionamentos melhores

Mais uma vez eles, os dados

A IA também tem sido amplamente utilizada na análise de dados e no aprendizado de máquina, permitindo que as empresas identifiquem padrões e tendências em grandes conjuntos de dados. Isso tem sido especialmente útil para segmentar anúncios para públicos específicos com base em interesses e comportamentos online.

No entanto, o ChatGPT ainda sofre com a limitação de ser datado. A base de informações da plataforma só foi alimentada com informações até 2021. Isso significa, ressalta Magno, que ainda não é uma boa ferramenta para analisar tendências.

Conheça o Mundo do CX

Uma IA cada vez mais esperta é inevitável

De acordo com um relatório da McKinsey divulgado no final do ano passado, a adoção de IA por negócios mais do que dobrou entre 2017 e 2022. Contudo, percentual de organizações que investem em soluções de IA se manteve em um platô na faixa dos 50%-60%. Ainda, o número de ferramentas e vantagens que a IA alavancou nas empresas dobrou no mesmo período.

Até agora, operações de serviços, modelagem de riscos e análise de dados são as principais funcionalidades que se beneficiam de IA nos negócios. Geração de conteúdo e criação não eram, até o lançamento do ChatGPT, foco dos investimentos em IA nas empresas, e por isso Patel acredita que são os segmentos que vão protagonizar os maiores investimentos no futuro próximo. “Mesmo que essas ferramentas ainda não recebam os maiores investimentos, o ChatGPT é definitivamente a que está fazendo mais barulho, pelo óbvios benefícios que traz para negócios B2C”, afirmou o especialista em estratégias digitais.


+ Notícias

O consumidor em 2023: confira as principais tendências entre as marcas para atender o público-alvo este ano

Pix e aproximação são destaques da forma de consumir, aponta Itaú

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]