Pesquisar
Close this search box.
/
/
O futuro do pagamento, segundo os grandes varejistas

O futuro do pagamento, segundo os grandes varejistas

O que Ahold, Etsy, The Home Depot, Walmart e Wendy’s pensam sobre a relação das empresas com os novos meios de pagamento? Confira

Las Vegas (EUA) – Qual é o futuro dos meios de pagamento no varejo? De olho nessa pergunta, executivos de grandes redes debateram as estratégias de hoje e o que vislumbram para o futuro durante o Money 20/20, maior evento de inovação e tecnologia em meios de pagamento do mundo, que acontece nesta semana em Las Vegas. “Para começar, a gente tem de entender que a experiência no varejo não é apenas pagamento. O pagamento é parte da experiência e está mudando rápido, por causa dos meios digitais, e isso mudará ainda mais nos próximos quatro, cinco anos”, afirmou Liz Garner, vice-presidente da Merchnat Advisory Group.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

E o que os varejistas pensam sobre isso? Como os pagamentos se darão nos próximos anos? “Ainda tem muito o que se desenhar sobre isso, uma vez que o mobile permite criar coisas interessantes”, refletiu Gavin Waugh, vice-presidente e Tesoureiro da Wendy’s Company. O Walmart, que atua com vários canais, tem uma preocupação latente com meios de pagamento. “Quando pensamos em pagamentos, pensamos na jornada do consumidor nesses canais. Falharemos como indústria se não olharmos isso, porque não estamos falando mais sobre tecnologia, é sobre como as pessoas se relacionam e se interessam, e sobre como alinhamos esses interesses”, analisou Reed Luhtanen, diretor sênior de estratégias de pagamento do Walmart.

“Esse é o truque do pagamento”, afirmou Waugh. “É sobre ser parte da experiência do consumidor. Por exemplo, temos o NFC no drive thru e o cliente precisa se esticar todo para fazer o pagamento. A tecnologia é bacana, mas a experiência do consumidor é péssima”, contou. “Existe tanta inovação e tantas coisas acontecendo, mas é preciso olhar a experiência do consumidor. No fim do dia, o que importa é o que oferecemos para os consumidores. Todo mundo fala do Uber por causa do pagamento, mas o consumidor não pensa nisso na hora de usar o Uber. Ele usa porque é legal e fácil – ele não pensa no pagamento”, disse.

Na Ahold, rede holandesa de supermercados, qualquer mudança tecnológica passa pelo comportamento dos funcionários. A aposta, de acordo com Maureen Elworthy, diretora de Tesouro da companhia, é educar a organização sobre pagamentos. “É dessa forma que atingimos as mudanças, porque temos de entender que o consumidor não pensa sobre isso, ele sequer enxerga canal. Mas nós precisamos ver e enxergar”, afirmou. No horizonte da companhia estão os pagamentos com ferramentas de Wallet.

Ponto sensível
Em meios de pagamento, uma das maiores preocupações dos varejistas é com as fraudes, que tira bilhões por ano em receita do setor. “O desafio é aumentar as transações digitais sem aumentar as fraudes”, afirmou Dwaine Kimmet, SVP de pagamentos e tesoureiro da Home Depot. Na Etsy, marketplace de produtos feitos à mão, mais da metade das compras já são feitas no mobile, o que aumenta ainda mais a preocupação com fraude. “Como marketplace temos uma posição única, porque temos os vendedores de um lado e os compradores de outro – a complexidade e o desafio operacional são maiores”, afirmou James Esposito, diretor sênior de pagamentos e tesoureiro do marketplace.

Leia também:

Clique aqui e compre

Durante conversas com os vendedores, o marketplace percebeu que havia uma necessidade de ferramentas de pagamentos mais efetivas e rápidas. “Estamos focados em como reduzir os pain points deles. Dessa forma, precisamos tornar o pagamento o mais simples possível do lado do comprador e do lado do vendedor a ideia é tornar o recebimento o mais fácil e rápido possível e tudo isso com a máxima segurança”, afirmou.

Sobre fraude, Waugh, da Wendy’s, é categórico a respeito do papel de toda a indústria. “Se a gente trabalhar junto, podemos resolver o problema da fraude. Isso é a base da inovação, porque existem alguns pontos que não competimos. Outros países já estão fazendo isso, precisamos fazer isso também”, disse.

“O que vemos sobre o que será bem sucedido é o modo como os consumidores podem interagir, porque o caminho não é linear e os pagamentos são elementos-chave”, afirmou Luhtanen, do Walmart. “A inovação nesse sentido segue com o consumidor no centro e temos muitas oportunidades de oferecer algo diferente. No futuro, cada vez mais, queremos estar acessível para os consumidores, não importa onde ele está e não importa quando ele tomará a decisão de pagar e como”, disse.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]