Pesquisar
Close this search box.
/
/
Franquias crescem 17% no primeiro tri, impulsionadas por serviços

Franquias crescem 17% no primeiro tri, impulsionadas por serviços

Recuperação de turismo e demanda por serviços levam franquias a crescer 17,2% aponta pesquisa da ABF

Em 12 meses, franchising brasileiro cresceu 16,1%, todos os segmentos do setor cresceram com destaque para Hotelaria e Turismo; Saúde, Beleza e Bem-Estar e Alimentação Food Service.

A recuperação mais prolongada da área de turismo, com aumento da demanda reprimida e a elevação do ticket médio, o crescimento da demanda por serviços e o grande arrefecimento da pandemia levaram o mercado de franquias a registrar um crescimento de 17,21% em seu faturamento nominal no 1º trimestre de 2023 em relação ao mesmo período do ano passado, passando de R$ 43,38 bilhões para R$ 50,85 bilhões.

No entanto, a pressão de custos, o comportamento ainda oscilante dos consumidores e o reequilíbrio de compromissos financeiros da pandemia continuam a ser desafios para o setor. É o que aponta a Pesquisa Trimestral de Desempenho do Franchising, realizada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Leia mais:
Resiliência e ESG permeiam inovação no varejo

Números são bons, mas ainda há desafios

Na comparação com o primeiro trimestre de 2019 (antes da pandemia), o aumento na receita chega a 22,6%. Já em relação ao faturamento do setor no acumulado de 12 meses, a alta foi de 16,1%, e chegou a quase R$ 219 bilhões – um patamar superior ao período pré-pandemia. É o quinto trimestre seguido de crescimento do setor.

“Esse crescimento superior a 17% é a melhor performance já registrada em um primeiro trimestre do ano, marcando mais uma vez trajetória de recuperação do setor de franquias, já pontuada nos estudos anteriores. Ficam sinalizados também os avanços dos players do setor com mais investimentos na digitalização dos negócios, omnicanalidade, em fazer mais com menos, mantendo ganhos de escala, entre outros fatores”, comemora Tom Moreira Leite, presidente da ABF.

Mas alguns desafios se mantêm, alerta Moreira Leite. O cenário do mercado está cada vez mais competitivo e instável, o consumidor mais exigente. “A recuperação do ticket médio, impactado pelos descontos para manutenção da demanda ao longo da pandemia, e os reflexos das incertezas no campo macroeconômico, a inflação e juros em níveis elevados e a histórica dificuldade na obtenção de crédito” ainda deixam o setor em alerta, indica o presidente da ABF.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

A pesquisa da ABF mostrou que as redes se mantiveram em expansão no período analisado. Houve um aumento de 5,4% na abertura de unidades e o encerramento foi de 2,6%. Em números absolutos, a variação no primeiro trimestre de 2023 representou um adicional de 10.641 em relação ao mesmo período de 2022, totalizando 184.411 operações – que abrangem unidades virtuais, home based, store in store e dark kitchens. Esse número inclui projeções de unidades de novas marcas que chegaram ao mercado e foram identificadas na auditoria realizada pela empresa de pesquisa, explica a assessoria da ABF.

Franquias de todos os segmentos cresceram

Todos os 12 segmentos elencados pela ABF cresceram no período pesquisado. O segmento que apresentou maior variação positiva foi Hotelaria e Turismo, com um faturamento 37,5% maior frente ao primeiro trimestre do ano passado.

Após o período de pandemia, que limitou os deslocamentos físicos, o segmento apresentou um acentuado crescimento, apoiado principalmente no atendimento da demanda reprimida e no aumento do ticket médio por transação.

Leia mais:
Franquias: como trabalhar a expansão de forma sustentável?

Saúde, Beleza e Bem-estar, com alta de 27%, e Alimentação Food Service, cuja receita cresceu 21,2%, vêm em seguida. Esse bom desempenho está relacionado à continuidade da procura por serviços voltados à saúde, satisfação e ao cuidado pessoal, e a combinação de vendas no salão e via delivery no caso de food service.

O denominador comum aos segmentos é o aumento expressivo do faturamento médio por unidade, a expansão do número de marcas e a abertura de novas operações.

Também se destacaram Limpeza e Conservação, com faturamento 19,2% maior comparado ao primeiro trimestre de 2022, e Alimentação – Comercialização e Distribuição, cuja receita cresceu 18,6%.

Shoppings voltam a crescer, mas rua ainda é líder

Um pouco mais da metade das franquias operam nas ruas, 52%, as operações em shopping centers vêm em segundo lugar, também com alta, de 20,0% para 22,2%.

Outros formatos apresentaram maiores variações quanto à localização das franquias: Supermercados/Galerias, que saltaram de 2,6% para 4,2%; Terminais de Transporte, de 0,9% para 2,0%; Strip Mall, de 0,4% para 1,7%, e Virtual, de 0,8% para 2,7%.

Conheça o Mundo do CX

Já as operações Home Based tiveram uma queda na participação em relação aos demais formatos, passando de 14,8% para 10,1%, como um possível reflexo do término do isolamento social. As unidades localizadas em pontos comerciais menos tradicionais, classificados como “Outros” (Prédios comerciais, Conveniências, Condomínios residenciais, Store in Store, Hospitais e Clubes esportivos) também apresentaram queda na participação no período pesquisado, passando de 8,7% para 5,2%.

Para o presidente da ABF “flexíveis como são, as redes de franquias se adaptaram rapidamente à realidade imposta pela pandemia, quando houve um aumento do número de unidades home based. Agora, o crescimento das operações em pontos físicos, como ruas, shoppings, supermercados e galerias, e também as virtuais, revela que as redes permanecem atentas às oportunidades do mercado e estão cada vez mais onde o consumidor está”, finaliza Moreira Leite.



+ NOTÍCIAS
Brasileiro está mais digital no comportamento de consumo, aponta Itaú Unibanco
Produtos têm NPS melhor que serviços: desafio é manter consistência na jornada

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]