Pesquisar
Close this search box.
/
/
E-commerce é principal fonte de renda para 30% de vendedores da Shopee

E-commerce é principal fonte de renda para 30% de vendedores da Shopee

A plataforma trouxe mais de 500 mil novos empreendedores que não vendiam online e viram na Shopee a se tornar seu principal negócio

A Shopee realizou uma pesquisa in app com lojistas brasileiros para entender o impacto da plataforma em seus negócios. Mais de 50% dos participantes revelaram que a Shopee teve alto ou médio impacto em suas vidas. Além disso, a estimativa é que o marketplace trouxe para o e-commerce mais de 500 mil vendedores que não vendiam online antes.

A atividade no comércio eletrônico foi apontada como a principal fonte de renda de três em cada 10 lojistas, sendo a Shopee a principal plataforma na geração de receita. A marca é a única plataforma que quatro em cada 10 vendedores utilizam, enquanto 25% deles disseram que as vendas na Shopee mais do que dobraram seus lucros.

“Há três anos, abrimos o nosso marketplace para que os empreendedores locais pudessem se conectar com milhões de consumidores e expandir suas lojas para todas as regiões do país. Hoje, já são mais de 3 milhões de vendedores brasileiros registrados em nossa plataforma. Essa pesquisa nos mostra que estamos no caminho certo de contribuir para o sucesso desses parceiros e transformar suas vidas por meio da tecnologia”, comenta Felipe Lima, head de Desenvolvimento de Negócios na Shopee.

Leia mais:
“Estamos diante de um novo shopper: futuro do e-commerce é phygital

E-commerce e o impacto no mundo físico

A Shopee também promove novas perspectivas na vida dos empreendedores que possuem lojas na plataforma. Ao serem questionados sobre os principais impactos que vender no marketplace promoveu em suas vidas, os vendedores destacaram o aumento da renda familiar, a conquista da independência financeira e a possibilidade de expansão de seus negócios.

Além disso, a pesquisa indica que os vendedores Shopee empregam cerca de 600 mil pessoas. É o caso de Felipe e Brenda Mastrogiacomo, proprietários do Closet da Bê, loja montada em 2021 para complementar a renda do casal. No entando, em poucos meses deixaram tudo para se dedicar exclusivamente ao negócio. Hoje, faturam 10 vezes mais que o salário mensal que mantinham.

A loja de revenda de roupas agora impacta a vida de mais pessoas, seja com a geração de emprego para dez colaboradores, como também beneficiando a cadeia como um todo, incluindo o setor imobiliário. Em nove meses, alugaram um galpão e iniciaram uma confecção própria em São Paulo.

As estimativas da pesquisa indicam que mais de 390 mil vendedores conseguiram começar a economizar e investir desde que começaram a vender na Shopee, e aproximadamente 190 mil adquiriram bens a partir de suas atividades no comércio eletrônico. A expansão de negócios para outras regiões do país foi o maior impacto para mais de 370 mil lojistas.

Leonardo Beltran e sua esposa, quando criaram a loja online de moda masculina DEBEX na Shopee, não imaginavam que chegariam tão longe. O negócio, que começou com bermudas como carro-chefe, já possui 200 tipos de produtos diferentes e uma fábrica de confecção própria em Brusque, no interior de Santa Catarina, um dos principais pólos da indústria têxtil do país, empregando 15 pessoas e produzindo 120 mil peças por mês.

O objetivo de Beltran é chegar a produzir 1,2 milhões de produtos mensalmente e gerar mais de 200 empregos nos próximos cinco anos.

Leia mais:Economia e conveniência: o que os usuários buscam na Shopee?

Perfil do empreendedor na Shopee

O levantamento também mapeia o perfil do empreendedor registrado na plataforma. Mais de 50% dos lojistas se autodenominam mulheres e cerca de 40% homens. Sete em cada 10 vendedores estão na faixa entre 25 e 45 anos, já a partir de 46 anos representam 19% dos vendedores.

A maior concentração de vendedores do marketplace está na região sudeste, São Paulo, seguido por Minas Gerais e Rio de Janeiro. Outra região que se destaca, com aumento no número de novos lojistas é o Nordeste – em especial os estados de Bahia, Pernambuco e Ceará.

“A Shopee tem um compromisso com o empreendedorismo brasileiro. Desde que iniciamos a nossa operação no país, nos comprometemos com o desenvolvimento do comércio eletrônico de norte a sul do Brasil. Temos direcionado nossos esforços para que cada vez mais pessoas possam se beneficiar da economia digital”, analisa Lima.

Conheça o Mundo do CX

Ao longo desses três anos, a Shopee tem investido e aprimorado suas operações para melhorar a experiência dos vendedores e ajudá-los a alavancar suas vendas. Atualmente, mais de 85% das vendas realizadas na plataforma são de lojas locais e nove a cada 10 pedidos são feitos por um CNPJ.

Todos os meses, a plataforma realiza suas campanhas de datas duplas, com diversos benefícios e ofertas para que os lojistas possam atingir mais usuários. Além disso, a empresa oferece ferramentas para melhorar a visibilidade e a performance de seus e-commerces, como o Shopee Ads que ajuda vendedores a atraírem mais compradores para suas lojas por meio de anúncios personalizados.

O Centro de Educação do Vendedor já capacitou mais de 60 mil pessoas em mais de 30 tipos de cursos, também é um diferencial da Shopee. De acordo com o levantamento, o aperfeiçoamento profissional também está na lista de prioridades de quem cria uma loja na Shopee – mais de 41% afirmam que participar das trilhas de aprendizagem é uma das formas de melhorar a performance de seus negócios.



+ NOTÍCIAS
”Clique aqui ASAP: Jargões no trabalho são cada vez mais usados
Qual a relação entre tecnologia e recessão geopolítica?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]