Pesquisar
Close this search box.
/
/
Quanto o design influencia a experiência do consumidor?

Quanto o design influencia a experiência do consumidor?

Dois terços dos brasileiros não são fiéis a uma marca, e estão dispostos a conhecer outras - o diferencial nessa jornada é o design do produto

Mais do que um bom produto, toda empresa precisa de um bom design de embalagem – quem diz que o que importa é o conteúdo errou, pelo menos em parte. Quando desejamos experimentar uma marca nova, o que mais chama a atenção é o lado de fora. Um dado fornecido pelo instituto Point of Purchase Advertising concluiu que 74% dos compradores tomam a decisão de comprar algo novo quando já estão na loja, enquanto 64% dos brasileiros não se fidelizam a uma marca em especial. O motivo? Vontade de conhecer novos produtos.

Baseado nisso, um estudo feito pelo Alliance Center for Global Research and Development chegou à conclusão de que os motivos que levam o consumidor a experimentar produtos diferentes são: atenção visual e memória. O primeiro deles é mérito do design, e o segundo quem cuida é a estratégia da marca

Leia mais: Como o quiet luxury se tornou uma tendência além da moda

“O design da embalagem é o primeiro e mais importante ponto de contato das pessoas com qualquer produto”, explica Renata Alcantara, fundadora do estúdio de design gráfico especializado em embalagens Nata Design. “Seja no online ou no presencial, é o visual que vai fisgar a curiosidade do consumidor e fazê-lo conhecer a marca, tudo em questão de segundos.” Isso facilita a compreensão do consumidor e agiliza o processo de tomada de decisão. Além disso, o design pode transmitir valores da marca, como qualidade, sustentabilidade e inovação, o que pode influenciar positivamente a percepção do consumidor sobre o produto e a empresa.

Mercedes Mercado, Diretora de Projetos da Hand Atelier, lembra que design é expressão. “Design promove o engajamento, a identificação e a fidelidade dos usuários com um determinado produto. 32% é o aumento da receita dos negócios que abraçam o design (segundo relatório da McKinsey), o que comprova que o design, utilizado de forma estratégica e transversal, se converte numa forte ferramenta de tração de vendas”, comenta. Ela acrescenta que do ponto de vista técnico, o design consegue otimizar processos, inovar no uso de materiais e tecnologias e, como consequência, melhorar a experiência do usuário.

Leia mais: Nescafé quer democratizar o consumo de cafés especiais no Brasil

Design em CX

Mas o que o design dos produtos afeta em CX? A experiência do consumidor é otimizada por ações em conjunto, tanto da estética, quanto sensorial. Ativações de marca, o cheiro ao entrar na loja, o atendimento dos vendedores: tudo isso impacta o cliente. “Estratégias que destacam os produtos, tanto nas lojas físicas quanto online, são sempre essenciais. Mas o design é que fará com que esses posicionamentos realmente funcionem, de maneira complementar e integrada. As pessoas não estão mais apenas em um local ou outro — elas estão no presencial e também no virtual. A marca precisa demonstrar consistência e qualidade em todos esses canais a todo momento”, completa Renata. 

A integração entre virtual e físico gera uma taxa 80% maior nas lojas, segundo uma pesquisa do Think with Google. Isso acontece porque os consumidores não estão em apenas um lugar: eles estão sendo bombardeados por estímulos em todos os ambientes. Se sai melhor quem consegue destaque usando a integração omnicanal. Então faz sentido que o design das embalagens também faça parte disso.

Leia mais: Ipsos revela tendências de comportamento de compra para 2024

Segundo Renata, não é preciso gastar muito para chamar a atenção do consumidor, nem para fazer a experiência ser satisfatória. Porém, é preciso alinhamento com o propósito da empresa, para o público em questão e para profissionais criativos que desenvolvem soluções de design relevantes para o consumidor. Quem nunca comprou um produto só pela embalagem que atire a primeira pedra! Um exemplo muito simples disso são os pacotes de figurinhas ou jogos de carta como Magic, The Gathering. Uma coleção nova, com ilustrações refeitas, pode despertar o desejo do consumidor de adquirir algo que ele já tem – pensando apenas na estética do produto.

Em resumo, o design de embalagens desempenha um papel crucial na experiência do consumidor e na decisão de compra. Uma embalagem bem pensada e atraente não apenas facilita a compreensão do produto, mas também cria uma conexão emocional com o cliente e melhora a usabilidade, tornando-se uma ferramenta poderosa para as empresas conquistarem e manterem seus consumidores. Portanto, investir no design de embalagens, nem que seja pouco, é um passo fundamental para o sucesso no mercado atual.



+ NOTÍCIAS
Ver com os olhos e com as mãos: 80% preferem comprar de casa & decoração em lojas físicas
32 milhões de endividados poderão limpar nome com Desenrola Brasil

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]