/
/
Empresas brasileiras enfrentarão desafios de segurança organizacional ao adotarem modelo híbrido de trabalho

Empresas brasileiras enfrentarão desafios de segurança organizacional ao adotarem modelo híbrido de trabalho

Tema faz parte das adequações necessárias para a adoção plena do formato

No Brasil, assim como em diversos países ao redor do mundo, o trabalho remoto se tornou uma realidade com a pandemia de Covid-19 e tende a se tornar parte do cotidiano das empresas e dos profissionais, que constataram os benefícios do trabalho à distância, como a produtividade, ganhos qualitativos de interação e redução de custos para ambas as partes.

É provável que o modelo 100% home office não deverá se manter para muitas empresas, porque os locais de trabalho se transformarão em espaços para se viver experiências, trocar ideias e promover a aproximação dos stakeholders.

Mas a grande maioria delas mostra estar disposta a adotar o modelo híbrido, com idas semanais aos escritórios ou para eventuais reuniões e encontros para integração das equipes e intercâmbio de conhecimentos. E é aí que a segurança organizacional entra em xeque.

A necessidade de investir em segurança organizacional

A segurança organizacional se tornou ainda mais primordial para a maioria dos negócios que pretendem manter modelos híbridos, porque precisam saber e monitorar quem irá as suas unidades, em quais dias e horários, a quais áreas podem ou não ter acesso.

“Esse formato começa a se tornar uma alternativa à medida que as equipes retornam aos escritórios com o controle do vírus. Todavia, elas começam a enxergar os desafios de gerenciar o acesso de seus funcionários e visitantes as suas instalações, áreas restritas e equipamentos”, afirma Luís Castelo Vieira, diretor de marketing da Genetec para Brasil, América Latina e Caribe.

“Os gestores estão preocupados porque precisam garantir a segurança dos usuários e o controle do número de indivíduos em cada prédio, mas também a melhor interação entre a diferentes áreas, programar a compra de suprimentos, manutenção das infraestruturas e equipamentos, bem como a limpeza dos prédios”, explica.

As empresas já estão adotando controles de acesso ainda mais rígidos e esta tendência deve se intensificar com a superação do período de pandemia. Contudo, elas têm mostrado também a necessidade de terem soluções unificadas e facilmente integráveis aos seus sistemas legados e novas tecnologias oferecidas no mercado. Isto porque querem que a solução permita ajustes rápidos e fáceis de acordo com necessidades sazonais, demandas específicas de seus negócios ou ocorrências eventuais.

“Eles precisam de flexibilidade e agilidade, para que a mudança nas regras de controle de acesso possa ser rapidamente implementada, assim que tomada a decisão pela diretoria. Outra exigência é que a segurança tenha todas as movimentações nos sites visíveis em uma tela única, com gráficos analíticos e objetivos”, detalha o executivo da Genetec.

De acordo com o especialista, haverá uma transformação cultural em várias companhias e a tecnologia já é e continuará sendo uma grande aliada. Os profissionais valiosos, por sua vez, serão aqueles com atitudes proativas, participativas, colaborativas e engajadas na cultura e aos objetivos por líderes mais atentos às necessidades humanas e aos resultados do que a hierarquias.

A tecnologia trará devices cada vez mais inteligentes e analíticos, que farão as tarefas mais repetitivas e operacionais, quanto às questões relativas à segurança patrimonial e pessoal, e à geração de insights para se conhecer melhor os clientes e as demandas das diferentes áreas de negócios, deixando tempo livre para que os funcionários se dediquem a atividades mais estratégicas.

LGPD e demais pontos de atenção

A opção por um sistema de segurança organizacional adequado às especificidades de cada empresa é uma decisão estratégica, independentemente da localização geográfica da empresa, pois a proteção de dados é exigida por legislações, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Para Luís Castelo Vieira, a adequação à lei está sendo um desafio para as companhias, especialmente agora com o início das sanções administrativas aplicadas pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), em 1º de agosto. Desde setembro do ano passado, com a entrada em vigor da lei, dois anos depois de sancionada, iniciou-se – mesmo que atrasada – uma corrida para alcançar a conformidade com a LGPD.

Uma das etapas desse processo é a avaliação e seleção de ferramentas e fornecedores que permitam atender aos direitos dos titulares de maneira fácil e ágil, além de assegurar a proteção dos dados pessoais tratados. O especialista crê que com o apoio de recursos – pessoas e ferramentas – e fornecedores confiáveis e com conhecimento sobre o tema, esses obstáculos serão superados mais facilmente.

Desse modo, o diretor de marketing da Genetec para Brasil, América Latina e Caribe elenca outros temas que devem ser tratados como prioridade pelas companhias em termos de aliar tecnologia com necessidades reais do trabalho híbrido:

Cybersecurity: pessoas trabalharão em redes abertas de diversos lugares, em horários alternativos e utilizando os mais variados devices;
● Gerenciamento de espaços: evitar aglomerações, mapear fluxos – principalmente de novos funcionários – e promover uma definição clara das pessoas com acesso a lugares restritos;
● Atenção especial à saúde física e mental dos profissionais: via programas de apoio ao bem-estar e incentivo à integração das equipes presencial e virtualmente.

Com as experiências obtidas em mais de um ano e meio de pandemia, muitas organizações descobriram que suas áreas de segurança não fazem parte do custo fixo como se pensava. Pelo contrário, é um setor fundamental para garantir o bom convívio dos colaboradores e resultados de negócios como um todo, quando integrada aos demais setores.

“O sistema de segurança de uma organização é uma máquina complexa composta de muitas peças móveis. O gerenciamento de identidade física e acesso é uma engrenagem dessa máquina – que requer um sistema flexível e fácil de usar, especialmente durante uma pandemia. Os direitos de acesso evoluem ao longo dos períodos de confinamento e desconfinamento, razão pela qual uma organização precisa de um sistema que possa evoluir com ele”, finaliza Luís Castelo Vieira.


+ Notícias

Só 21% das empresas têm cibersegurança como prioridade no orçamento

Segurança digital: como proteger as informações sigilosas do seu negócio

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]