Pesquisar
Close this search box.
/
/
70% dos consumidores buscam empresas com impacto social e ambiental positivos

70% dos consumidores buscam empresas com impacto social e ambiental positivos

Estudo "Authenticity Gap", da Fleishman Hillard, entrevistou 7.364 consumidores ao redor do mundo para mapear relacionamento entre marcas e clientes

Consumidores engajados se preocupam com os funcionários de uma empresa e com as causas que as organizações apoiam e defendem. O estudo Autheticity Gap, da Fleishman Hillard, mostra que 70% dos consumidores optam por produtos e serviços de empresas que gerem impacto social e ambiental.
O modo como as empresas tratam seus colaboradores também subiu na lista de preocupações dos consumidores. Quando os empregadores oferecem um bom lugar para trabalhar, experiências para desenvolver habilidades e novas oportunidades de carreira, os consumidores envolvidos os colocam no topo de sua lista.
Esse público acredita ainda que, para que uma empresa seja mais credível que a concorrência, deve falar sobre como seus líderes se comportam e como a empresa afeta a sociedade e o meio ambiente, não apenas os benefícios que oferece ao produto.
Embora a maioria das empresas queira gastar a maior parte de seu tempo e recursos falando sobre o que vende, para os consumidores, segundo o estudo, menos da metade de suas percepções de uma empresa são moldadas por seus produtos e serviços.
A outra metade é formada por informações sobre como a liderança se comporta e como a empresa está causando impacto na sociedade. Pessoas, não produtos, são o que os consumidores se preocupam.

O que os consumidores buscam nas empresas?
  • Que compreenda as necessidades exclusivas dos clientes;
  • Que reduza seu impacto nas mudanças climáticas e no meio ambiente;
  • Que impacte a saúde e o bem-estar dos consumidores;
  • Que cuide de seus funcionários;
  • Contribuir para a sociedade de uma maneira que tenha um impacto melhor na minha comunidade;
  • Cuidar melhor do meio ambiente;
  • Comportamentos de gerenciamento;
  • Mais compromimento em fazer a coisa certa;
  • Ter uma gestão financeira e estável mais consistente;
  • Estável desempenho operacional;
  • Comunicar com mais frequência e credibilidade os benefícios do cliente;
  • Oferecer produtos e serviços com melhor valor;
  • Cuidar melhor dos clientes;
  • Inovar em produtos e serviços novos e melhores;

Posicionamento

De acordo com o relatório, 3 a cada 4 consumidores esperam que os CEOs das empresas se posicionem sobre questões que afetam os clientes (74%), produtos e serviços (72%) e funcionários (71%). Para uma marca entrar em um novo espaço, precisa se destacar da concorrência.
O que acontece quando as experiências das partes interessadas não coincidem com o que uma organização está dizendo e com o que está realmente fazendo? As percepções de uma empresa são baseadas não apenas nos produtos e serviços que ela fornece, mas cada vez mais na forma como se comporta e no impacto que ela tem na sociedade.
Segundo o estudo da Fleishman Hillard, apenas 47% das atitudes dos consumidores em relação a uma marca são influenciadas por produtos e serviços. A outra metade (53%) é formada por informações sobre como o gerenciamento se comporta e a maneira como a empresa se envolve com questões sociais.
Esses fatores moldam as percepções e crenças das pessoas sobre uma organização. Enquadrar nossas expectativas e experiências, ajudando-nos a estabelecer uma crença e uma atitude sobre qualquer organização. Examinamos a lacuna entre essas expectativas e experiências.

Autenticidade

A pesquisa promoveu um recorte sobre a autenticidade e inovação das empresas vistas pelos seus consumidores. Em relação à decisão de compra e consumo, os clientes consideram importante que as empresas compreendam as suas necessidades (55%), criem soluções para reduzir seu impacto nas mudanças climáticas e meio ambiente (47%) e promovam soluções que impactem na saúde e no bem-estar dos consumidores (42%).

Gestão de dados

A tecnologia e a grande quantidade de dados gerada pelas interações e transações dos consumidores tornaram essas informações bens de troca e consumo. Invasões de privacidade e o uso indevido ou roubo de informações pessoais são preocupações dos consumidores, segundo o estudo.
A proteção de dados incentiva cada vez mais os consumidores pensarem, agirem e se comportarem. De acordo com a Fleishman, 41% dos entrevistados estão dispostos a ter seus dados coletados para uso conveniente dentro das empresas e no relacionamento com marcas.
Já 63% têm menos probabilidade de apoiar empresas que usam dados em seu próprio benefício, enquanto 73% querem ver práticas de proteção que vão além dos mandatos regulatórios.

LEIA MAIS

Quem realmente boicota as marcas?

As empresas com as melhores reputações em responsabilidade corporativa do mundo

Metodologia

A pesquisa, Fleishman Hillard e TRUE Global foi feita com 7.364 consumidores no Brasil, Canadá, China, Alemanha, Reino Unido e EUA, de 18 a 65 anos. O estudo foi realizado via formulário online entre 19 de abril e 22 de maio de 2019.


Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]