Pesquisar
Close this search box.
/
/
Comunicação interna voltada a atender às expectativas dos clientes

Comunicação interna voltada a atender às expectativas dos clientes

Saiba estratégias para garantir que todos os setores da organização cumpram o prometido aos consumidores.

A comunicação interna diz respeito ao processo de troca de informações, ideias, metas e diretrizes dentro de uma empresa. Bem desenhada, tem um papel crucial na eficácia organizacional, na coesão da equipe e na construção de uma cultura corporativa saudável. 

Erroneamente, ela pode acabar sendo construída com um olhar focado exclusivamente “para dentro”, esquecendo-se de que esta comunicação também tem uma atuação importante na capacidade da organização em atender às expectativas dos clientes. 

Alinhar a comunicação interna e externa, além de manter o negócio centrado no cliente, são ações primordiais para a empresa que busca promover a colaboração voltada a responder as necessidades dos consumidores de maneira ágil e adequada. 

Existe receita para isso? A sócia da Fale Consultoras e especialista em comunicação interna, Fabiana Becker, compartilha estratégias e destrincha o assunto para a Consumidor Moderno. 

Comunicação interna alinhada às expectativas dos clientes

Engana-se quem pensa que as consequências de falhas na comunicação interna se restringem ao ambiente da porta para dentro da organização. A falta de alinhamento entre ela e o que os clientes esperam da empresa pode acarretar em problemas graves. 

“Alinhar a comunicação interna e externa é fundamental para construir uma imagem consistente e autêntica. Quando há discrepância, tanto funcionários quanto clientes podem perder a confiança, o que pode levar a uma queda nas vendas e na moral da equipe. Além disso, mensagens conflitantes geram uma má interpretação por parte do público, prejudicando a reputação da empresa e levando a uma imagem negativa que é difícil de reverter”, explica a especialista Fabiana Becker. 

Ela diz que algumas ações podem contribuir para garantir o alinhamento, começando pela definição de uma mensagem central e no envolvimento dos funcionários, para que de fato a compreendam. Isso pode ser feito por meio de reuniões regulares, workshops e sessões de treinamento, por exemplo. 

“Estabelecer canais dialógicos e treinamentos em habilidade de comunicação para os funcionários é importante. Isso ajuda a garantir que eles comuniquem a mensagem da empresa de maneira clara e eficaz quando interagem com clientes, parceiros e outros interlocutores externos”, exemplifica. 

Boas práticas da comunicação interna centrada no consumidor 

Uma mensagem central clara é importante não só para que a equipe trabalhe em conjunto para atender às expectativas do cliente, mas também para evitar falhas de comunicação entre os departamentos. Mal-entendidos e falta de alinhamento, muitas vezes, partem de mensagens distorcidas ou perdidas entre setores. 

Além disso, a sócia da Fale Consultoras cita alguns desafios que podem surgir na implementação de uma comunicação interna centrada no consumidor. 

“Um ponto é a resistência à mudança, que pode impedir a implementação eficaz das promessas feitas aos clientes. Funcionários podem resistir a novos processos ou políticas que visam melhorar a experiência do cliente”, diz ela. 

O caminho para superar este tipo de obstáculo é o investimento em uma cultura organizacional que valorize a experiência do cliente, a promoção da colaboração interdepartamental, a comunicação aberta e a educação contínua dos funcionários. 

Não existe uma fórmula única, mas são diretrizes como essas que representam boas práticas. Ainda podem ser inclusas ações voltadas ao estabelecimento de canais transparentes entre as equipes, de maneira que trocas de ideias evitem silos de informação; à promoção de uma responsabilidade compartilhada, onde todos são encarregados da experiência do cliente; e a criação de um ambiente de confiança, ingrediente fundamental para a colaboração e a inovação. 

“Líderes devem ser proativos na promoção desses valores e garantir que todos na organização estejam trabalhando em conjunto para cumprir o que foi prometido ao consumidor”, complementa a especialista. 

Benefícios à experiência do cliente de uma comunicação interna eficaz 

Um alinhamento interno de objetivos faz com que funcionários estejam mais propensos a trabalhar de maneira coordenada para atender as demandas dos clientes. Da mesma maneira, permite que setores compartilhem informações rapidamente, o que é crucial para uma rápida resolução de problemas dos consumidores. 

Já a cultura organizacional é a base para determinar como o público interno interage com o público externo, assim como uma equipe bem treinada está melhor preparada para entregar um serviço que atenda às expectativas do cliente. 

Ou seja, é urgente ficar claro o quanto a comunicação interna desempenha um papel central na melhoria da experiência do cliente. No fim das contas, é o consumidor final o maior beneficiário desta eficiência. 

“Quando os funcionários estão bem informados, engajados e alinhados com os valores e objetivos da empresa, a experiência do cliente tende a ser significativamente melhor, com a empresa oferecendo respostas rápidas e precisas, além de propor resolução quando houver necessidade”, lembra a especialista. 

Estratégias bem-sucedidas de comunicação interna são integradas 

“Integrar equipes e cultivar uma colaboração eficaz, tendo em mente as expectativas dos clientes, envolve uma abordagem multifacetada. Por isso, além da comunicação interna, existem vários fatores essenciais para uma estratégia bem-sucedida de atendimento ao consumidor”, afirma Fabiana Becker. 

Segundo ela, nesta abordagem integrada, é fundamental partir do básico e entender quem são os clientes, assim como quais são suas necessidades, desejos e problemas. “Neste sentido, pesquisa de mercado, feedback e análise de dados podem fornecer insights valiosos”, recomenda. 

A utilização de tecnologia, como sistemas de CRM e chatbots, é outro elemento que não pode ficar de fora e pode melhorar a eficiência do atendimento, proporcionando respostas rápidas e personalizadas. 

Outro ponto, reforçado pela especialista, é o mapeamento da interação dos clientes com a empresa, a fim de criar uma jornada de experiência que contribua para reforçar o relacionamento.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]