Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como a pandemia transformou o comportamento emocional e instintivo do consumidor

Como a pandemia transformou o comportamento emocional e instintivo do consumidor

Painel do CONAREC mostrou como está sendo o reposicionamento das empresas diante da mudança das necessidades do consumidor

Se um dos drives na escolha do consumidor era o fator emocional e afetivo, com a chegada da pandemia ela se tornou fundamental. Na aceleração inédita de tecnologia e processos a que as empresas foram obrigadas a assumir com a virada do comportamento e das necessidades no cenário de temor e incertezas criado pelo novo coronavírus os aspectos emocional e instintivo também precisaram de um olhar mais acurado dos players de mercado, como fica esclarecido na sala “Em um Mundo veloz e mutante há espaço para o básico, o emocional e o instintivo”, apresentado neste CONAREC.

Com mediação de Cintia Gonçalves, CEO da Wiz&Watcher, e participação de Luiz Eduardo Serafim, da 3M, Mateus Silveira, da FCA LATAM, Mateus Kiefer, do Grupo Elo, e Christina Larroudé, da Camil Alimentos, o slot colocou luz sobre a corrida imposta a todas as empresas para adaptarem-se ao cenário caótico sem perder de vista a qualidade emocional que a digitalização acelerada pôs em xeque.

Durante este momento de crise ficaram claras muitas mudanças na forma de consumo, quem não conhece alguém que se arriscou na cozinha ou começou um novo curso durante a pandemia? “Vemos mudanças no comportamento do consumidor pela redução da mobilidade decorrente do distanciamento social, a redução de mobilidade, doas compras digitais e do ‘contactless’ nas transações físicas, mas não só”, diz Mateus Silveira, da FCA LATAM. “Em casa, as pessoas passaram a se dedicar mais a aprender coisas, a ampliar o seu conhecimento e, mais importante, a ressignificar o tempo que agora aproxima a vida profissional da pessoal’”, completa o participante.

O debate mostrou denominadores comuns em casos de sucesso, muitas vezes pouco visíveis na entrega final, como um ambiente de trabalho saudável e empático interno como chave para resultados relevantes para sua empresa. “É essencial desenvolver em talentos socioemocionais, para criar organizações mais saudáveis, com um ambiente mais empático, criativo, para ter um ambiente mais feliz”, ensina Luiz Eduardo Serafim, Head de Marketing e e-commerce da 3M. Para ele, no fundo, todas as decisões são tomadas por impulsos emocionais, mesmo que elaboradas em cima de conhecimento e estratégias.

Mateus Kiefer, COO da Elo concorda com a importância da valorização do drive emocional. “Estamos com as emoções muito à flor da pele, apesar do tempo decorrido”, diz Kiefer, referindo-se ao semestre em que o país está sob a pandemia do novo coronavírus. “Diante das incertezas a questão emocional definiu comportamentos novos e voláteis que nos obrigou a rever o modo de ler os nossos clientes.”

Para Christina Larroudé, Diretora de Marketings da Camil Alimentos, um dos grandes pontos positivos da crise sanitária foi a redescoberta dos momentos em família.

“Redefinimos todas as campanhas, porque as pessoas estão mais emocionais e coisas que as pessoas precisavam, adaptamos tudo pra que as pessoas ficassem em casa”, conta Christinna  Larroudé

“Em um primeiro momento, muitos se preocuparam em estocar alimentos”, conta a diretora. “Em uma segunda fase, as pessoas estavam com seus armários cheios de arroz e feijão e sem a eventual ajuda que tinham nas suas cozinhas. E tiveram de aprender a cozinhar”, diz ela. “O preparo da refeição, seguindo do compartilhamento em torno da mesa deram uma nova dimensão para o tempo dessas pessoas e famílias. Ganhamos muito tempo com a redução da mobilidade.” A revalorização do básico foi para Larroudé um grande ganho social.

Mudanças na relação com o trabalho

O debate rendeu bons insights, como o papel de uma liderança é importante para construir pilares, que façam as pessoas terem um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. E como parte disso, as empresas têm se atentado mais à saúde mental de seus funcionários, por meio de programas com os planos de saúde e uma gestão humanizada. O desafio é entender quais os problemas, como entender o dia a dia do funcionário e como está sendo esse momento de distanciamento social. Afinal, um colaborador satisfeito, traz uma performance melhor e consequentemente melhores resultados para a empresa.

Neste momento e para o futuro, fala-se muito em novas tecnologias e digital, mas pra tudo isso é preciso o humano, o contato humano, o insight são essenciais para gerar valor à empresa. “A gente vive em um mundo plural, não vivemos o período do E não do OU. Tirando o máximo de proveito dos homens e das máquinas” ressalta Mateus Silveira.


+ CONAREC 2020 

Uma análise sobre sentimentos e motivações de consumo no pós-quarentena

Gestão a partir do aprendizado: até que ponto os erros são toleráveis?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]