Pesquisar
Close this search box.
/
/
Maioria dos CEOs espera retomada da economia e otimismo ganha espaço

Maioria dos CEOs espera retomada da economia e otimismo ganha espaço

Expectativa de avanço da economia mundial é recorde no Brasil e no mundo

A maioria dos CEOs do mundo tem um grande otimismo em relação à retomada da economia global. Pelo menos é o que sugere uma amostra de opiniões com nada menos que 5.050 CEOs ao redor do mundo feita pela PwC e publicada um ano depois do anúncio oficial da pandemia. Segundo a tradicional Pesquisa Anual Global de CEOs da consultoria, 76% dos CEOs esperam uma melhora da economia ao longo dos próximos 12 meses.

Parte de uma série de publicações para ajudar líderes a pensar o que vem pela frente, a 24ª edição da pesquisa detecta questões que pressionam a tomada de decisões para a retomada da economia e faz análises comparativas com os sentimentos dos anos anteriores.

Neste ano, a expectativa de avanço da economia mundial é recorde – sendo quase 20% mais otimista que já registrado em anos anteriores.

Motivos para crer

O sentimento se baseia na confiança nas vacinações pelo mundo, além da reação de setores da economia na esteira da aceleração digital induzida pela pandemia, que traz produtividade. Exatos 36% dos CEOs se disseram muito confiantes sobre o crescimento de receita de suas empresas para os próximos 12 meses, enquanto 47% se disseram muito confiantes para os próximos três anos.

De acordo com a PwC, os dados registrados desde 2008 acerca da confiança de CEOs têm se mostrado como projeções certeiras sobre o avanço da economia global. Com base nas respostas deste ano, a consultoria acredita que o crescimento mundial pode chegar a 5% – ligeiramente menor que a estimativa do FMI (Fundo Monetário Internacional) de 5,5%.

Ansiedades

Quanto as expectativas gerais, apesar de demonstrarem confiança, os CEOs têm sobretudo receio de outras pandemias e crises de saúde – o percentual de apreensão que subiu de 9% seis anos atrás para 52%. Em seguida vem o medo de ciberataques (47%), incertezas sobre regulamentações (42%) e incerteza sobre políticas (38%).

Incertezas sobre avanço da economia, populismo, política fiscal, aumento de tributação, mudança climática e desinformação também compõem a cesta de receios.

Em relação aos efeitos sobre a indústria, a sentimento dos CEOs é misto por conta da disparidade dos efeitos da pandemia. Já setores como hotelaria, lazer, transporte e logística são menos otimistas.

O cenário brasileiro

Colocando a lupa sobre o Brasil, o otimismo é ainda maior que a positividade global. De acordo com a PwC, 85% dos CEOs brasileiros acreditam que a economia mundial será melhor em 2021. No ano passado, nem 20% deles tinham esta expectativa.

Quanto ao desempenho de suas empresas, 53% deles estão “muito confiantes” sobre as perspectivas de crescimento, e 67% estão positivos sobre os próximos três anos.

A incerteza sobre política tributária é a maior preocupação dos CEOs (56%), seguida pelo receito de pandemias e outras crises sanitárias no Brasil (54%). Incertezas em relação a políticas (53%), aumento das obrigações tributárias (51%), crescimento econômico incerto (49%) e populismo (47%) elencam as maiores preocupações dos executivos brasileiros.

De acordo com o estudo, os CEOs preveem mais obrigações tributárias em resposta ao endividamento dos governos, que deve acarretar mudanças na política tributária.

Os números expressam uma diminuição de preocupação com o excesso de regulação e infraestrutura básica, ao passo que as ameaças cibernéticas, desinformação, declínio do bem-estar e problemas com a cadeia de abastecimento se tornaram riscos maiores.

Novo futuro

O relatório enfatiza que os líderes das empresas têm condições de promover as mudanças necessárias, “mas precisarão pensar de diferentes formas e avaliar suas decisões e ações de impacto social mais amplo com frequência”.

No decorrer de um ano da pandemia global, os CEOs acreditam que estamos virando o jogo – tanto na trajetória econômica mundial quanto nas possibilidades de reinventar o futuro, diz o relatório. “Aproveitar esse potencial exigirá construir a confiança e entregar os resultados sustentáveis pelos quais um mundo cansado anseia.”

No Brasil, o otimismo sobre o futuro transparece na expectativa de contratações, com 48% dos executivos esperando aumento nos próximos 12 meses e 51% para os próximos três anos.


+ Notícias

Brasileiros adotam hábitos conscientes e priorizam a economia local

O que esperar da economia em 2021?

Os setores da economia que se destacaram no respeito ao cliente nos últimos anos

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]