Pesquisar
Close this search box.
/
/
Por que temos poucas CEO mulheres em tecnologia?

Por que temos poucas CEO mulheres em tecnologia?

Quando o foco é tecnologia, apenas 9% das corporações têm mulheres atuando como CEOs, embora estudos atestem que resultados impulsionem em até 20%

O caminho para uma mulher alcançar os cargos de liderança dentro de uma empresa ainda é longo e repleto de desafios, especialmente para aquelas que desejam se tornar CEO. Isso, infelizmente, é raro. Embora vários estudos atestam que negócios com lideranças femininas podem impulsionar seus resultados em até 20%, apenas 3,5% das corporações têm mulheres atuando como CEOs, segundo dados de levantamento da BR Rating, agência de rating de governança corporativa do Brasil. Já quando o foco é tecnologia esse índice sobe para 9%, de acordo com a consultoria Boston Consulting Group. Porém, esse percentual ainda é muito aquém e contrasta com a representatividade de 39% da força de trabalho mundial entre as mulheres que desempenham funções ligadas às habilidades em STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática).

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Para mudar esse cenário rapidamente, todas as organizações de tecnologia precisam urgentemente eliminar a exclusão de gênero desde o início do processo de contratação, criando um ambiente seguro e que apoie suas colaboradoras. Isso é essencial porque mulheres sofrem discriminação no momento do recrutamento, na retenção, em promoções e quando ocupam um cargo de liderança. Em todas as etapas, acabam sendo negligenciadas e limitadas nas áreas de STEM, onde poderiam ser de grande valia para o mundo corporativo. É importante enfatizar que diversidade em cargos de liderança não se refere apenas às mulheres. Pessoas pertencentes a outros grupos minoritários possuem as mesmas qualificações e inteligência empresarial para fomentar o crescimento nas organizações.

Anna Moreira Bianchi é CEO da NeoAssist, empresa pioneira em tecnologia omnichannel de atendimento ao cliente.

Para as mulheres que conquistam seu espaço como CEO, outra série de obstáculos surgem. Em primeiro lugar, esse cargo é um desafio para qualquer pessoa em qualquer setor. Há outro nível de responsabilidade, já que toda ação impacta alguma área, seja nos negócios, no ambiente de trabalho ou os próprios colaboradores. Então, há o peso de ser uma mulher. Minoria no setor tecnológico, mais do que lidar com a pressão diária imposta sobre um líder, quando se é uma mulher, é preciso se provar todos os dias, se impor o tempo todo e lidar com o machismo diário, o que torna a vida de uma CEO bem solitária. Por isso, é imprescindível o acolhimento vindo da equipe, da empresa.

Ainda que em menor número, existem companhias que buscam responsabilidade social e geração de valor trabalhando como promotoras de diversidade e inclusão, a fim não só de educar para transformar, como também contribuir com oportunidades e desenvolvimento para pessoas de grupos minoritários sub-representados na sociedade. Organizações que colocam seus funcionários como uma de suas prioridades, fornecendo um ambiente saudável, agradável e seguro enxergam menos barreiras para inovar e são seis vezes mais criativas do que os concorrentes, segundo a consultoria Accenture. Portanto, é preciso focar na atração, retenção e desenvolvimento de talentos diversos, para que estas pessoas não apenas passem a ocupar espaços que não ocupavam antes, como também se desenvolverem e crescerem a cada dia.

Leia mais: Employee experience e customer experience andam juntos

Mulheres querem se sentir representadas e podem ver isso ser refletido quando lideranças femininas surgem no meio corporativo. Como CEO, se torna possível auxiliar na criação de uma cultura positiva na sociedade e dentro dos negócios, de igualdade e respeito. Além disso, é um papel que pode se tornar um exemplo de representatividade para várias outras mulheres e meninas que querem seguir essa carreira, para que se vejam dessa forma no futuro, que uma empresa diversa e inclusiva possa abrir as portas para que elas evoluam e se sintam desafiadas. A experiência pode e deve ser incrível ao gerar valor para um setor inovador, desafiador e dinâmico.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

*Anna Moreira Bianchi é CEO da NeoAssist.


+ Notícias

A importância dos investimentos em startups lideradas por mulheres

A importância das práticas ESG para o consumidor do futuro

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]