Pesquisar
Close this search box.
/
/
O Brasil está preparado para encarar o metaverso?

O Brasil está preparado para encarar o metaverso?

Apesar de estar na boca do povo, metaverso enfrenta desafios voltados para a viabilidade financeira, segundo especialistas

O metaverso já está entre nós, mas ainda há muitas dúvidas sobre a tecnologia entre os brasileiros, o que não os impede de acreditar que sim, trata-se de algo positivo. A On The Go, ouviu 401 pessoas maiores de 16 anos e com acesso à internet para realiza o estudo Descomplicando o Metaverso – O que os brasileiros acham do Metaverso.

Segundo o levantamento, 56% dos participantes afirmaram que já ouviram falar no termo metaverso, enquanto que 55% definiram com exatidão o significado do conceito e 12% afirmaram se tratar de uma “grande empresa de tecnologia”. Além disso, 8% dos entrevistados disseram acreditar que o conceito faz parte de uma teoria da física e 6% disseram que tal nome faz referência a um conjunto de lojas virtuais acessadas a partir de óculos de realidade virtual.

Ainda seguindo os dados coletados pela On The Go, nota-se que a maior parte dos brasileiros que responderam à pesquisa possuem visão positiva com relação ao metaverso, tendo em vista que 72% creem que ele é o futuro da tecnologia, 70% dizem que é uma tendência promissora, enquanto que 65% falaram que é uma “evolução natural da internet”.

Uma pesquisa da Ipsos realizada com países dos cinco continentes mostrou um resultado similar. Segundo o levantamento, para 60% dos brasileiros o envolvimento com a realidade virtual no cotidiano é algo positivo. O resultado foi superior à média global sobre o tema, que ficou em 50%. Só China e Índia tiveram índices maiores que o Brasil. O estudo da Ipsos mostrou que o brasileiro está atento às transformações

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Metaverso cai no gosto dos brasileiros segundo pesquisa

O Brasil parece seguir a tendência mundial com relação ao conhecimento do consumidor sobre as características do metaverso. Nos Estados Unidos, por exemplo, apesar da maior parte dos norte-americanos não estarem aptos para conceituar, com exatidão, o significado desta expressão, mais da metade deles já ouviram falar de alguma plataforma que faz parte deste universo, como o Fortnite e o Roblox. Esta informação, a propósito, faz parte de um estudo publicado em 2022 pela empresa de consultoria empresarial McKinsey & Company.

O levantamento em questão entrevistou mais de mil pessoas entre 13 e 70 anos e revelou que quase 30% desse público já experienciou o metaverso por meio de jogos. Além disso, 10% disseram que já vivenciaram algum projeto relacionado à realidade aumentada e que gostaram dessas novas alternativas virtuais. Nesse sentido, a pesquisa confirma que, nos Estados Unidos, o metaverso tende a se consolidar ainda mais e a fazer parte do futuro de todos os cidadãos, conforme as expectativas do público em geral dão a entender.

Segundo a análise, a expectativa é que a geração Z e os millennials passem cerca de quatro horas por dia no metaverso nos próximos cinco anos, enquanto que as gerações anteriores também passem parte considerável do dia neste novo universo, seja por meio de jogos e festivais de música e cinema, seja por meio de compras e viagens imersivas.

Conheça o Mundo do CX

Brasil enfrenta questões ligadas à tecnologia
quando o assunto é metaverso

Apesar das semelhanças entre as expectativas dos consumidores brasileiros e norte-americanos, o Brasil terá alguns desafios a serem vencidos no processo de consolidação e engajamento do metaverso, como o fator “custo”, que pode ser muito elevado por conta do hardware ser comercializado em dólar.

O diretor comercial da RS Transitários, empresa focada em logística nacional e internacional, Raphael De Oliveira Schroeder, relembra que o investimento ligado ao desenvolvimento dessa nova realidade tende a ser alto, enquanto que o retorno financeiro ainda é – relativamente – incerto: “no Brasil, quando pensamos em investimento no metaverso para a empresa, o primeiro desafio a ser enfrentado é a segurança do investimento e previsão de retorno”, afirma.

“Aqui na RS Transitários, estamos investindo na aquisição dos óculos VR (óculos de realidade virtual), pensamos na sensação de proximidade em poder fazer reuniões ou encontros com outros freight forwarders, em qualquer local do planeta e sem sair do escritório. Como é algo novo, uma das facilidades que encontramos são os profissionais especializados neste ramo, o que auxilia no processo de aquisição e desenvolvimento dos softwares. Apesar disso, pensando no usuário comum, tais tecnologias, ainda que revolucionárias, possuem um alto valor de custo”, complementa Raphael De Oliveira Schroeder.

Mesmo com tantos desafios, os especialistas acreditam que, ao longo dos anos, o metaverso estará presente em diversos campos de atuação no país, como nos negócios, na saúde e no entretenimento e terá impacto direto na vida e no comportamento dos brasileiros. Vale lembrar que, recentemente, Consumidor Moderno reuniu em um único artigo as principais tendências do metaverso que trarão mudanças permanentes para a sociedade. A matéria pode ser acessada clicando aqui!

Aproveite para ler outros conteúdos que trazem à tona as novidades em torno da fusão entre a realidade digital e o mundo físico. As matérias estão disponíveis neste link!

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

Como impulsionar a maturidade da empresa com operações inteligentes

Omnicanalidade: como ir além do conceito e aplicá-la nos negócios?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]