Pesquisar
Close this search box.
/
/
Black Friday 2021: nunca foi tão importante reforçar ações de branding

Black Friday 2021: nunca foi tão importante reforçar ações de branding

O consumidor brasileiro é o mais sensível à proposta de valor das marcas atualmente. Efetividade do varejo será pautado pelo nível de engajamento alcançado com o cliente

Os números de 2020 atestaram mais uma vez o quão relevante é a Black Friday no Brasil. Conforme o relatório Webshoppers 43 apurou, o faturamento entre os dias 26 e 27 de novembro do ano passado foi de R$ 4 bilhões — 25% maior do que o registrado em 2019, crescimento amparado pela alta do número de pedidos e também do ticket médio, 16% e 8%, respectivamente.

Outra prova da expressividade da data no Brasil é seu fenômeno de ampliação. Ou seja, não existe mais apenas a Black Friday (última sexta-feira de novembro), hoje contamos com Esquenta Black Friday, Black November, Cyber Monday, entre outras ações que potencializam ainda mais o alto engajamento do público nesse período voltado às vendas promocionais. É a prime time do e-commerce nacional.

Contudo, 2021 nos apresenta alguns cenários novos, fruto da digitalização e de uma profunda mudança de comportamento dos consumidores. Esta perspectiva certamente vai nortear o planejamento dos profissionais de marketing que buscam maximizar as oportunidades do período.

Como demonstra a recente pesquisa global da Accenture sobre motivações para o consumo, os brasileiros figuram no topo da lista dos consumidores mais sensíveis à conexão com as propostas de valor das marcas. Esse é um comportamento que se intensifica ainda mais entre os millenials, como aponta o estudo da RTB House e da WGSN sobre O Futuro da Publicidade Online – 83% deles acreditam que compartilhar valores com as marcas é importante.

Em outras palavras, a decisão de compra do consumidor vai além do tradicional apelo de custo e qualidade, entrando nas esferas de relacionamento e conexão com a marca, algo que, tradicionalmente, demanda tempo para se construir.

Além disso, eventos recentes nos dão indícios do quanto esses valores vem pesando nas escolhas dos consumidores brasileiros atualmente, como a recente movimentação da comunidade LGBTQIA+ contra o chamado pink money, acusando marcas de se aproveitarem do tema ao promoverem campanhas pontuais durante o mês de junho sem terem, necessariamente, um histórico de engajamento efetivo no tema.

Essa ótica nos mostra que nunca foi tão importante como agora encarar o período promocional da Black Friday dentro de uma perspectiva de longo prazo, que contemple a ampliação das estratégias de mídia online para abarcar a jornada completa do cliente com a sua marca, do branding à conversão, de forma relevante e, sobretudo, consistente. Pensando nisso, listei duas estratégias de mídia que considero cruciais para ganho de competitividade e escala no período que se aproxima.

Aposente as estratégias genéricas de branding e aposte na personalização

Como dito anteriormente, apoiar-se em estratégias de branding no período que antecede a Black Friday garante a potencialização da consciência de marca e do engajamento do público com ela, alavancando, assim, as chances de conversão quando a data chegar. Mas além de garantir uma mensagem consistente, é importante também investir em formatos que entreguem uma experiência diferente e personalizada para os usuários que ainda estão conhecendo ou que nunca tiveram contato com a marca.

Pensando em campanhas de awareness e consideração, precisamos mencionar o grande potencial dos vídeos para contar histórias e gerar engajamento. Na RTB House pudemos observar que, quando eles estão atrelados a tecnologias de personalização e recomendação com inteligência artificial, que analisa o posicionamento do vídeo na página, o contexto de conteúdo, e a mensagem que será exibida (customização automática), a taxa de viewability pode ser até 33% maior do que a média do mercado, e a de finalização (completion rate) até 47% mais alta. Ou seja, uma boa tecnologia ajuda a criar a primeira experiência com a marca de forma mais fluida e prazerosa para o consumidor.

Aproprie-se de estratégias de segmentação mais avançadas

Olhar para os interesses mais específicos dos usuários em vez de focar características genéricas de seu perfil demográfico e persona é a bola da vez. Isso ocorre porque à medida que o people-based marketing é apontado como uma tendência cada vez mais forte, os consumidores também estão se tornando mais livres para construírem seus próprios hábitos e padrões de consumo, muitas vezes destoando do que é esperado para seu padrão de idade, gênero, etc.

A boa notícia é que os algoritmos avançados de inteligência artificial já conseguem identificar e prever mudanças nos padrões de comportamento do consumidor, mesmo as mais sutis, com extrema precisão e velocidade, permitindo níveis ultra-precisos de personalização com base apenas em first-party data, prezando pela privacidade. Hoje já é é possível determinar em tempo real o estágio de cada usuário no funil de vendas da marca e recomendar as melhores abordagens publicitárias para engajá-los individualmente, e elementos como o conteúdo e o local de exibição do anúncio podem ser ajustados caso a caso, com base em seus interesses e contextos pessoais, e não mais com base em estimativas demográficas genéricas.

A Black Friday é a data mais expressiva para o e-commerce brasileiro, quando as marcas ficam em maior evidência e onde a competitividade também tende a ser mais alta, por isso não há espaço para erro. Planejamento e preparação são fundamentais para garantirmos a melhor Black Friday da história, tanto para marcas quanto para consumidores.

*André Dylewski é business Development Director Latam na RTB House.


+ Notícias

O algoritmo está mudando a maneira de consumir e produzir conteúdo?

Algoritmos no mundo digital: até que ponto a escolha é do consumidor?

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]