Pesquisar
Close this search box.
/
/
Até quando vamos aceitar um atendimento segregador?

Até quando vamos aceitar um atendimento segregador?

A digitalização sem humanização não se atenta às dores de idosos e fornece atendimento segregador nos moldes atuais

Raras são as empresas que pensam nas dores do seu público sênior.  E não precisamos buscar muito para encontrar exemplos de mau atendimento, principalmente quando aliado a implementações tecnológicas.

Durante a pandemia, presenciei de perto o descaso. Sob o clima preocupante do início da primeira onda da covid-19, minha avó precisou usar o aplicativo do banco que, além da senha convencional, oferece autenticação biometria. No combo do desprazer, com falha do reconhecimento digital e o travamento da senha após ultrapassar o número de tentativas, a falta de memória de uma senhora de 76 anos pagou o preço. Descobrimos que a única forma de recadastramento era presencial, na agência do banco.

Gostou do nosso conteúdo? Assine a nossa newsletter para receber mais artigos 

De fato, o novo coronavírus pegou o mundo de surpresa. Foi preciso tempo de readaptação. E se no início  a necessidade de oferecer alternativas de atendimento para o público mais suscetível à infecção se apresentava como um problema novo, a frustração na jornada do banco não deixa de ser menos falha. Já que dentro ou fora de uma pandemia, as contas a vencer e as necessidades básicas não são novidade para ninguém.

atendimento
Página da Prefeitura de Guarulhos com link para agendamento da vacina | Foto: Reprodução

Em um momento mais esperançoso, com a liberação das datas de vacinação, Guarulhos optou por uma organização diferente da capital do Estado. Com o cronograma, não era possível somente aparecer na UBS para receber a sua dose vacinal. Antes, era necessário completar um cadastro, a partir de um link da página oficial da Prefeitura de Guarulhos da internet. Na emoção, só comemorei a proximidade da imunização para um ente tão querido. Mas na prática, a cada ida à UBS, ao testemunhar o desamparo dos que não sabiam como se cadastrar ou apenas não tinham acesso a web, era um lembrete ardido de como certas dores não são atendidas. E aqui não só do público sênior, mas também da população de maior vulnerabilidade social.

Leia mais: A miséria dos planos de saúde no Brasil

Na saúde, o quadro é cada vez mais preocupante. Desde quando a tecnologia entrou na equação, adicionando etapas de confirmação a partir de códigos enviados por aplicativos ou mensageria, o atendimento carece cada vez mais de empatia. Veja bem, quando uma inovação é posta em uso, não adianta nada se vangloriar dela se, acima de tudo, ela tem caráter segregador entre os digitalmente letrados ou não.

O mesmo vale para as experiências de lazer. Neste momento em que conseguimos socializar, ainda que com os devidos cuidados necessários para se proteger da covid-19, ir a um restaurante pode trazer frustração. Quando foi mesmo que os QR Codes entraram para a lista de cuidados obrigatórios contra a covid-19? Não sou completamente avessa à prática. Mas compreendo a apreensão da minha avó. Parafraseando o ótimo ex-crítico gastronômico do Estadão, Luiz Américo, ela só queria jantar. Mas, agora, precisa se munir sempre de um celular e entender como fazer uma leitura de QR Code.

A verdade é clara e simples: a tecnologia só será libertadora quando for democrática. Do jeito que está, é apenas mais uma aliada do não atendimento ao cliente, principalmente o idoso.

Assine a newsletter do portal Consumidor Moderno


+ Notícias

A humanização do atendimento na era da tecnologia

A evolução na experiência do cliente é tecnológica, mas também humana

 

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]