Pesquisar
Close this search box.
/
/
Assistentes de voz: uma ferramenta fundamental para melhorar experiência do cliente

Assistentes de voz: uma ferramenta fundamental para melhorar experiência do cliente

Tecnologia vem se tornando cada vez mais comum na vida do brasileiro e promete mudar relação com marcas

Se conversar com máquinas antes era algo visto apenas em filmes, hoje os assistentes de voz mostram que isso é uma realidade – e uma bastante acessível. Entre os nomes mais conhecidos estão a Alexa, a Siri e o Google Assistant, muito comuns em sistemas pessoais e domésticos. Entretanto, essa forma de “comunicação” também tem suas funções no mercado e é utilizada por marcas e e-commerces para melhorar a experiência do usuário na hora das compras.

Assistentes de Voz na vida pessoal

Os primeiros assistentes de voz virtuais surgiram a partir de 2011, quando a Siri foi implementada nos sistemas do iPhone 4S. Aqui no Brasil, também chegaram junto com o crescimento de usuários da Apple. Com o crescimento da popularidade desse tipo de sistema, a concorrência entre os assistentes também aumentou: Google e Alexa, da Amazon, passaram a fazer parte da vida de muitos.

A Amazon, a partir de 2019, passou a comercializar seus dispositivos de assistentes virtuais no Brasil. Hoje, a Alexa está presente em quase todos os produtos eletrônicos da marca, com uma variedade de formatos e usos.

Perguntar para o celular ou para um dispositivo instalado em casa qual a temperatura do dia ou o preço de algum produto na internet passou a ser cada vez mais comum e é apontado como tendência para os próximos anos. De acordo com o artigo Com o Google Assistente, os brasileiros usam a voz e transformam seu dia a dia, do Think With Google, “uma pesquisa recente mostra que mais de 60% dos brasileiros já usaram a voz para controlar celulares, para se orientar no trânsito, para fazer buscas na web ou para reproduzir música. E mais de 90% dos brasileiros já mandaram alguma mensagem de voz usando o smartphone”.

A tecnologia desses sistemas também avançou. Se antes era comum ver os assistentes não entendendo o que foi dito, os acertos se tornaram mais comuns. Também de acordo com o artigo citado, para que o assistente da marca funcione adequadamente, é preciso que ele faça duas coisas principalmente: “uma é entender a fala, com toda sua complexidade de sintaxes, dialetos e sotaques. A outra é compreender a intenção. O Assistente precisa saber reconhecer o sentimento e o contexto do pedido para devolver uma resposta correta”.

Hoje, a tecnologia passou a ser implementada também em outras frentes além do uso pessoal e passou a ser comum ver empresas e marcas que utilizam sistemas de assistentes de voz em seus atendimentos. É o caso do Bradesco, Vivo, banco Neon e outras.

As marcas e a experiência do consumidor

Um dos grandes potenciais dos assistentes de voz é a praticidade. Para Marvin Chow, autor do artigo citado, “a voz é a interface humana mais intuitiva e universal. Milhões de pessoas ao redor do mundo estão interagindo agora com seus aparelhos e com a tecnologia usando a fala”. Com isso, marcas e empresas têm muito a ganhar implementando o formato.

A Alexa, assistente da gigante Amazon, é um exemplo: apenas com a voz, usuários podem realizar uma compra pelo e-commerce, em segundos. Não é preciso adicionar forma de pagamento ou preencher algo, a Amazon utiliza seu cartão de crédito e endereços previamente utilizados para realizar a compra.

No caso da Amazon, a pesquisa é feita dentro do próprio e-commerce, mas outros assistentes também apresentam funções semelhantes, com busca em toda a internet, como é o caso do Google Assistente. Além disso, empresas de tecnologia já passaram a oferecer a construção desse serviço para empresas, sendo possível construir um assistente personalizado.

Segundo um outro relatório do Think With Google sobre o assunto, Assistente de voz: explore essa interface universal para ajudar as pessoas e para se manter relevante, o poder do Google Assistente não se limita apenas aos usuários. “Há um potencial enorme para marcas brasileiras se conectarem com seu público por meio da voz de maneira interativa e intuitiva”.

Entre as principais vantagens indicadas por eles estão a conveniência e uma experiência do cliente com o mínimo de atrito possível. De acordo com eles, é possível ter um contato maior com os clientes e consumidores mesmo quando não estão com o smartphone ou o computador por perto.

“Em contrapartida, as marcas precisam oferecer ferramentas interativas para iniciar uma conversa, responder perguntas e se integrar aos sistemas dos assistentes”, explica o texto. Uma dessas formas é utilizar o Actions on Google, um formato que permite às empresas criarem aplicações exclusivas para o Google Assistente.

O funcionamento facilitado dos assistentes de voz é um ponto primordial para empresas que querem diminuir o atrito, ou seja, problemas e interferências, na hora da compra. Segundo o Google, o sistema se baseia em perguntas e respostas e, por isso, consegue transformar a experiência em algo mais simples e, consequentemente, com menos ruídos.

Além disso, o Google também enxerga o sistema como grande potencial para pequenas empresas. “Essas experiências estão se tornando uma jornada interessante para as pessoas descobrirem novos produtos, locais e outros tipos de indicações. Mas lembre-se: para atender essa demanda conversacional, é preciso uma estratégia otimizada de conteúdo de marca e SEO”, indica o texto da empresa.

Acessibilidade do formato

Os assistentes de voz também são vistos como uma maneira de tornar o acesso tanto aos conteúdos quanto aos produtos mais acessível. Sem a necessidade de digitar o que deseja, pessoas cegas, com dificuldade na visão ou motora e idosos, para citar alguns exemplos, passam a acessar o que desejam à distância de uma frase dita em voz alta.

Para a Amazon, esse é um objetivo a ser cumprido pela Alexa. Tanto que a Amazon criou o Prêmio Alexa de Acessibilidade, que premia aplicativos (skills) que fomentem a acessibilidade de algum grupo específico. Entre os vencedores, skills que auxiliam na memória, na segurança e na mobilidade urbana.

Praticidade ao usuário, melhoria da experiência do consumidor e acessibilidade. Por todas essas características, a tendência do uso de assistentes de voz é uma promessa do mercado e também das marcas. “O formato se transformou em um facilitador do cotidiano — e na pandemia, essa característica ficou ainda mais evidente. Com menos tempo para nos dedicarmos 100% a uma única atividade, estamos nos tornando cada vez mais multitarefas: com ajuda do recurso de voz fica mais fácil cumprir nossas demandas enquanto trabalhamos, ajudamos nossos filhos com a lição de casa ou durante a faxina”, salienta o Google.


+ Notícias

Startup desenvolve solução B2B para gestão eficiente de combustível

RFID: a tecnologia de rastreamento é uma das soluções inteligentes para controlar a cadeia de suprimentos?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]