Pesquisar
Close this search box.
/
/
ESG e a nova agenda de inovação e sustentabilidade

ESG e a nova agenda de inovação e sustentabilidade

Para especialista, nem toda empresa entende que a agenda ESG é uma oportunidade para a inovação; confira o artigo exclusivo

*Por Luis Fernando Guggenberger

As discussões sobre a importância da agenda ESG (Environmental, Social and Corporate Governance/ Governança Ambiental, Social e Corporativa) para os investidores e empresas ganharam destaque especialmente após o Fórum Econômico Mundial em 2020, que falava sobre a transição do modelo de capitalismo, saindo de shareholders para stakeholders, assim como também após a publicação da Carta de Larry Fink da BlackRock, no mesmo período. A chegada da pandemia então acelerou ainda mais o debate em diversos ambientes.

De lá para cá, inúmeras lives discutem a importância da agenda ESG para os negócios, para a sociedade e para o planeta. Acompanhamos um grande número de ações sociais solidárias realizadas por empresas e pessoas, buscando amenizar o sofrimento da população mais vulnerável, frente aos impactos provocados pela pandemia. O apoio aos hospitais para trazer melhores condições de trabalho, ao tratamento de pacientes e proteção aos profissionais da saúde também foi uma das frentes de atuação humanitária.

Leia outro conteúdos exclusivos sobre agenda ESG aqui

Porém, ao longo do primeiro trimestre deste ano o volume de doações declinou, ao compararmos aos números de 2020. Um dos exemplos é o desafio assumido recentemente pelo grande empreendedor social Edu Lyra para mobilizar novamente a sociedade e as empresas a voltarem para o campo das doações. Há outros tantos líderes sociais e organizações que se uniram preocupados com o cenário atual. Logo, aqui fica a primeira reflexão para avaliarmos de fato quais são as companhias comprometidas com o S do ESG, e quais são aquelas que fizeram algo porque viram uma excelente oportunidade de projeção por meio dos veículos de imprensa e redes sociais.

Uma das reflexões que tenho feito nos últimos tempos tem sido a nova onda de junção entre inovação e sustentabilidade. Atuando no ecossistema de finanças sociais há algum tempo, sempre foi um sofrimento tentar convencer o mundo do que chamo de “empreendedorismo mainstreaming” sobre a agenda de negócios de impacto socioambiental. Parece que temos bolhas no ecossistema de startups, realizando inclusive eventos nichados apenas para startups de impacto, separados dos demais. Vemos também fundos criados sob a ótica dessa separação. De certo ponto está tudo bem, de algum modo foi, e ainda é, necessária a separação para colocar na pauta a agenda do impacto socioambiental. A intencionalidade dos negócios e dos fundos é o que nos permite identificar se são o que chamo de “inovawashing” ou não.

Falando em inovawashing, o que tem sido curioso é o bombardeio que temos recebido de atores do “ecossistema tradicional”, que da noite para o dia se tornaram especialistas em inovação sustentável, produzindo mapeamentos, relatórios de cenários e tendências do ESG e startups. Sem ao menos consultar de fato os atores que lutam e constroem esse ecossistema dos negócios de impacto socioambiental. São utilizados critérios rasos na definição de negócios que atendem essa agenda, na qual tudo passa a valer e caber. O pior é a venda de consultoria ou projetos para a implementação de estratégias de sustentabilidade aliadas à inovação, por empresas que se autointitulam autoridades no assunto, seja via programas de aceleração de startups, ou por meio de outras abordagens de mudança de mindset e cultura das organizações.

O fato é que assim como devemos estar cada vez mais atentos às organizações que praticam o greenwashing e o socialwashing para tornar suas marcas mais “antenadas” ao espírito do tempo, mais descoladas, agora temos que nos atentar aquelas que se dizem inovadoras à luz da sustentabilidade. Ou as que usam startups para dizerem que tem uma bela agenda de ESG, mas que têm uma profundidade de meio metro.

É preciso estar atento às empresas que investem há tempos, com intencionalidade, que entendem que os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) são alavancas importantes para a transformação do mundo. Ao mesmo tempo, são oportunidades para os negócios, pois como bem diz a Artemisia, aceleradora de negócios de impacto socioambiental: “entre ganhar dinheiro e mudar o mundo, fique com os dois”. Por isso, cuidado. Nem todos entendem que a sustentabilidade de fato é uma oportunidade para a inovação.

*Luis Guggenberger é executivo de Marketing, Inovação e Sustentabilidade da Vedacit

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

Após 149 anos, os tubos de pasta Colgate finalmente serão recicláveis

A importância das práticas ESG para o consumidor do futuro

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]