Pesquisar
Close this search box.
/
/
Cuide-se: 6 dicas para melhorar sua saúde mental em 2021

Cuide-se: 6 dicas para melhorar sua saúde mental em 2021

As buscas pelo tema saúde mental explodiram em 2020 e não foi à toa. Aqui, especialistas ensinam como manter o cuidado com a mente para o próximo ano

O “novo normal” nos cuidados com a mente, hoje, é terapia online, cursos de mindfulness e yoga que possam ser feitos em casa e uma altíssima busca nas ferramentas de pesquisa para saber mais sobre o tema. Quando o assunto é saúde mental, difícil encontrar quem não tenha se dedicado a saber mais sobre o tema, pressionado principalmente nas mudanças de contexto de vida que o novo coronavírus trouxe para a vida das pessoas durante a pandemia.

Para 2021, o cenário não deve mudar tão rapidamente quanto se deseja. Ainda que comecem os processos de vacinação em massa no Brasil e em outros países, dificilmente deve-se voltar “a vida como era antes” do início da pandemia. Por isso mesmo, é necessário cuidar da mente mais do que nunca. Se antes essa não era uma prioridade para a maioria das pessoas, com as incertezas sanitárias e financeiras, bem como as possíveis idas e vindas de restrição de mobilidade, fica claro que é preciso cuidar do cérebro e evitar o estresse a todo custo.

Por isso, reunimos 6 dicas de especialistas em saúde mental para que quem quiser começar o próximo ano no lema “mente sã, corpo são“. Acompanhe o que indicam os médicos Yuri Busin, psicólogo, mestre e doutor em neurociência do comportamento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e diretor do Centro de Atenção à Saúde Mental – Equilíbrio (CASME); a psicóloga Renata Paparelli, professora do curso de Psicoalgia da PUC de São Paulo na área de saúde mental relacionada ao trabalho, além de ser coordenadora da Clínica do Trabalho, que é um serviço oferecido pela PUC que atende trabalhadores com sofrimento psíquico relacionado à vida profissional.

Para encerrar, quem também deu sua contribuição foi o psiquiatra Dr. Eduardo Perin, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) pelo Ambulatório de Ansiedade do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP). Siga a lista de dicas abaixo.

Faça  um “balanço emocional”

“Uma das ações mais importantes para manter a qualidade da saúde mental é fazer o que a gente pode chamar de balanço emocional. Ou seja, a gente precisa sempre inserir nas nossas vidas coisas positivas para ter uma ideia daquilo que estamos tocando. Por exemplo, se a pessoa está trabalhando muito, está estressada, o que é possível fazer para equilibrar esse aspecto negativo? Recomendo que esse balanço envolva atividades menos passivas do que só sentar no sofá e assistir a um filme, ver Netflix. Fazer exercícios físicos, ter um hobbie, estudar, construir algo. Esse tipo de ação fará a sua produtividade, a sua qualidade de vida e o seu estresse melhorar. Porque você começa a equilibrar melhor a sua existência”, diz o Dr. Yuri Busin.

Leia também: Como lidar com o mundo VUCA trazido pela pandemia nos âmbitos pessoal e profissional 

Mantenha rotinas

“Dormir no mesmo horário, acordar no mesmo horário, ter uma hora mais fixa para fazer as refeições – café da manhã, almoço e jantar – são atitudes bem importantes. Também é preciso organizar alguns intervalos durante o tempo em que se está trabalhando e não passar do horário quando se acaba de trabalhar. Se a pessoa saía do escritório às seis da tarde, ela deve continuar encerrando seu dia nessa mesma hora. Tem se tornado muito comum as horas extras, agora que se está no home office. Organizar a rotina é bem importante para manter o humor, para o sono. Melhora também estados depressivos, ansiosos e de irritabilidade”, informa o psiquiatra Dr. Eduardo Perin.

Abra espaço para o bem-estar

“Ações como meditar, fazer atividades físicas, yoga, quando feitas de forma recorrente podem mudar sua saúde mental para melhor. Às vezes brinco com meus pacientes dizendo que se eles não sabem o que fazer para trazer esse bem-estar, eles podem explorar. Faça uma reflexão sobre as curiosidades que você já teve no passado, que coisas já desejou fazer, ou realize uma pesquisa na internet para encontrar atividades que te tragam prazer”, explica o Dr. Yuri Busin.

Ponha limites no trabalho

“A gente vive um momento difícil com a pandemia, com o medo mesmo de perder o emprego, de perder a condição de se manter. Por isso, minha recomendação para preservar a saúde mental é manter viva a reflexão. Procurar entender sua relação com o trabalho, respeitar seu limite subjetivo acima de todas as coisas e procurar se articular no interior das organizações para opor resistência a uma exploração exacerbada do profissional. Temos que estar atentos à ‘uberização’ do trabalho, porque ela compromete, e muito, à saúde mental das pessoas”, diz a psicóloga Renata Paparell.

Não fuja do autoconhecimento

“Pense em procurar uma psicoterapia, em se conhecer melhor, isso vai trazer milhões de benefícios. Realmente nesse atual cenário em que estamos, a saúde mental ficou em evidência, houve traumas muito grandes. Acho que isso ajudou a tirar o estigma em torno do tema, as pessoas começaram a entender que todos podemos sofrer, todos podemos ter problemas e a psicologia pode ajudar muito na sua evolução pessoal”, afirma o Dr. Yuri Busin.

Priorize o seu prazer mental

“Escolher algumas atividades que sejam prazerosas: pode ser um hobby, ir à padaria tomar um café, por exemplo, ler um livro… É importante arranjar tempo para se fazer aquilo que gosta, que distraia a mente, que seja capaz de engajar e fazer a pessoa se dedicar. Isso ajuda muito tanto na quarentena quanto fora dessa situação. Eu recomendo que a pessoa faça alguma atividade que goste muito pelo menos uma vez ao dia para ajudar na saúde mental”, sugere o psiquiatra Dr. Eduardo Perin.


+ Notícias 

A fonte da juventude agora vem com décadas de experiência 

Futuristas revelam como o comportamento do consumidor impactará 2021 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]