Pesquisar
Close this search box.
/
/
12 insights sobre hábitos de consumo alavancados durante a pandemia

12 insights sobre hábitos de consumo alavancados durante a pandemia

Pesquisa CC+, da Mandalah, destaca detalhes sobre como os hábitos de consumo foram impactados

Os hábitos de consumo estão mudando, em especial pelo impacto da pandemia. O isolamento social trouxe novos costumes, sobretudo focados na saúde, bem-estar e no conforto. Em 2020, essa mudança de hábitos gerou aumentos de consumo em setores diversos, progressão que deve continuar para esse ano.

Um estudo realizado pela Mandalah, consultoria em inovação consciente, revelou que a pandemia acelerou tendências já existentes antes do vírus, como os conceitos de minimalismo, a sustentabilidade, o investimento em conforto e bem-estar, entre outros. A pesquisa sobre consumo consciente, nomeada CC+, trouxe dados importantes sobre o consumo dos brasileiros.

Os resultados também mostram que uma parcela das pessoas está mais criteriosa com o que consome, sobretudo no que diz à qualidade e quantidade. Outra parcela tem investido nas compras online durante a pandemia, de forma até mesmo compulsiva.

Entre os outros destaques, a pesquisa também ressalta que o consumo consciente é predominantemente feito por mulheres. Além disso, as periferias, que apresentaram um maior senso de comunidade e sustentabilidade.

Para exemplificar os novos hábitos dos consumidores brasileiros, a pesquisa destacou 12 insights que direcionam o consumo do brasileiro atualmente. Confira:

1. Existo, logo me adapto

Um dos destaques do ser humano é a capacidade de adaptação. Não por acaso estamos no topo da cadeia alimentar e perpetuamos a nossa existência ao longo dos milhares de anos. A pandemia teve uma participação grande nessa capacidade de adaptação, visto que boa parte das ações foram adaptadas — ainda que a muito custo.

A pesquisa destaca que a meditação foi um dos recursos mais procurado pelas pessoas em 2020, tendo um aumento de 139% logo nos primeiros meses da pandemia, o que representa uma forma de consumo distinta.

2. Retorno à natureza

Outro destaque observado na pandemia foi a falta que a interação com a natureza causou às pessoas. Tendo em vista que o home-office foi difundido em larga escala, as pessoas se viram privadas de contato com a natureza. A partir disso, houve um aumento para o turismo ecológico, por exemplo, além do crescimento no número de pessoas que criaram plantas dentro de casa.

3. Mais conforto e bem-estar dentro de casa

Se teve algo crucial que a pandemia escancarou ao mundo todo foi o quanto o nosso lar pode ser desconfortável sem que nem percebamos isso. A necessidade de estar em isolamento social evidenciou espaços desconfortáveis dentro de casa e impulsionou a compra de móveis, eletrodomésticos e de pequenas reformas dentro da moradia. Além disso, em julho de 2020 subiram as buscas por produtos de skin care, tratamentos psicológicos e esportes, visto que a pauta do bem-estar ficou em alta.

4. Colocando a mão na massa

Uma outra mudança que a pandemia trouxe foi a adesão à cultura maker, do faça você mesmo. Muito ligadas à decoração e praticidade dentro de casa — fato que se conecta ao item anterior —, houve um aumento de 40% no volume de publicações Do It Yourself (DIY), que consiste em produtos que podem ser feitos por você mesmo. De acordo com a pesquisa da CC+, foram mais de 53 mil publicações durante a quarentena.

5. Senso de comunidade e pertencimento

Estar dentro de casa trouxe a muitas pessoas um maior senso de comunidade, sobretudo por dividir espaços com outras pessoas na maior parte do tempo. Essa sensação de pertencimento e colaboração comunitária também se fez bastante presente após a interação com os vizinhos e com o comércio local. O estudo destaca que houve mais de 739 mil menções sobre doações entre março e julho — um aumento de 139% quando comparado com o mesmo período, em 2019.

6. Menos industrial, mais artesanal

Com toda a pauta de bem-estar e saúde (física e mental), muitas pessoas passaram a se preocupar com o que comem. Isso trouxe um foco maior aos alimentos in natura, ao invés do consumo de produtos processados e ultra processados. Para além da alimentação, a cultura do artesanal também foi levada aos produtos de bens duráveis, visto que os consumidores passaram a desconfiar de grandes empresas e apostaram nos micro negócios. Dessa maneira, além do cliente ter maior garantia das ações ecológicas e sociais, há também a sensação de contribuir para o crescimento de um negócio menor, em oposição a aumentar ainda mais o faturamento de grandes empresas.

7. Potencialização do minimalismo

Entre as práticas do consumo consciente, muita gente percebeu que há produtos em excesso dentro de casa. De acordo com a pesquisa, os excessos da vida moderna têm deixado as pessoas sobrecarregadas e exaustas. Sendo assim, viver de forma mais leve e simples foi uma mudança considerável na vida de inúmeros brasileiros. A CC+ destaca que mais de 26 mil publicações sobre estilo de vida minimalista e essencialista foram publicadas nas redes sociais entre março e julho de 2020.

8. Necessidade de cozinhar em casa

Na pegada da alimentação saudável, a pandemia contribuiu (e muito!) para a produção de comida caseira. Além de garantir mais saúde e bem-estar, um outro motivo para o aumento da prática foi o peso no bolso: comer em casa é, afinal, mais barato. Esse hábito se tornou rotineiro para as pessoas e cada vez mais as pessoas preferem a comida feita em casa. O estudo da CC+ aponta que houve mais de 1,1 milhão de publicações nas redes sociais sobre receitas durante o isolamento social.

9. O boom das vendas online

Visto que a quarentena teve literalmente que fechar as lojas de rua, a adesão ao e-commerce foi recorde em 2020. O setor teve um crescimento de 75% durante a pandemia e até mesmo a criação de novas lojas circularam apenas de forma online. O levantamento da CC+ mostra que houve um aumento de 128% nas menções a “ter feito alguma compra online”.

10. Desejos e auto indulgência

Em contramão ao consumo consciente, a pandemia também teve impacto na saúde mental das pessoas. E uma das formas de compensação aos efeitos da quarentena foi aumentar o consumo, tanto pela facilidade quanto pelo conforto. A pesquisa mostra que a associação do termo “vinho” a “delivery”, por exemplo, foi 9x maior em 2020 do que no ano anterior, quando comparado o período entre março e julho.

11. Busca por saúde e bem-estar

Todas as buscas que estão relacionadas à saúde, até mesmo pela repercussão da pandemia, tiveram crescimento em 2020. Em especial as buscas por exercícios e atividades em casa, práticas saudáveis e focadas no autocuidado tiveram inúmeras menções nas redes sociais e foram difundidas até que se tornassem hábitos. Houve crescimento, por exemplo, na compra de cosméticos para a pele e no número de download de aplicativos relacionados à pauta do bem-estar.

12. Maior preocupação com a sustentabilidade

A pauta da sustentabilidade tem sido cada vez mais discutida nas redes sociais, sobretudo após o impacto da pandemia. Dessa forma, as ações de empresa e individuais ganharam força entre os consumidores e mudaram parte dos hábitos dentro e fora de casa. O levantamento da CC+ mostra que houve aumento na busca pelo termo “sustentabilidade” e produtos mais ecológicos ganharam destaque durante a quarentena, como coletores menstruais, shampoos em barra e canudos ecológicos.


+ Notícias

Consumo consciente: mais produtos sustentáveis nas sacolas

Estudo revela aumento de interesse por consumo consciente no Brasil

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]