Pesquisar
Close this search box.
/
/
Principal batalha no varejo brasileiro é conveniência, afirma Tiago Mello, da Linx/Stone

Principal batalha no varejo brasileiro é conveniência, afirma Tiago Mello, da Linx/Stone

Para Tiago Mello, as novas tecnologias e o comportamento do consumidor levam o varejo a fazer mais com menos e ser mais conveniente em todas as suas ofertas

Tiago Mello é Chief Product Officer & Chief Marketing Officer (CPO/CMO) na Linx / Stone Software. Tiago é um empreendedor apaixonado por varejo, liderança e transformação digital. Além de executivo, Tiago é conselheiro, mentor do BRASA Next e professor de empreendedorismo e estratégias disruptivas com especializações em Harvard Business School, MIT e na Wharton University.

Palestrante e curador de congressos internacionais como NRF e Web Summit, foi sobre este último evento – que chega pela primeira vez no Brasil este ano, em maio, na cidade do Rio de Janeiro -, que conversamos com Tiago sobre suas expectativas para o Web Summit Rio 2023 e também sobre as tendências que estão impactando o varejo brasileiro e global.

“O Web Summit traz diversas trilhas de conteúdo que podem auxiliar nosso mercado a entender o que que está acontecendo no mundo e como isso tem impacto nos negócios e na sociedade. São diversos assuntos que estão sendo tratados hoje e que irão ajudar os líderes de diversos setores em suas tomadas de decisões”, frisa Tiago.

Varejo e o desafio da conveniência

CM – Quais suas expectativas para a primeira edição brasileira do WEB Summit?

Tiago Mello – São as melhores, já que se trata de um evento grandioso, que existe há mais de 11 anos lá fora, em Portugal, e que consegue reunir cerca de 70.000 pessoas interessadas em discutir inovação e tendências. O mais interessante do Web Summit é que diferentemente da NRF, que é focada em varejo, ele aborda diversos temas. Suas “trilhas de conteúdo” falam de robótica, cripto, Inteligência Artificial, futuro das sociedades, inclusão e, claro, de varejo também, além da parte política e comportamental. Enfim, ele cria esse grande caldeirão de informações fervilhantes para serem discutidas, e como isso tudo é importante para diversos setores e mercados.

Ter o Brasil na agenda desse evento é muito positivo para que o país se posicione com mais um celeiro de inovação, de um local para onde as pessoas de todo mundo possam vir para trocar ideias e discutir tendências. É um evento fundamental para quem busca entender como movimentos globais estão criando e mudando a sociedade e o jeito que consumimos hoje. Acho que é algo muito positivo para o Brasil, e eu fico muito feliz em poder estar mais uma vez presente neste evento para absorver tudo e gerar conteúdos e insights de qualidade para nossos clientes.

Conheça o Mumdo do CX

CM – Nesse caminho, como você percebe as particularidades do varejo brasileiro hoje, seus desafios e oportunidades?

Tiago Mello – Sobre o varejo brasileiro (e global), entendo que ele passa por um momento que eu chamo de “a grande resignação”, ou seja, o varejista hoje tem que fazer muito mais com muito menos. Hoje ele tem menos colaboradores e seu público é muito mais amplo.

Nesse cenário a tecnologia é fundamental. É ela quem está auxiliando o varejista a entender e atender melhor seu cliente. Nesse contexto o varejista precisa entender que o seu vendedor, por exemplo, deve ir além da fronteira da loja física. A marca precisa gerar engajamento nas redes sociais e ser transparente. Hoje, temos um fluxo menor de gente nas lojas, mas, muito mais gente comprando online, e se as marcas não se atentarem para isso elas irão ter problemas. Enfim, são aspectos que mostram como a tendência em usar a tecnologia para fazer mais pelo meu negócio é importante agora.

“O grande desafio hoje para o varejo com as novas tecnologias é remover todo e qualquer atrito com o cliente, ser humanizado, mas nunca inconveniente”

CM – Indo por esse raciocínio como você percebe o papel de novas tecnologias para o varejo como Inteligência Artificial?

Tiago Mello – As novas tecnologias estão habilitando não só a fazermos mais com menos, como também tem auxiliando as marcas na busca pela humanização nas relações digitais com seus clientes. Por exemplo, antigamente você encontrava um atendimento mais pessoal e humanizado na relação com marcas de luxo. Hoje, isso já faz parte do atendimento de qualquer marca. É a tecnologia permitindo que você humanize a relação em massa – e cada vez mais a tecnologia permitirá isso.

Mas, fazer isso de maneira assertiva não é fácil. Se as marcas não tiverem cuidado elas podem incomodar o cliente. Se você de fato não gerar um valor na sua comunicação, no seu serviço você passará a ser mais um spam para esse cliente. Ficou tudo tão mais fácil com as novas tecnologias que ela também passa a trazer esse tipo de desafio para as marcas. Então, esse é o grande desafio hoje para o varejo com as novas tecnologias: é remover todo e qualquer atrito com o cliente, ser humanizado, mas nunca inconveniente.

CM – Quais tendências você então resumiria para o varejo em 2023?

Tiago Mello – A principal é a batalha pela conveniência. Os consumidores querem cada vez mais a simplicidade, humanização, agilidade e segurança, mas sem inconveniências. Outra tendência atrelada a isso é a troca da segmentação pela individualização. As marcas, cada vez mais, precisam falar com aquele cliente em específico, e não com público. E o papel da tecnologia nisso é fundamental. Outra tendência que vem atrelada a essa individualização, passa pelo varejo incluir a economia circular em seu negócio. Isso porque o cliente, – sobretudo das novas gerações – consome de acordo com seus valores.

Além disso, tem a questão do conteúdo também. Da importância dessa comunicação de valor de marca estar bem clara para o consumidor. O que gera uma outra tendência: fidelização real. Essa última, um grande desafio, pois sabemos por diversos estudos da Linx que, em média, 52% dos clientes compram uma única vez em uma loja. Ou seja, há um grande oportunidade para que haja mais recorrência e fidelização.

Os caminhos são diversos: criação de benefícios e programas de fidelidade reais, precificação pesquisada, entrega pontual, conveniência, individualização humanizada, comunicação de valor da marca etc. É tudo isso, apoiado pela tecnologia, que direciona marcas e o varejo agora.


+ Notícias

“O ChatGPT é um marco na história recente da Inteligência Artificial”, diz Ricardo Gorski, da Avaya 

Geração Z encara a inflação melhor do que Millennials e Baby Boomers 

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]