Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como será o varejo e a indústria de consumo depois do coronavírus?

Como será o varejo e a indústria de consumo depois do coronavírus?

Os hábitos de consumo e o fluxo de compras estão mudando, ainda mais quando consideramos as consequências do COVID-19; essa realidade exige que as empresas adotem novas estratégias

O mundo está diante de um processo de transformação intensa. A pandemia de coronavírus tem sido uma grande impulsionadora para a adoção e utilização de novos recursos na maioria dos setores. Há um aumento crescente do comércio eletrônico e de tecnologia. O que antes era um complemento, hoje é fundamental para o desenvolvimento e sobrevivência dos negócios.

Esses e outros insights estão presentes em um estudo da KPMG sobre as tendências que afetarão o setor de varejo e a indústria nos próximos anos na América do Sul e obtido com exclusividade pela Consumidor Moderno.

“Em linhas gerais, o consumidor foi empoderado: abandonou seu papel passivo e se tornou o epicentro em torno do qual o setor evolui e as empresas definem suas estratégias. Nesta realidade, há várias arestas que as empresas precisam aparar para terem sucesso”, afirma Fernando Gambôa, sócio-líder de Consumo e Varejo da KPMG na América do Sul.

De acordo com a pesquisa, as atuais circunstâncias globais fizeram dos consumidores mais conectados, informados, exigentes, engajados e conscientes. “Os casos de sucesso já revelam que, no futuro, não haverá varejo sem tecnologia. O setor todo estará muito mais digitalizado”, completa Paulo Ferezin, sócio-líder de Varejo e de Alimentos e Bebidas da KPMG no Brasil.

O conteúdo ainda destaca oito caminhos que estão otimizando a cadeia de suprimentos e que podem ajudar em soluções, investimentos e experiências diferenciadas para os consumidores. Veja abaixo.

   Pessoas no centro

A centralidade do cliente se tornou o novo epicentro do varejo, isso porquê o nível de exigência do consumidor cresceu significativamente nos últimos anos e promete crescer ainda mais. Hoje, as pessoas exigem transparência das empresas e assuntos como conscientização, sustentabilidade, produção e inclusão impulsionam o posicionamento na hora de fazer uma compra.  Não há mais “simples clientes”, a tendência agora é que os consumidores sejam vistos como “agentes da mudança” ou “prosumidores”.

A experiência e a lealdade do cliente

Em parceria com a primeira, essa tendência age de acordo com as mudanças no comportamento e perfil dos consumidores. Aqui as empresas valorizam as estratégias que geram experiências diferenciadas aos seus clientes através de lealdade e estabelecendo uma ligação emocional. Isso fica ainda mais relevante na pandemia da COVID-19 com o isolamento social. Esse é o momento das companhias começarem a investir em novos modelos de trabalho, aprendizados à distância, entretenimento online, entre outros.

      A confiança como o motor do crescimento

Crédito: Unsplash

A confiança é um elemento básico em todo relacionamento. Sem ela, não há sintonia, não há acordos e nem vínculos que possam durar por um longo tempo. Isso vale tanto para a vida pessoal, como para a profissional. O nível de confiança que o consumidor atribui a uma determinada empresa é o que vai fazer ele voltar a escolhê-la ou não. Por isso, as marcas devem mostrar seus valores e buscar por iniciativas focadas em melhorar os níveis de reputação para conquistar uma boa relação de credibilidade.

Rumo a um modelo eficiente e ético no uso dos dados pessoais

O uso dos dados do consumidor é outra ação estratégica notada. Com ela, é possível entender os hábitos de compra, as escolhas e horários de maior fluxo. O recurso permite sincronizar a oferta com as expectativas do cliente e fazer previsões sobre as próximas compras. É importante que as empresas usem essa técnica de forma ética, segura e inteligente, para que a personalização das vendas mostre que o cliente é único e importante.

 As novas plataformas e modelos de negócios

Shutterstock

Atualmente tudo o que é possível está migrando do mundo físico para o virtual. Novos modelos de negócios e o e-commerce estão crescendo. A tecnologia móvel é um dos principais propulsores das plataformas, já que praticamente todos os consumidores possuem um smartphone em mãos. De acordo com o estudo, mais de 80% da população global tem uma conexão móvel ativa de Internet, e é por isso que o varejo agora é digital: hoje uma compra pode ser feita em qualquer lugar e em qualquer horário.

   Cooperação e colaboração

Os varejistas que entregam um produto de boa qualidade e conseguem garantir o serviço em tempo hábil e a um preço justo, conquistam ainda mais quem está do outro lado. Tudo isso só é possível se for feito de forma colaborativa e organizada. Neste sentido, plataformas que investem em iniciativas de colaboração – inclusive entre concorrentes – para enfrentar a dinâmica das mudanças que estão reconfigurando o varejo chamam a atenção. Esse é o momento em que os pensamentos egoístas foram deixados no passado e o “estamos juntos” é a chave para o sucesso. A parceria entre a Kohl’s e a Amazon é um bom exemplo disto.

     Cadeia inteligente e responsiva de suprimentos

O omnichannel já estava sendo implantado no varejo há algum tempo e agora seu uso se tornou prioridade. É indispensável que quem possui uma cadeia de suprimentos inteligente e responsiva invista na estratégia. Sua adoção é importante para equilibrar os negócios físicos e online, além de tornar as demandas mais rápidas; no momento, essa opção está congelada pelas empresas por conta da pandemia, mas quando a situação passar a tendência é que ganhe mais abrangência.

    A tecnologia como base para o desenvolvimento

Crédito: Unsplash

Com o novo cenário em que o mundo se encontra, a tecnologia deixou de ser um complemento para se tornar uma necessidade. Hoje, toda a cadeia do varejo depende dela como nunca antes. O mundo tecnológico chegou para modificar os padrões de comportamento, bem como às novas oportunidades oferecidas. E é assim que novos comandos como a inteligência artificial e a realidade aumentada tomam conta dos negócios e só prometem ascender.


Após dias de insolamento social, como manter uma boa saúde mental durante o restante da quarentena?

Quarentena afeta consumo de conteúdo e sobrecarrega servidores

Conheça a fórmula científica capaz de fornecer bem-estar através da música

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]