Pesquisar
Close this search box.
/
/
Um negócio maturado pelo tempo

Um negócio maturado pelo tempo

O paulistano Fernando de Oliveira se enveredou pela cultura do queijo no Brasil e fez da paixão, vinda do avô, seu ganha-pão

Foram muitas viagens pelo interior de São Paulo e Minas Gerais na infância. Os queijos maturados de pequenos produtores nas cidadezinhas do interior dos dois Estados eram a paixão do então garoto Fernando de Oliveira. Desde o tradicional processo de tirar o leite das vacas à maturação, ele viveu a cultura do queijo como lazer e hobby. Tomado pelo saudosismo, após pouco mais de 20 anos da morte de seu avô, Oliveira resolveu voltar às origens e vendeu seu primeiro queijo em 2008 – negócio que originaria na loja A Queijaria.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

Atualmente, mais de 300 queijos diferentes passam pelo processo de maturação, feito em um sítio da família na cidade de Morungaba, no interior de São Paulo. De lá, boa parte dos produtos vai para a loja no bairro da Vila Madalena, na capital paulista.

Em uma casa charmosa de esquina, o ambiente respira fazenda. Os queijos – dispostos em diversas prateleiras de madeiras, cestas de palha e em um balcão para degustação – remontam a um cenário bucólico. Ao fundo da loja, encontra-se outra gama de produtos, complementares ao consumo do queijo, como vinhos, cachaças, pimentas, geleias e pães. “Não somos uma mercearia”, alerta Oliveira.

“Eu conheço os produtores de todas as mercadorias. Não comercializo para meus clientes se não conheço de onde os produtos vêm. Se tem um vinho ali à venda é porque eu fui pessoalmente e experimentei na vinícola”, diz o empresário. E foi com esse pilar que o projeto foi construído.

Leia também:
Cash and Carry à moda alemã

Origens

A história da Queijaria começou com a visão do empreendedor de que havia uma demanda não atendida no mercado. Ao perceber uma oferta em demasia de queijos frescos e industrializados, em detrimento de uma grande lacuna dos maturados, ele viu uma oportunidade de nicho aparecer na sua frente.

O proprietário conta que, desde a morte do avô, não tinha mais acesso aos queijos maturados. “O mercado tinha mudado muito, com todo mundo comendo queijo fresco. As pessoas começaram a não se importar com a tradição, muito menos com o sabor. E todo mundo começou a vender queijo muito fresco, por peso mesmo, ter estoque”, afirma.

A partir desse comportamento, Oliveira viu uma oportunidade. Com ela, também veio a vontade de oferecer um queijo de boa qualidade, de fato maturado – como aquele que fez parte dos anos de sua infância. Com o negócio, o empreendedor quer criar uma cultura queijeira pelo Brasil.

“Quando eu falo de queijos maturados eu estou falando de tempo. De virar e cuidar desse queijo por 20, 30 dias. E dependendo do queijo e da forma que você quer fazer é que você vai entender que esse queijo tem um sabor, uma textura, um aroma. É diferente da lógica da indústria”, explica.

Para construir o negócio, o empreendedor pesquisou sobre a cultura do queijo no Brasil. Viajou por várias fazendas do interior de São Paulo e Minas Gerais, refazendo os roteiros do seu avô, e identificou problemas na cadeia produtiva dos queijos maturados. O primeiro lugar que revisitou foi a Serra da Canastra (MG).

“Eu comecei a entender a dramaticidade dos produtores. As pessoas que faziam os queijos e que viviam disso nas últimas três gerações estavam desvalorizadas. O queijo que se vendia em larga escala era o branco, então, por essa lógica, não tinha mais por que vender um queijo maturado como antigamente”, conta Oliveira.

Em São Roque de Minas, conheceu a propriedade do Zé Mario, um dos únicos fazendeiros na época que ainda fazia, metodicamente, o processo de maturação. Fernando resolveu comprar do produtor e levar aos familiares. A aprovação foi tanta que começou a vender na plataforma Queijo Artesanal. “As pessoas enlouqueceram, começaram a pedir esse queijo. E naturalmente acabou virando um negócio”.

Hoje, Oliveira trabalha com 50 pequenos produtores interioranos, de 17 Estados, que trabalham com queijo maturado, mas que não tinham estrutura nem ambiente de negócios para se sustentar. Ele os ajuda a profissionalizar e a rentabilizar seus empreendimentos.

Leia a matéria completa na revista NOVAREJO

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]