Pesquisar
Close this search box.
/
/
As tecnologias emergentes que são essenciais para os negócios

As tecnologias emergentes que são essenciais para os negócios

Além de investir nas tecnologias emergentes, as empresas precisam se preocupar com a convergência delas para inovar e sair na frente

Quando se fala em inovação, é impossível não pensar em tecnologia. Afinal, é algo que dita mudanças na sociedade e no comportamento humano. Por isso, é preciso estar atento às tecnologias emergentes para buscar soluções e inovar nos negócios, independente do nicho.

Nos últimos anos, novas tecnologias vêm chamando atenção pela promessa de melhorias na segurança digital, a possibilidade de tornar a experiência do usuário mais dinâmica e muitos outros benefícios tanto para a empresa quanto para o consumidor.

Pensando no futuro

Facilitar o dia a dia é uma das premissas das inovações tecnológicas, por isso são capazes de mudar o comportamento de toda uma comunidade. No caso dos negócios, todos são afetados pelas mudanças: desde os colaboradores até o público.

Cada tecnologia tem um objetivo, mas como tudo no mundo virtual e digital, também estão interligadas. A convergência de tecnologias é o que vai ditar as mudanças na forma como os negócios são feitos ou guiados. Quem diz isso é a consultoria PwC Brasil, na pesquisa “As oito essenciais”.

“Nós temos um consumidor cada vez mais exigente, informado, inteligente e infiel. É preciso ter transparência o tempo todo e as novas tecnologias levam para a automatização da confiança, é preciso ser cada vez mais transparente”, explica Carlos Coutinho, sócio da PwC Brasil.

De acordo com o especialista, blockchain, inteligência artificial e internet das coisas são algumas das tecnologias que mais buscam isso. Coutinho acrescenta que empresas que não incorporarem as tecnologias, mesmo que gradualmente, vão ter dificuldades em se manter no mercado. “Hoje os grandes ativos procurados por varejistas e cadeias de logística não estão associados a artigos físicos, é tudo sobre dados. É sobre como gerir melhor essas informações que têm”, diz Carlos.

Tecnologias emergentes que merecem atenção

Na pesquisa realizada pela PwC Brasil, foram apontadas oito tecnologias emergentes essenciais para o futuro e para os negócios. São aquelas que merecem atenção por conseguirem solucionar problemas de gerenciamento, do dia a dia de trabalho e na relação da empresa com seu público, por exemplo.

Apesar da possibilidade de serem utilizadas individualmente, a PwC Brasil salienta que é preciso pensar na convergência de tecnologias. “A somatória dessas tecnologias é mais valiosa do que cada uma delas separadas”, explica o especialista. Conheça quais são elas:

1. Blockchain

O sistema permite o rastreamento de envio de dados pela internet de maneira mais segura. Como o nome sugere, as informações são organizadas em blocos e reorganizadas quando há uma transferência. Por isso, garante mais segurança nas transações e já é utilizado, inclusive, por bancos e instituições financeiras.

A tecnologia pode melhorar a experiência do usuário e aumentar a confiança na empresa. O blockchain também pode ser utilizado para banco de dados de diferentes negócios, garantindo mais segurança tanto para o negócio quanto para o consumidor.

drone tecnologia emergente
Uma das tecnologias emergente, o drone pode ser usado na logística das empresas. Foto: Shutterstock

2. Drones

Aqueles pequenos “aviões” já estão prestes a tomar grande espaço na sociedade. Já bastante utilizados para captação de imagem, os drones também vão ser úteis para processos de comunicação, varejo (para entregas), segurança e até auxiliar no trabalho de hospitais e órgãos públicos.

Grandes empresas como Amazon, Google, Microsoft e Apple já utilizam ou planejam utilizá-los em um futuro próximo para as mais diversas funções, sinalizando que os drones estarão cada vez mais presentes no dia a dia.

3. Impressão 3D

Reduzir custos, tempo e materiais é apenas uma das promessas da impressão 3D. Essa tecnologia emergente já pode ser observada em itens de compra atualmente, mas seu leque de uso pode ser ainda maior no futuro, sendo aplicado em produções de larga escala.

A impressão é feita a partir de modelos virtuais e podem ser utilizados diferentes materiais para realizá-la, como metal, gesso, plástico e vidro. Por isso, a impressão 3D aumenta as possibilidades de atuação de um negócio.

4. Inteligência artificial

Falar sobre inteligência artificial (IA) parecia futurista até um tempo atrás, hoje já é realidade, mas não como nos filmes. A inteligência artificial, na verdade, é baseada em softwares e algoritmos capazes de aprender e criar padrões a partir de dados, tornando o trabalho mais rápido e eficaz.

“A partir dos dados, os negócios, inclusive o varejo, podem entender o comportamento atual do seu consumidor e a prever tendências de consumo do futuro, se preparando para isso”, diz Carlos sobre inteligência artificial.

5. Internet das Coisas

Interligar o mundo físico ao digital. É isso que a Internet das Coisas (ou IOT, na sigla em inglês) promete. E essa é uma das tecnologias emergentes que já está a todo vapor, apesar de ainda ter muito espaço de crescimento. Eletrodoméstico ligados à rede, acionamento por voz e por imagem, carros automatizados… todos são exemplos da IoT.

Adequar seu negócio a essas novas formas de interação entre as pessoas e a internet é essencial para não ficar para trás. Por exemplo, estar sempre de olho nas regras de mecanismo de busca (texto e, agora, voz), uso de dados e segurança de informações é essencial para largar na frente.

6. Realidade aumentada

A realidade aumentada propõe uma nova forma de ver o mundo. Com ela, há uma junção do físico com o virtual, expandindo a visão que temos do mundo real a partir de imagens e sons. A tecnologia pode ser utilizada para otimizar processos. Por exemplo, óculos inteligentes já vêm sendo utilizados para colaboradores trabalharem com estoque, manutenção, entregas e produção.

A tecnologia pode facilitar o trabalho dos colaboradores e auxiliar na organização de qualquer negócio, além de já ser bastante comum e aceita entre as pessoas.

7. Realidade virtual

Assim como a última tecnologia citada, a realidade virtual também vem para mudar a forma como vemos o mundo. Nesse caso, são utilizadas imagens de computador tridimensionais (sem a relação com o mundo externo) que inserem o indivíduo em uma situação. Pode ser um passeio, um test-drive ou um treinamento e entretenimento (como alguns videogames já utilizam).

Nos negócios, a tecnologia pode melhorar o atendimento e a experiência do usuário, aumentar as vendas e aproximar o consumidor. Vale a pena observar como a tecnologia está sendo inserida no dia a dia das pessoas e avaliar seu uso.

8. Robótica

Essa é uma área que não para de inovar. Os robôs já são muito utilizados em produção em larga escala, mas prometem também avançar em outros setores. O principal benefício é a automação e agilidade na produção.

Apesar de já bastante utilizada, o setor tem muito a crescer e inovar, por isso é interessante ficar de olho no que surge de novo e pensar como aplicá-la no dia a dia.

Muitas dessas novas tecnologias são de alto custo, por isso, a indicação para redes varejistas de tamanho médio, por exemplo, é inovar tecnologicamente com ajuda de outras empresas e sistemas que fornecem esse tipo de solução.

Para o especialista da PwC Brasil, um primeiro passo seria se conectar a um marketplace. “Isso já vai levar a uma inovação, pois será necessário melhorar estoque, fornecedores, criar conexões que antes não existiam. Depois, é possível usar dados da plataforma para entender seu consumidor e se conectar com hubs de inovação e empresas que oferecem essas tecnologias”, explica.

De acordo com o estudo da PwC Brasil, é importante salientar que mais importante do que conhecer as tecnologias emergentes é enxergá-las como convergentes. Além disso, é preciso entender que as inovações não tiram o valor humano das empresas, apenas o completam e servem para melhorar a relação entre as pessoas e alavancar produções.


+ Notícias 

De que forma as marcas estão se transformando para acompanhar o mercado 

Como melhorar a experiência do cliente usando tecnologia 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]