Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como está a maturidade da tecnologia bancária no Brasil?

Como está a maturidade da tecnologia bancária no Brasil?

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária chega à sua 30ª edição e explora os desafios e as tendências em tecnologia para o setor bancário em 2022

A maturidade da tecnologia bancária no Brasil é tema da Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2022. O estudo chega à sua 30ª edição e explora o estágio atual, os desafios e as tendências em tecnologia para o setor bancário brasileiro neste ano.

Uma pesquisa que contou com 90% dos ativos da indústria bancária no País, com diversos executivos entrevistados, além de informações de dados públicos e de pesquisas da Deloitte.

Entre a demanda do consumidor por serviços e produtos cada vez mais digitalizados, a prevenção e prontidão para atender ao Open Finance, a rápida implantação de Cloud e o crescimento explosivo de APIs, somado a multiplicação de parceiros no ecossistema de negócios, aumentaram a complexidade operacional dos bancos hoje, segundo o estudo.

Conheça o Mundo do CX

Não basta apenas investimentos grandiosos em tecnologia e em qualificação de colaboradores, um banco deve ter uma proposta de valor que proporcione uma melhor experiência de serviços e produtos para seus clientes 

Um setor em evolução contínua

Por outro lado, é fato que o setor bancário sempre esteve em uma evolução tecnológica contínua, e neste cenário, o estudo corrobora, sobretudo, o comportamento dos consumidores, que intensificaram a realização de transações em tempo real, especialmente por aplicativos ou ferramentas de mensagens instantâneas, como Pix.

Essa dinâmica, segundo a FEBRABAN, aumentou a expectativa em torno da velocidade, disponibilidade, segurança e eficiência em relação aos serviços bancários. Hoje, para atender essa demanda, não basta apenas investimentos grandiosos em tecnologia e em qualificação de colaboradores, além disso, um banco deve ter uma proposta de valor que proporcione uma melhor experiência de serviços e produtos para seus clientes.

91% dos bancos entrevistados decidiram alavancar canais digitais como principal meio de relacionamento e forma de entregar melhor experiência ao cliente

87% afirmam que a alta expectativa do cliente em relação aos canais digitais e sua usabilidade impulsionaram a digitalização do banco

tecnologia
Imagem: (FEBRABAN)

O que é prioridade em tecnologia para os bancos em 2022?

De acordo com as análises do estudo da FEBRABAN, tornou-se então padrão proporcionar uma melhor experiência para os clientes nos canais digitais. Além da eficiência através da digitalização das operações. Isso tudo tem levado o setor a explorar uma série de temas que complementam as estratégias de investimentos em tecnologia para este ano.

Boa parte dessas prioridades buscam alavancar ainda mais os canais digitais e suas capacidades de relacionamento e geração de negócios. O estudo evidencia que essa agenda tecnológica é de cada banco e depende de seu legado, do estágio de evolução atual, do segmento de atuação e da estratégia de cada instituição financeira. Porém, alguns temas são coincidentes entre as instituições, abaixo você confere os principais:

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL – Serviços financeiros é uma das indústrias com o maior volume de clientes e dados. O setor bancário então é pressionado a fornecer uma hiperpersonalização de serviços, produtos e preços para todos os segmentos, com experiências imediatas, fluídas e personalizadas. Nesse ponto, a Inteligência Artificial tem a capacidade de melhorar a eficiência, aumentar a diferenciação e influenciar a experiência do cliente, sendo uma das principais apostas dos bancos para 2022, segundo o estudo.

AUTOMAÇÃO – Eficiência operacional sempre estará na agenda dos bancos, por isso, a automação é relevante. De acordo com o estudo da FEBRABAN, simplificação e a redefinição de processos tradicionais via automação ou robotização podem levar a ganhos de eficiência, de controle e segurança. Atrelado a isso, há uma redução de tempo e volume de documentos e de erros em atividades operacionais das instituições.

CLOUD – A adoção e a implementação da nuvem no ecossistema bancário é um tema recorrente. O Cloud permite transcender restrições, alcançando maior agilidade que pode ser usada para reimaginar e transformar a forma como os negócios operam. Segundo o estudo, os diversos players da indústria bancária estão em estágios diferentes. Há bancos com aplicações nativas em Cloud. Outros remanufaturando o legado para migrá-lo. E há aqueles que por estratégia trabalham em instâncias híbridas dependendo da demanda de processamento.

SEGURANÇA E PRIVACIDADE OS DADOS – Segundo o estudo, praticamente todos os executivos entrevistados mencionaram que segurança cibernética está na agenda de tecnologia para 2022. Prevenir ataques cibernéticos e aumentar a prontidão e a velocidade de resposta e de recuperação são prioridades. Especialmente em um contexto de compartilhamento de dados no Open Finance.

OPEN FINANCE – A competitividade do setor exige que as instituições tomem decisões cada vez mais rápidas e eficientes. Diante do alto volume de dados da indústria, o estudo revela que a adoção de estratégias e práticas que tornem a captura e utilização desses dados mais efetivas é visível no setor. Para os entrevistados, o Open Finance é a realidade que possibilita o aumento da interoperabilidade do ecossistema financeiro à medida em que cria um ambiente seguro de compartilhamento de dados e possibilita novas oportunidades de negócios e maior geração de valor.

TRANSFORMAÇÃO DA TI – O estudo aponta, que os bancos têm percebido que para transformação digital ocorrer de maneira efetiva são necessárias mudanças de dentro para fora. Conhecimento, valores, cultura, modo de operar e servir são os pontos principais. Para isso, é necessário um time com conhecimentos técnicos e de negócios, inserido em uma cultura focada na agilidade, centralidade do cliente e produtividade.

Continue acompanhando outras análises, conteúdos e outros pontos sobre a Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária pela hashtag #FEBRABAN2022.

Assine nossa newsletter e receba as principais notícias da experiência do cliente 


+ Notícias

Bastidores e caminhos de uma jornada omnichannel eficiente 

WhatsApp no meio empresarial: o poder da mensagem para engajar o cliente 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]