Pesquisar
Close this search box.
/
/
Tecnologia no campo: a paisagem agrícola em evolução

Tecnologia no campo: a paisagem agrícola em evolução

No CONAREC 2023, executivos do agronegócio digital debatem o cenário tecnológico em constante transformação, dentro e fora do campo

A tecnologia e o agronegócio sempre caminharam juntos. No Brasil, o desenvolvimento tech para a agricultura trouxe mais eficiência e qualidade produtiva ao longo de sua história, e suas inovações impulsionaram o agronegócio como um setor fundamental da economia brasileira que absorve muita inovação.

Para discutir o atual momento da importância da tecnologia no agro, vantagens, aplicações e como a análise de dados têm ajudado a tornar as tarefas mais precisas no campo, e o quanto tudo isso requer um atendimento ao cliente ainda mais sofisticado, o painel “Inovação no campo: os avanços e as oportunidades da agricultura digital”, do CONAREC 2023, salientou o valor da tecnologia para o atual e futuro agronegócio brasileiro.

Mediado por Luis Stockler, sócio na ba Consultoria e Governança, o painel destacou logo de início o caráter de valor que a tecnologia tem hoje para o setor. “Hoje, não há mais a necessidade de se evangelizar as pessoas sobre a importância da tecnologia para ganhos de resultados no agro da porteira para dentro”, salientou Anselmo Del Toro Arce, fundador e diretor de Relações Institucionais Slinftec.

Num mercado onde se concentram mais de 1.700 Agtechs – empresas de tecnologia dedicadas ao agronegócio -, Del Toro diz que além dessa consciência há também uma certa poluição” do valor deste mercado. “Na maioria das vezes o produtor fica confuso diante de tanta oferta e de qual tecnologia é a mais indicada para o seu negócio”, pontua o executivo sobre alguns dos desafios.

Para Pedro Martins Dusso, CEO da Aegro, companhia de gestão financeira para o produtor rural, mesmo diante de desafios, o Brasil se destaca como um mercado onde se tem muitas oportunidades “da porteira para fora”, para a vertical de gestão financeira do agro, por exemplo. “Observamos um crescimento consistente da importância da tecnologia para a gestão financeira dos produtores, mas, sempre crescendo no seu próprio ritmo”, relata Dusso. Muitas vezes uma dependência que existe por uma demanda de mercado que exige muito mais controle e resultados.

“Hoje o produtor não pode correr muito risco. Se ele errar numa safra ele ainda consegue financiamento, mas, se errar numa segunda vez dificilmente ele conseguirá novos investimentos. Isso é muito mais difícil especialmente para produtores menores”, relata Dusso.

Conheça o Mundo do CX

Tecnologia, planejamento e execução

Nesse cenário, Alexandre Borges, Cofundador e CEO da Grão Direto, empresa que ajuda conectar produtores e compradores, ele percebe que todo esse ecossistema no qual os produtores estão muito interessados na adoção tecnológica não há interesse em “modinhas”, ou “hype” tecnológico. “O produtor brasileiro é bem consciente daquilo que ele busca. Ele já viu muita ilusão sendo vendida nesse mercado. Ele quer e precisa perceber valor ao adotar uma nova tecnologia. Nossa plataforma vai ao encontro disso e auxiliamos o produtor naquilo que faz sentido para o negócio dele”, explica Borges.

Evidente que toda essa tecnologia precisa de conexão também. Mão só com o core business de cada produtor, mas, conexão de fato. Giancarlo Macedo, CEO da Khomp, empresa brasileira com atuação global, que viabiliza tecnologia através do desenvolvimento de hardwares e softwares, explica que hoje muitas propriedades no campo possuem sua própria rede particular 4G, onde todo seu maquinário de conecta com a sede da fazenda, o seu CRM e softwares de inteligência. “Essa conexão é importante. Hoje você precisa de dados e processar essas informações para aquilo que você consegue extrair do campo e aproveitar isso da melhor forma para o seu negócio é fundamental”, diz Macedo.


CONAREC 2023
Acompanhe a cobertura completa!


Tecnologia como investimento

A viabilidade econômica para o proveito de todas essas ferramentas também foi um ponto destacado durante o painel. Del Toro, frisou que hoje o produtor precisa que esse investimento tecnológico se encaixe no seu orçamento com muita precisão e sem margens para surpresas. “É um setor onde empresas de tecnologia precisam detalhar muito bem o retorno sobre investimento. Mais do que vender uma solução, é uma responsabilidade da empresa ajudar esse produtor a alcançar seus objetivos”, frisa.

Além de auxiliar o produtor a vender e comprar aquilo que for necessário para o seu negócio de forma eficiente, a tecnologia hoje é responsável por levar mais informação e oportunidades para o produtor. “Ela auxilia o produtor a distribuir ao longo do tempo a sua operação de forma mais eficiente, projetando as melhores oportunidades para ele”, complementa Alexandre Borges, da Grão Direto.

Nesse ecossistema, onde melhorias na governança financeira do agronegócio também é essencial, Pedro Dusso, da Aegro, entende que muitas vezes a escassez de mão de obra especializada em determinadas fazendas ou para pequenos produtores coloca em xeque os investimentos para buscar uma solução tecnológica de gerenciamento financeiro. “Muitas vezes esse produtor busca a solução na sua zona de conforto. Na negociação com a cooperativa ou no campo mesmo, fora do digital, onde ele tem maior conhecimento. Esse ainda é um grande desafio”, pontua Dusso. “Eu acredito que mesmo com todos os avanços em tecnologia, ainda há produtores que estão num momento de conectar aquilo que é real para o dia a dia dele e com a sua produção”, frisa.

Um entendimento claro do potencial tecnológico com aquilo que é tangível e aquilo que poderá ser uma solução assertiva no longo prazo. “O SaaS, sem dúvida será esse próximo passo para o agro quando falamos desse entendimento de valor tecnológico. Um entendimento que já vivemos no varejo e em outros setores”, pontua Dusso sobre possibilidades futuras.

A tecnologia, sem dúvida, vem trilhando um caminho de sucesso no agro brasileiro e será determinante para o seu futuro. Mudanças climáticas drásticas, que certamente seguirão impactando sua produção, por exemplo, dependerão cada vez mais de sofisticados sistemas de prevenção e de auxílio para novas formas de produção. Este é apenas um recorte do valor tecnológico e de inovação para o agro do futuro.

Gestão, execução, logística, contabilidade e prospecção de novos mercados, além de visualização múltipla de sistemas, análise de dados etc, tudo isso está relacionado ao poder tecnológico para o agro de hoje. O CONAREC 2023, deixa claro que este setor, tão essencial para o país, já vive um momento brilhante sobre a utilização da a tecnologia a seu favor, e que temos excelentes parceiros tecnológico para essa missão. Certamente esse valor ainda receberá muita atenção do mercado e de empresas que poderão trazer o valor da experiência com a tecnologia como um aliado para os bons resultados do agro no Brasil.



+ Notícias

A era da integração multicanal sem ruptura 

O poder transformador do open innovation: lições de startups de sucesso 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]