Pesquisar
Close this search box.
/
/
Startups, transformação digital e as mudanças de hábito do consumidor

Startups, transformação digital e as mudanças de hábito do consumidor

Digitalização, serviços personalizados e escalonáveis, tudo para satisfazer os consumidores. Este ainda é o caminho de sucesso para startups?

Em pleno ano de 2022, e as pessoas ainda se perguntam qual o grande segredo das startups. Alguns acham que é o crescimento acelerado; outros, criatividade; e tem aqueles que acham é sorte. Mas, o fato é que o sucesso de uma startup está intimamente ligado à sua capacidade de se adequar à demanda e necessidades do seu público-alvo, mesmo que isso signifique revolucionar todo um mercado, reverter tradicionais logísticas de produção e alterar os hábitos das gerações futuras.

E estamos vivendo bem no meio de uma grande revolução, que não era vista desde o começo da era industrial, a transformação digital, que está redefinindo a forma de interação com os consumidores. Tudo em tempo o mais próximo do real possível, ofertas e serviços personalizados, e – essa parte é importante – serviços altamente escalonáveis, para satisfazer a expectativa do consumidores em relação à qualidade e disponibilidade. Muitas coisas que antes eram impensáveis.

A inovação que o digital traz é tanta, que nem conseguimos imaginar onde vai parar, em nossos smartwatchs, smart cars, ou em viagens à Marte. E já temos muitos exemplos de startups que romperam a barreira de crescimento e chegaram ao nível das grandes empresas, como é o caso da Netflix, Nubank, iFood e o Uber.

Apesar de atuarem em diferentes segmentos, o que essas empresas têm em comum é o fato de terem sido capazes de promover mudanças tão profundas nos hábitos dos consumidores, que hoje é quase impossível pensar em nossas vidas sem elas. Parece que os serviços e tecnologias que essas empresas nos trouxeram sempre estiveram com a gente, em nossas casas, na rua, e principalmente, em nossos smartphones. Afinal, quem hoje ainda pega fila no banco para ver o saldo da conta corrente? Ou quem se lembra que já existiram grandes redes de locadoras de vídeos? Aliás, quem se lembra o que é fita VHS?

startups
Gabriel Terçarolli – CMO da Edmond. (Foto: Divulgação)

Essas coisas não existem mais. Elas foram apagadas da nossa memória, ou melhor, foram substituídas por novas e melhores lembranças do mundo digital.

O mesmo está acontecendo com os meios de pagamento. O anúncio do Pix, a comodidade das contas digitais e a chegada do Open Banking – tudo sustentado pela digitalização – são alguns dos efeitos irreversíveis do avanço tecnológico nessa área, que está impactando em todos os segmentos comerciais, do varejo ao setor de serviços, turismo, e até o de energia solar.

Hoje temos acesso a recursos nunca antes imaginados, e temos o poder de decisão cada vez mais em nossas mãos. A transformação digital nos dá liberdade para escolher onde, como e quando pagar contas, transacionar valores, investir em ações, de comercializar o que produzimos e gerenciar tudo isso de perto.

Nossos hábitos já foram definitivamente alterados novos meios de pagamento, e não há como voltar atrás. Podemos inclusive gerar a nossa própria energia elétrica, por exemplo, e em um futuro breve, transferir, repassar ou disponibilizar para outros consumidores, nos tornando “prossumidores” (produtores + consumidores). Ou abrir uma conta com todas as facilidades que um banco pode oferecer, por meio do nosso smartphone sem precisar pisar numa agência.

Quem estiver pronto para acompanhar as inovações que virão com avanço da digitalização, sairá na frente da concorrência na busca pelo sucesso e estará apto a ditar os novos modelos de consumo. Não será uma tarefa fácil, mas sem dúvidas será recompensadora.

*Por Gabriel Terçarolli é diretor de marketing da Edmond.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

Você e sua empresa estão preparados para os desafios de 2022?

As 10 startups brasileiras mais inovadoras no segmento de marketplace

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]