Pesquisar
Close this search box.
/
/
Os segredos de uma empresa que inova há 350 anos

Os segredos de uma empresa que inova há 350 anos

Juliano Ohta, CEO da Telhanorte, revela estratégias da empresa para lidar com um mercado em transformação

Para quem atua no setor de construção, complexidade não é novidade. Como afirma Juliano Ohta, CEO da Telhanorte, o momento da obra é sempre um desafio. Contudo, novas demandas de novos consumidores trouxeram novas variáveis para as empresas.

Entenda como a Telhanorte está lidando com esse contexto.

CONSUMIDOR MODERNO – Quais são, hoje, os principais desafios no atendimento ao cliente e na experiência dentro do setor em que a Telhanorte atua?

JO – O momento da obra, da construção, é um dos momentos mais dolorosos da vida de uma pessoa. Inclusive, costumamos dizer que essa experiência é um teste de casamento, de amizade. A Telhanorte está inserida nessa jornada e nosso propósito é facilitar a obra. É um propósito difícil, mas muito verdadeiro. E a dificuldade está justamente no fato de que os clientes precisam de assistência nesse processo, por isso, 80% ou mais dos nossos clientes compram na Telhanorte de forma assistida. Ou seja, há um consultor que dá apoio durante o processo. O grande desafio é fazer com que essa venda assistida seja a melhor possível – e um dos grandes ingredientes para isso é o atendimento.

CM – O que o consumidor espera da experiência com uma empresa do setor da Telhanorte, considerando canais on-line e off-line?

JO – O cliente espera o básico – e isso nem sempre é tão básico quanto pensamos. Por isso, buscamos atender com primor a alguns pontos: ter os produtos disponíveis na loja, oferecê-los a um bom preço – normalmente o cliente está com o orçamento curto, então buscamos ser os melhores em preço – e ter compreensão do momento do cliente, fazendo até exceções para que ele consiga resolver o que precisa. Temos também que ser firmes em relação ao prazo, entregando na data certa. A cereja do bolo, porém, é ser o companheiro do nosso cliente para facilitar a obra, oferecendo um atendimento atencioso, com empatia, porque ele sofre com outros aspectos durante a obra, como falta de dinheiro, eventuais problemas com mão de obra, e temos que estar presentes para apoiá-lo.

CM – Além de oferecer excelência no atendimento e nos serviços, o que a Telhanorte desenvolve para apoiar o cliente nessa jornada?

JO – Estamos em negociação com serviços que serão disponibilizados em breve aos clientes, como solução completa, a exemplo do GetNinjas, portal que é referência em intermediação de serviços. Dessa forma, temos a possibilidade de fazer uma indicação caso o cliente tenha um problema com mão-de-obra. Além disso, temos um serviço de design 3D, seja em loja, seja no ambiente virtual. Há também os serviços dos nossos arquitetos do programa Obra Prima – grandes parceiros que resolvem o problema do cliente e trazem requinte para o espaço. Por fim, temos nossos vendedores, que são consultores das lojas.

CM – Qual é a estratégia da Telhanorte para lidar com um novo momento, em que cresce a relevância da economia compartilhada – representada por serviços como Uber e Airbnb – e do que podemos chamar de “era do despossuimento” – em que o uso de um serviço passa a ser mais relevante do que a posse de um produto –, além de um cenário em que os lares se tornam cada vez menores?

JO – Eu acredito que as pessoas são apaixonadas pela jornada da vida e o momento da obra faz parte disso. Obviamente, queremos que seja uma obra bem acabada, mas temos que aproveitar essa experiência. Acreditando nessa jornada, tenho que fazer de tudo para que seja a melhor possível. Eu não acredito que, por terem lares menores, as pessoas abandonarão a jornada, elas apenas farão algumas coisas de forma diferente. Elas estão mudando a forma de comprar, buscando mais conveniência. Estão mudando também os produtos que compram. Nós estamos correspondendo a isso, mas não acredito que haverá uma mudança que fará com que essa jornada da obra desapareça. Ela vai mudar, vai se tornar mais simples, mas continuará existindo.

CM – O que faz da Saint Gobain e, consequentemente, da Telhanorte, nomes que são referência em inovação?

JO – A Saint Gobain é uma das 100 empresas mais inovadoras do mundo, segundo o ranking da Clarivate Analytics. Estamos entre as 30 empresas mais inovadoras nos últimos oito anos e isso é um reflexo do nosso DNA há 350 anos: inovamos com propósito, sempre buscando facilitar a obra do cliente.

Juliano Ohta, CEO da Telhanorte
CM – Quais foram os resultados/principais números da Telhanorte em 2018? Para a empresa, o ano superou as expectativas?

JO – Mesmo em um contexto de mercado mais complicado, tivemos um crescimento positivo. O principal resultado foi a satisfação do cliente que aumentou, tanto por indicadores de NPS internos quanto indicadores externos. Nossos processos foram simplificados, nós nos aproximamos mais dos clientes, começamos a ouvi-los muito mais. São resultados que nos dão confiança: tenho certeza de que vamos voar quando o mercado estiver mais aquecido.

CM – E o que podemos esperar de 2019, especialmente no Brasil?

JO – Podem esperar muito investimento para este ano porque acreditamos no Brasil, acreditamos que a jornada da obra de cada cliente está apenas começando e vamos investir para que essa experiência seja cada vez melhor. Vamos investir em novas categorias de produtos, de serviços, de formatos de loja, em experiências para o cliente em loja e em canais digitais, em excelência operacional e na expansão do centro de distribuição, para que a entrega seja mais ágil. Vamos trabalhar bastante para tornar nossa casa mais bonita.

Juliano Ohta está concorrendo a CEO do Ano pelo Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente. Quer saber como votar? Clique aqui!

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]