Pesquisar
Close this search box.
/
/
Conheça os segredos do eficiente programa de CX da Alelo

Conheça os segredos do eficiente programa de CX da Alelo

Estratégia de customer experience da empresa conta com seis disciplinas para, de fato, colocar o cliente no centro; veja quais são elas

Falar em experiência do cliente se tornou algo comum entre as empresas. Afinal, ao longo dos últimos anos, elas se conscientizaram em relação à importância de ouvir o consumidor. O que não é realidade em todas é a capacidade de, na prática, colocar o cliente no centro das estratégias – mesmo acreditando que o faça.

Isso acontece porque a dificuldade de lidar com a quantidade de informações recebidas diariamente é grande, principalmente com a pandemia, que acelerou a digitalização do contato com os clientes. É o que explica Cynthia Kitasato, Superintendente de Estratégia de Experiência de Clientes da Alelo: “Não podemos cair na armadilha de achar que apenas os dados transacionais, mesmo que sejam muitos, são suficientes. Quando estamos falando de ouvir o cliente, é preciso falar com ele, é preciso investigar. A combinação do quantitativo com o qualitativo é essencial”.

Outros desafios também estão no caminho de quem busca investir em um customer experience eficiente. Entre eles, a mudança de mindset, ou seja, estabelecer uma atitude diferente por parte dos colaboradores, que precisam ter ações voltadas para o cliente; e a clareza na estratégia de CX.

Ciente de todos os obstáculos que podem ser encontrados, a Alelo criou uma superintendência focada na estratégia de experiência do cliente. O Programa de CX funciona então como um ecossistema e coloca toda a empresa com um propósito único de se preocupar com as questões dos consumidores. “A área é de orquestração. Em conjunto com toda a empresa, a gente quer mudar e melhorar de fato a experiência”, explica Cynthia.

Os segredos do Programa de CX da Alelo

Com equipe específica focando na experiência do cliente, a Alelo trabalha seis frentes, baseadas na recomendação da Customer Experience Professionals Association (CXPA), para melhorar seus resultados nesse quesito. Kitasato lista e explica cada uma delas:

1. Cultura e engajamento

Para que os colaboradores trabalhem voltados para as questões dos clientes.

2. Estratégia de CX

Na busca de deixar muito claro para todos o que se espera da experiência oferecida ao cliente.

3. Compreensão, de fato, do cliente

Não adianta ter pessoas engajadas e estabelecer o que se espera da experiência e não entender o que o cliente precisa.

4. Design

A partir do entendimento do cliente, se desenha desde a solução, os serviços, o produto, até a jornada, a interface digital e o processo interno.

5. Medição

É preciso entender se todo o trabalho está trazendo o resultado desejado. Para isso, são utilizadas métricas específicas de CX, como o NPS, e os dados que fazem parte do business em si.

6. Governança

Apoio para todas as áreas da empresa com métodos e técnicas, para que todos alcancem o objetivo de melhorar a experiência.

Dentre as etapas do programa, um dos pontos mais importantes é a compreensão do cliente. “Temos um movimento que chama ‘Falaí, cliente’. Com ele, capturamos de todos os pontos de contato o que o cliente traz. A partir daí, ocorrem os desdobramentos de pipeline e roadmap de todas as áreas da companhia. Então, com o Programa, passamos a definir nossas prioridades a partir da escuta do cliente. Isso nos leva a, certamente, atender necessidades com mais efetividade”, diz Cynthia.

Além da evolução da estratégia por etapas, Kitasato acredita que algumas ações práticas no dia a dia são importantes para se ter sucesso. Uma delas é a capacitação das pessoas, que precisam estar constantemente em contato com conteúdos, conceitos e práticas de mercado. Outra é o reconhecimento de colaboradores que estão no caminho certo, o que ajuda outros a entender a estratégia e o que é esperado deles.

Visão para o futuro

Muito se desenvolveu em customer experience nos últimos anos, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido. “Cada vez mais os consumidores vão esperar experiências muito fluídas. Por isso, precisamos entender qual o esforço do cliente para se relacionar com a marca, com o produto ou serviço, e qual sentimento é causado por essa interação. Diminuir o atrito o máximo possível na jornada é o grande pulo na experiência do cliente. Oferecer integração entre os canais de contato e possibilitar ir do físico para o online com fluidez é extremamente relevante”, afirma Cynthia.

O produto “Alelo Tudo” representa esse entendimento. Ele contempla as principais necessidade do consumidor, passando por alimentação, refeição, cultura, saúde, bem-estar e mobilidade. Dessa forma, o benefício oferecido por uma empresa pode ser utilizado para ir ao restaurante, fazer compras no supermercado, comprar um ingresso no cinema, ir à farmácia ou chamar um táxi. A empresa que contrata o produto pode disponibilizar as opções que desejar para seus colaboradores.

“Estamos constantemente buscando dar apoio aos nossos clientes, pensando que cada um é um. Por isso, a personalização também é uma grande tendência”, finaliza Kitasato.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]