Pesquisar
Close this search box.
/
/
As possibilidades do reconhecimento facial no varejo

As possibilidades do reconhecimento facial no varejo

Ainda tímido no mercado brasileiro, uso do reconhecimento facial traz possibilidades que vão do engajamento dos clientes até a segurança das lojas

A tecnologia é uma grande aliada do varejo, principalmente no momento de garantir ações diferenciadas. Apontado como tendência para o setor há alguns anos, o reconhecimento facial está ganhando cada vez mais presença. De acordo com pesquisas da consultoria MarketsandMarkets, a aplicação dessa técnica nas lojas já movimenta mais de US$ 3,3 bilhões e pode chegar a US$ 7,7 bilhões em 2022.

A partir de câmeras nos ambientes, as imagens captadas se tornam dados, que são analisados por algoritmos, construindo um banco de dados que se torna referência para futuras comparações. Com a tecnologia, os varejistas podem, muitas vezes, acompanhar a circulação de pessoas do ponto de venda em tempo real.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das notícias sobre a experiência do cliente

Dessa forma, as aplicações do reconhecimento facial envolvem desde estratégias para engajamento dos clientes até a segurança dos pontos de venda. É possível realizar a contagem de pessoas nas lojas, identificar consumidores que regressam, além de conhecer o perfil do público com mais profundidade, levando em consideração idade, gênero e até a emoção que o cliente sente quando está no ambiente.

A análise das emoções possibilita, por exemplo, que a empresa faça intervenções nas vitrines para chamar mais atenção do público ou até mude itens de lugar, caso não estejam em locais estratégicos da loja. É possível, também, controlar o fluxo de funcionários, monitorar áreas de acesso controlado e prevenir roubos ou fraudes. Em decorrência da pandemia, a tecnologia também ganhou aplicações de segurança, como controle de aglomerações e monitoramento do uso correto das máscaras.

Como explica Jose Lopez, head América Latina da NtechLab, a técnica proporciona dados que ajudam a conhecer melhor o consumidor, abrindo possibilidades para aprimorar a experiência do cliente.

“É possível executar uma comunicação, em tempo real, com a linguagem e conteúdo precisos”, explica. “Por meio da informação da contagem de pessoas distribuídas ao longo do tempo em cada área da loja, é possível, ajustar, por exemplo, o time de atendimento da loja em cada área e período de tempo”, diz. De origem russa, a empresa desenvolve sua tecnologia desde 2015 e seu software permite detecção de rostos em menos de um 1 segundo com 95% de precisão. Atualmente, seu banco de dados conta com mais de um bilhão de rostos.

Cuidados

O uso do reconhecimento facial ainda está em expansão e no Brasil, por exemplo, sua presença ainda é pouco percebida. O principal cuidado das empresas deve ser voltado ao uso das informações obtidas. “A coleta de dados deve permitir que eles sejam anônimos e irreversíveis, excetuando-se a aplicação para a específica segurança de clientes, seguindo integralmente a Lei Geral de Proteção de Dados em vigência no país”, lembra Lopez.

Nos Estados Unidos, onde a aplicação já acontece há mais tempo, no entanto, a tecnologia passa por alguns desafios. Uma campanha envolvendo mais de 35 organizações e entidades de direitos civis norte-americanas exigiu que as varejistas do país deixassem de usar o reconhecimento facial para identificar clientes e funcionários.

Algumas marcas como Walmart, Home Depot e Target se comprometeram a não utilizar a tecnologia. Qual o impacto disso para influência da técnica em outros países é algo a ser observado ao longo do tempo, ainda mais por ter o apoio de grandes empresas, como Apple e Macy’s, mas a discussão promete mais capítulos.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das notícias sobre a experiência do cliente


+ Notícias

Um dos dilemas do varejo: vender mais ou reter mais?

Pesquisa aponta tendências de comportamento que podem influenciar a Black Friday

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]