Pesquisar
Close this search box.
/
/
A Realidade Virtual é um jogo. E o Google quer dar as regras

A Realidade Virtual é um jogo. E o Google quer dar as regras

Realidade Virtual para divertir todo mundo. Essa é a ideia do Google apresentada no SXSW. Conheça o projeto

O Google Play é hoje uma das mais importantes plataformas para que os desenvolvedores de games atinjam grandes audiências. Essa oportunidade ganha uma nova dimensão com a incorporação da linguagem da Realidade Virtual em games, diversificando o catálogo de opções disponíveis.

No SXSW, Jamil Moledina, líder da estratégia de games do do Google Play diz como a empresa está adaptando a loja de Apps para acomodar o portfólio do projeto DayDream – de dispositivos de RV – para popularizar esse novo formato de jogos para um grande público.

Jamil funciona também como curador dos segmentos-chave de games para novas plataformas, como a TV Android e a iniciativa DayDream, voltada dispositivos móveis de alta performance em Realidade Virtual.

O painel de Jamil – “DayDream para todos: Realidade Virtual e o Google Play Games” baseou-se justamente na necessidade de tornar esses dispositivos mais confortáveis, que possam transportar as pessoas para outras realidades, combinando um óculos com um revestimento mais suave e um controle remoto touchpoint.

“Organizar a informação do mundo e torná-lo universalmente acessível e útil” é a missão do Google e a iniciativa DayDream ajusta-se à ela. Por meio do smartphone acoplado aos dispositivos, mais pessoas poderão ter acesso aos conteúdos disponíveis no Google Play.

Fotos de Jaques Meir
Fotos de Jaques Meir

Chega de demos

O portfólio de Realidade Virtual ainda está muito concentrado em conteúdos de adrenalina e de curta duração. A paisagem está lotada de demos e ainda repleta de fricção. O princípio que norteia o Google é justamente tornar o dispositivo plug and play. Acoplar o smartphone no óculos e então permitir que o usuário tenha a experiência. Exatamente por isso que um game pode ter aplicações incríveis em Realidade Virtual. Nade de consoles cheios de botões de controle. O foco é sempre a acessibilidade. Não por acaso, o desenvolvimento dos games pode obedecer à uma metodologia “outside in”, do consumidor, do jogador para dentro. Em termos de personagens, jogos com robôs, personagens de cartoons, animais podem gerar games espetaculares.

Os 3 princípios dos games com RV

Segundo Jamil, os games, na perspectiva do Google Play devem obedecer a 3 requisitos básicos para serem bem-sucedidos:

1 – Conteúdo – com apelos curiosos, capazes de gerar engajamento intenso.

2 – DayDream – Dispositivos confortáveis, conteúdo modelado com games completos, não demos e que permitam controle total do usuário.

3 – Modelo de negócio – jogos premium, episódicos e baseados em Apps, com receita recorrente. E jogos grátis, para garantir acesso.

A partir desses princípios, o Google quer que os desenvolvedores tenham liberdade para criar no sentido de fornecer games realmente motivadores.

Por outro lado, se o desenvolvimento dos games tem liberdade, a publicação na loja deve ser submetida previamente à curadoria. Jamil diz ser importante avaliar cada Game antes de liberá-lo ao público.

IMG-20170316-WA0010

Onde o calo aperta

A Realidade Virtual é uma excelente forma de demonstrar empatia e fazer pessoas vivenciarem experiências de outras pessoas, “sentirem-se no sapato do outro”, diz Jamil, o que pode colaborar para esforços de inclusão e de educação contra preconceitos. Um exemplo é o jogo de Realidade Virtual…Virtual. Você jogando um jogo no qual um personagem joga um jogo. Dessa forma, colocando-se na pele de um jogador virtual, é possível recriar e ter a sensação de estar no jogo dentro do jogo.

Via de regra, o Google que sistematizar o uso da Realidade Virtual para que possa fazer dela um negócio viável. Não há projetos de monetização recorrente para RV e os games podem ocupar esse espaço. Ao invés de milhares de desenvolvedores criando aplicações e conteúdos sem qualquer controle, a iniciativa DayDream pode ser uma resposta que defina regras para tornar a RV um negócio promissor.

Convém ficarmos de olho.

*Jacques Meir é Diretor Executivo de Conhecimento, Conteúdo e Comunicação do Grupo Padrão.

Acompanhe a cobertura exclusiva do festival SXSW 2017 pela hashtag #CMnoSXSW.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]