Pesquisar
Close this search box.
/
/
Ter um podcast é bom para as marcas? Para CEO do Podpah, sim

Ter um podcast é bom para as marcas? Para CEO do Podpah, sim

CEO e empresário do PodPah, Victor Assis, analisa cenário e recomenda: mas ter um podcast demanda elementos inerentes, como ter um bom host, bons convidados e frequência

Os podcasts passaram, em pouco tempo, de um modelo de programa pouco conhecido para um dos mais populares da atualidade. Essa grande mudança nos hábitos de consumo gerou números impressionantes: segundo dados da Insider Intelligence, o Brasil possui mais de 39 milhões de ouvintes, o que o torna o terceiro maior consumidor do modelo no mundo. Além disso, o levantamento também estimou que, até 2024, o formato se popularize a 23,5% da população.

Apesar de os números apresentados serem promissores, muitos entusiastas acreditam que o modelo pode perder popularidade ao longo do tempo para outras mídias. Já Victor Assis, CEO e empresário do Podpah, discorda. Para ele, o podcast é bom em diferentes sentidos.

“Os podcasts estão longe de ser um formato de consumo sazonal ou passageiro. Eles realmente vieram para ficar e é o que reforçam as pesquisas com projeções bastante positivas para o mercado nos próximos anos”, afirma.

“Os modelos concorrentes podem ser facilmente incorporados aos podcasts, como vídeos curtos, por meio dos cortes, além da aproximação com o público brasileiro, que se mostrou muito forte. É um modelo que apresenta ótimos números e ainda tem muito o que se expandir”, coloca o executivo.

Leia mais: Por que a sua marca ainda não está no podcast?

O podcast é bom, mas é para todo mundo?

De acordo com Victor Assis, sim! Isso porque hoje em dia é possível encontrar podcasts mainstream, que falam sobre diversos assuntos com diferentes tipos de convidados, e também podcasts com temáticas mais específicas (saúde, esporte, tecnologia, ciências, finanças).

Portanto, sempre há um podcast que se encaixa com as preferências do ouvinte. Prova disso é que o CEO da Nordstrom tem um podcast. E quando Victor Assis é questionado sobre a aplicabilidade disso no Brasil, com empresas de todos os segmentos, a resposta é: depende!

E o motivo é claro: ocorrem muitas variações quanto às estratégias de comunicação da companhia e ter um podcast demanda elementos inerentes, como ter um bom host, bons convidados e frequência.

“Se a empresa estiver disposta a construir uma audiência do zero e ter esses pilares bem feitos, é possível”, reflete o CEO e empresário do Podpah.

Vale destacar que Victor Assis tem vasta experiência em marketing e branding de grandes empresas, como Bradesco e Adidas. Além disso, esteve envolvido nos projetos que circundaram os principais lançamentos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo de 2014.

No esporte, o especialista já foi gestor de Branding do Palmeiras e, atualmente, é empresário do youtuber e influenciador digital Júlio Cocielo.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

O que as empresas devem ter em mente ao
investirem em um podcast?

Para Vicbtor Assis, alguns pontos estão atrelados quando uma empresa pensa em como fazer um podcast. São eles:

Associação de marca

A empresa patrocinadora vai associar sua marca diretamente à imagem que a marca do podcast e seus hosts possuem.

Audiência

É importante que a empresa analise se a audiência desse podcast que ela está patrocinando é de fato o público-alvo dela. Somente assim a comunicação será mais assertiva.

Call to action

O que a empresa vai comunicar no podcast também é muito importante: oferecer um produto ou serviço com desconto ou alguma outra vantagem para a audiência daquele episódio irá aumentar a conversão do público para a empresa.

Alcance

As marcas cada vez mais entendem que anunciar em um podcast é também ter um alcance a médio e longo prazo. Além do episódio que acontece ali com o consumo da audiência, há também um consumo pós-live e nos cortes que são gerados desse programa.

Em ambos os casos, as pessoas ainda são impactadas pela marca. O consumo de cortes de episódios continua até 12 meses depois do episódio ter ido ao ar.

Conheça o Mundo do CX

5 dicas para um podcast de sucesso, segundo Victor Assis

1. Defina seu público-alvo e nicho

Ter um podcast é bom, mas antes de iniciar nesse segmento, é importante ter clareza sobre quem é seu público-alvo e qual é o nicho que você deseja abordar.

Escolha um tema específico que seja de seu interesse e que seja relevante para seu público. Isso ajuda a atrair ouvintes mais segmentados e interessados no que você tem a oferecer.

2. Invista em qualidade de áudio e vídeo

A qualidade do áudio e vídeo é um fator fundamental para o sucesso de um podcast. Certifique-se de utilizar equipamentos adequados, como um bom microfone, uma boa câmera, tenha cuidado com a iluminação do ambiente, fotografia e garanta um ambiente silencioso para gravar. Ter esses cuidados é essencial para ter um conteúdo de qualidade, que é um dos pilares do Podpah.

3. Crie um cronograma consistente

Estabeleça uma frequência de lançamento dos episódios e mantenha-se consistente, pois isso é essencial para gerar expectativa nos ouvintes e construir um relacionamento. Seja semanal, quinzenal ou mensal, defina uma periodicidade que seja viável para você e se mantenha comprometido com o cronograma.

4. Promova seu podcast

Não basta apenas criar um ótimo conteúdo, é preciso promovê-lo. Para isso, utilize redes sociais, site ou blog, tráfego pago e outras estratégias de divulgação para alcançar seu público-alvo. Em especial quando se está começando, é importante divulgar seu podcast para o máximo de pessoas do seu público.

5. Interaja com seus ouvintes

O engajamento com os ouvintes é fundamental para o sucesso de um podcast. Incentive sempre a interação e ouça feedbacks, responda às perguntas dos ouvintes e crie um senso de pertencimento: isso ajudará a construir uma base de fãs fiéis e a atrair novos ouvintes.



+ NOTÍCIAS
Qual a relação entre tecnologia e recessão geopolítica? Ian Bremmer explica
Gestão de tempo: 4 em 10 brasileiros vivem em ritmo acelerado demais

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]