Pesquisar
Close this search box.
/
/
O papel do marketing precisa mudar. O que você acha disso?

O papel do marketing precisa mudar. O que você acha disso?

Poucas atividades no mundo corporativo mudaram tanto quanto o marketing. Entenda o que o seu comportamento Millennial tem a ver com isso

O mundo do marketing costumava ser uma bolha. Verbas, planos de ação, campanhas vitoriosas faziam parte do papel deste profissional. Mas a transformação digital e o Millennial mindset chegaram para colocar essa carreira de cabeça para baixo. No Web Summit, o painel “O papel do CMO (Diretor de Marketing) precisa ser reinventado” reuniu Till Faida, fundador e CEO da eye/Adblock plus; Jason Harris, presidente e CEO da Mekanism; e Paul Michelman, editor-chefe do MIT Sloan Management Review, em um debate caloroso sobre o futuro do marketing.
As novas mídias digitais, o crescimento do número de sites e de pontos de contato, em paralelo à fragmentação da audiência, trouxeram a necessidade de novas competências para as empresas. Vimos a chegada do Chief Digital Officer e a influência de profissionais de tecnologia e novas habilidades que são demandadas dos executivos de marketing. Quem está preparado para essa mudança, que parece ainda estar em curso?
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
O painel foi estruturado como um autêntico debate no qual Till Faida e Jason Harris ocuparam polos opostos. Jason começou o debate dizendo que Jesus foi o primeiro Chief Marketing Officer da história, um especialista em persuasão. O papel do marketing pressupõe liderança e relacionamento. E precisam resgatar a confiança entre o C-Level – CEOs, CFOs e CMOs não confiam uns nos outros. Jesus foi avaliado pela quantidade de pessoas que ele converteu, foi bem-sucedido e ainda assim foi crucificado. Por isso, o papel do CMO não precisa mudar.
Till, por sua vez, diz que a descrença reinante no C-Level deve-se justamente ao fato do CMO estar desconectado da sua audiência. É essa desconexão que faz com que os executivos de marketing ignorem que mais de 60 milhões de pessoas mundialmente bloqueiem sistematicamente a propaganda digital. Na internet, as pessoas têm controle sobre o que veem e é por isso que os executivos de marketing precisam mudar suas métricas de avaliação e seu papel.

O papel do mercado

Jason tomou o exemplo da Coca-Cola como uma marca com uma história única, que sensibiliza diferentes gerações, de Millennials a Baby Boomers, e sempre fez grande propaganda. CMOs da Coca-Cola sempre fizeram um grande trabalho.
Till discorda dessa visão. É inconcebível, em sua visão, que um executivo de marketing não tenha ideia de onde coloca seu investimento. Em uma posição controversa, ele enfatiza que a propaganda tradicional é uma forma de “fake news”. O mediador, Paul Michelman, pede que Till cite dois exemplos que reforçassem seu comentário.
O executivo da Adblock diz que a propaganda precisa entender os efeitos de suas decisões. Jason, de imediato, diz que há limites entre personalizar e ser assustador, a um ponto no qual a privacidade seja relegada a terceiro plano. O CEO da Mekanism diz que é necessário estimular o relacionamento entre marcas e consumidores, criar advogados de marca, e que o CMO sempre precisa funcionar como um hub que se comunica internamente e externamente.
O mediador pergunta se ainda é possível construir marcas com a velocidade digital usando meios tradicionais. Jason Harris afirma que é absolutamente necessário pensar em longo prazo, entendendo a força da tecnologia, mas a propaganda tradicional continua relevante para agregar valor ao consumidor.

Tradicional X Digital

Till Faida não vê a publicidade como algo positivo. “Ela é intrusiva e as pessoas não são receptivas a ela e afastam os consumidores de onde querem manter atenção”. Ele defende que é necessário ser persuasivo e não irritante para os clientes.
Afinal, falamos da evolução do CMO ou da mudança de sua forma de atuar, questiona Michelman. Faida acredita que os executivos de marketing precisam compreender a responsabilidade que têm agora, de enxergar o valor da nova publicidade.
A questão fundamental do debate é se os executivos de marketing precisam realmente dominar um jargão mais técnico ou simplesmente dominar o conceito geral representado pelo comportamento digital dos Millennials e o quanto são refratários ao sistema da publicidade convencional. Mas será que as novas gerações são realmente tão reativas à publicidade convencional ou estão pedindo por uma propaganda melhor, mais imaginativa, criativa e envolvente?
Trazer uma marca para a vida depende tão vigorosamente de tecnologia? Para a plateia, essa visão de Jason Harris venceu o debate. E para você, leitor?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]