Pesquisar
Close this search box.
/
/
Panela House: Nestlé abre as portas de casa para inovação aberta

Panela House: Nestlé abre as portas de casa para inovação aberta

Após mais de 100 anos no mercado, Nestlé passa a abrir a casa para startups, universidades e outros agentes

Inovação é, por si só, uma ideia colaborativa. Há anos que as ideias disruptivas partem de um pretexto e a inovação ganha forma e cresce a partir de condições pré-existentes. Em outras palavras: para crescer, é preciso inovar. E para inovar, é preciso ter uma colaboração diversa, uma inovação aberta. Foi a partir desse pensamento que a Nestlé abriu o “ninho” e criou o Panela House, inaugurado na última terça-feira (2).

Uma breve explicação: o Panela House é nada mais nada menos que um espaço que a Nestlé disponibilizou, dentro de sua sede, em São Paulo, para receber startups, universidades e outros agentes. O espaço será destinado e equipado para que outras empresas possam criar soluções inovadoras no setor alimentício dentro da Nestlé.

“Nós queremos que todo mundo veja como a Nestlé está se transformando e que entendam que isso pode ser feito em conjunto com outras empresas. O legal é que temos 101 anos e nos mantemos vigentes com os nossos consumidores porque nós mantemos esse vínculo com o consumidor, essa é a nossa prioridade”, diz Marcelo Melchior, CEO da Nestlé Brasil.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente 

Uma verdadeira “panela” de ideias dentro da Nestlé

Além de ceder o espaço com equipamento, internet e outros recursos, o Panela House também é um espaço para ficar de olho nas novas startups brasileiras. Inicialmente, o projeto tinha sido iniciado em 2016, como hub de inovação. Três anos atrás, a marca se se conectou com 1800 startups e já desenvolveu 150 pilotos e implementou 50 projetos em escala.

“A gente percebeu que, se a gente quiser continuar aqui por mais 100 anos, precisamos ouvir não só o consumidor, mas também as empresas de fora. Percebemos que era a hora da gente abrir o ninho e o Panela é a concretização dessa ideia”, explica Renate Giometti, head de Inovação e Novos Negócios na Nestlé Brasil.

Para o CEO da Nestlé Brasil, o objetivo de “abrir o ninho” da marca vem como uma forma de inovação diferente da criação de um produto novo ou de um serviço inédito, mas como uma forma de permanecer no mercado com relevância.

“Quando a gente pensa em inovação, logo vem na cabeça um carro voador, um robô, num foguete que vai à Marte. Mas tem uma parte muito importante da inovação ao qual chamamos de ‘renovação’. É como nós mantemos os nossos produtos relevantes ao longo do tempo. Isso é uma renovação e, agora, vai ser pensado com diversidade no Panela House”, pontua Melchior.

Leia mais: Como aproximar a indústria do consumidor? A proposta da Nestlé é a experiência

Inovação aberta e soluções disruptivas

No lançamento do Panela House, a Nestlé disponibilizou uma feira para apresentar parte das startups inscritas no panela e que ofereciam uma série de inovações ao meio alimentício, com soluções para reciclagem, produção de alimentos mais saudáveis, instantâneos sem glúten ou aditivos, soluções para lavoura de café e muitas outras.

O objetivo do Panela House, como explica Carolina Seduvic, diretora de Transformação Digital da Nestlé Brasil, é auxiliar a evolução de um ecossistema alimentar do futuro e regenerativo. “Na Nestlé acreditamos que o futuro é colaborativo e que temos a oportunidade e a responsabilidade de gerar novos negócios de impacto positivo para o ecossistema alimentar. Assim, contamos com a parceria de multistakeholders para seguir evoluindo ideias transformadoras”.

Conheça o Mundo do CX

A princípio, a Nestlé está de portas abertas para qualquer tipo de startup que traga soluções inovadoras no segmento de alimentação. Não há filtro de tamanho e nem investimento, basta se cadastrar no site oficial do Panela House.

Os stakeholders envolvidos terão acesso a serviços e espaços exclusivos do Panela, como as cozinhas de Receitas Nestlé, Nestlé Professional e o C-Lab, laboratório de pesquisas da marca.

“A gente não tem todas as respostas. De fato, a gente agora vai precisar fazer isso de forma colaborativa. Falamos de uma cadeia sistêmica, precisamos olhar para a cadeia alimentar com um viés de inovação de oportunidade para transformar esse setor. Isso é uma grande responsabilidade da Nestlé”, finaliza Renate.


+ Notícias

Os segredos da Nestlé para se manter presente ao lado do consumidor

Vivenciar o propósito da marca define CX na visão da Nestlé 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]