Pesquisar
Close this search box.
/
/
Os movimentos do grande varejo para aumentar seu capital político

Os movimentos do grande varejo para aumentar seu capital político

As grandes empresas do varejo trabalham para converter o seu poder econômico em poder político ao se aproximar da equipe econômica do novo governo

Na primeira década dos anos 2000, o varejo passou por um boom que teve seu auge em 2010, quando o setor cresceu acima dos 10%. Essa fase foi sucedida por uma queda brusca, de 2015 a 2017, o que mudou drasticamente o humor e a postura do empresariado do varejo, em especial de alguns dos grandes players.

A expectativa de reformas as relações de trabalho foi o que mais motivou o empresariado durante a conturbada troca de governo de Dilma Rousseff para Michel Temer. Concretizada a Reforma Trabalhista, os empresários do varejo ainda esperam os efeitos que foram sugeridos como consequência da flexibilização do trabalho.

O mote que move a militância dos grandes varejistas no governo Bolsonaro é, em especial, a Reforma da Previdência. “Ela é fundamental e isso foi dito por nós no encontro que tivemos com o ministro Paulo Guedes (Economia). Estamos nos aproximando do secretário Roberto Marinho. Assim como o apoiamos na Reforma Trabalhista, também apoiamos na reforma previdenciária. Com relação à Reforma Trabalhista, estamos acompanhando de perto o que está acontecendo”. Esse foi o panorama traçado por Antonio Carlos Pipponzi, presidente do IDV (Instituto para o Desenvolvimento do Varejo), organização que reúne alguns dos grandes players do setor, durante o 7º Fórum Lide do Varejo.

Entre os varejistas de grande porte que fazem parte do instituto estão Raia-Drogasil, Petz, Carrefour, Walmart, Riachuelo, Leo Madeiras, Renner, Magazine Luiza, GPA e Livraria Cultura.

Reformas fiscal e trabalhista

Pipponzi, que é presidente do Conselho da Raia-Drogasil, afirma que há receios ainda dos varejistas aderirem a algumas situações previstas na Reforma Trabalhista por conta dos vários processos de inconstitucionalidade que ainda travam a aplicação das novas regras, principalmente relacionadas ao trabalho intermitente, um dos pontos mais sensíveis às grandes empresas.

O presidente do IDV afirma que o instituto está bastante ativo com o novo governo e tem apresentado propostas relacionadas não apenas às questões previdenciárias e trabalhistas, mas também fiscais. “Estamos em conversa com o Waldery Rodrigues Júnior (secretário da Fazenda) e do Marcos Cintra (secretário-especial da Receita Federal). Temos a preocupação de evitar a sonegação para que as empresas que hoje investem muito não sejam prejudicadas por isso e percam competitividade”, conta.

O executivo aponta ainda que a ideia do IDV é aprofundar o diálogo do grande varejo com os três poderes, porém diz que é preciso criar mecanismos para que o governo consiga sobrepor sua agenda à do Legislativo. “Vamos ver o que conseguimos fazer sem ter a necessidade de passar pelo congresso”, afirma.

A ascensão política do grande varejo

O ex-presidente da Riachuelo e pré-candidato à presidência da República em 2018, Flávio Rocha, disse que o varejo de alta performance ocupou gradualmente um protagonismo no debate político no Brasil a partir dos anos 2000. “Não existe País de primeiro mundo sem um varejo de primeiro mundo. Em 2003, quando fomos para o encontro da NRF pela primeira vez, nós ainda tínhamos na cabeça aquele espírito de vira-lata”, afirma o empresário.

Rodrigo Garcia, vice-governador de São Paulo, reforça o papel político do varejo como facilitador de acesso a renda e bens de consumo. “O varejo é o maior empregador da área privada e cumpre a Constituição do Brasil, que prega um estado de bem-estar social, ao oferecer acesso a emprego, renda e bens de consumo, ”, destaca.

Para Rocha, o varejo trouxe mudanças na pirâmide social, que transformou o eleitor/consumidor de súdito em protagonista. “Os 98% dos brasileiros que puxam a carruagem estão aqui para tirar o Estado das mãos de uma elite burocrática. O protagonista é o povo brasileiro, o cidadão, eleitor e consumidor brasileiro”, afirma.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]