Pesquisar
Close this search box.
/
/
Oferta vantajosa: como conquistar o cliente sem sacrificar seu negócio?

Oferta vantajosa: como conquistar o cliente sem sacrificar seu negócio?

Humanização, personalização e migração para o digital são apontadas como alternativas durante a edição 2021 do Conarec

O mundo corporativo sofreu grandes transformações com a chegada da pandemia e precisou se adaptar para atender os consumidores, que também tiveram seus hábitos alterados após o endurecimento das regras sanitárias. Com a paralisação de diversos setores e o isolamento social, houve o aumento das compras online e a diminuição das visitas às lojas físicas. Além disso, os clientes passaram a valorizar ainda mais os atendimentos digitais humanizados e a agilidade durante a jornada de compra.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), 20 milhões de brasileiros compraram pela primeira vez através da internet em 2020. O estudo também revela que, durante o primeiro ano da pandemia, foi registrado um crescimento de 68% das compras online, o que representa um faturamento de R$126,3 bilhões.

A migração dos consumidores para as plataformas digitais também foi acompanhada pelas empresas, conforme aponta o índice de Transformação Digital da Dell Technologies 2020. Segundo a pesquisa, que analisou mais de 200 empresas de grande porte, cerca de 87% dos negócios brasileiros investiram, em diferentes níveis, no setor digital.

As diferentes alternativas encontradas pelas corporações durante a pandemia colocam em evidência uma nova reflexão: será mesmo que estas soluções trazem bons resultados para as empresas e seus clientes?

Conarec debate sobre ofertas e valores

Com base nisso, o Conarec 2021 promoveu um debate com representantes de grandes marcas no país, visando responder a seguinte questão: “você sabe realmente qual é a melhor oferta para o seu cliente? E ela traz valor para você?”.

A roda de conversa, realizada virtualmente, contou com a presença da mediadora Melissa Lulio, do diretor de marketing do Carrefour, Daniel Milagres, da diretora de marketing Outback Steakhouse, Renata Lamarco e do diretor de marketing e vendas Bom pra Créditos, Marco Afonso.

oferta
Melissa Lulio, Daniel Milagres, Renata Lamarco, Marco Afonso | Foto: Grupo Padrão

Ponto central em todas as estratégias de marketing, o cliente e seus comportamentos foram tema do bate-papo, que também teve como pauta as novas alternativas encontradas pelas empresas para enfrentar a pandemia.

De acordo com Daniel Milagres, o consumidor teve seus hábitos modificados nos últimos dois anos e, ao que tudo indica, tais mudanças continuarão presentes mesmo após a vacinação em massa e a flexibilização total das normas sanitárias.

“No nosso setor, por exemplo, vemos um cliente que está muito mais preparado sobre o que ele quer e sobre os seus direitos. Além disso, o público está cada vez mais omnichannel, o que faz com que as vendas ocorram em canais distintos e complexos”, iniciou o diretor de marketing do Carrefour.

Além disso, o público-alvo assume uma posição ativa ao longo da jornada de compras, o que faz com que seus gostos e preferências sejam ainda mais necessários para a personalização dos produtos e serviços.

“O consumidor está mais exigente e participativo. No caso do Outback, contamos com um time que está à frente do atendimento ao cliente e, quanto mais trazemos dados sobre as pessoas, mais nossos colaboradores conseguem personalizar as etapas da venda, tanto no restaurante, quanto no delivery”, explicou a diretora de marketing Outback Steakhouse, Renata Lamarco.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Para os setores financeiros, como é o caso da empresa Bom pra Créditos, a análise do perfil dos clientes também é essencial para melhorar a experiência do cliente (CX).

“Levando em consideração o fato de que somos uma empresa de crédito, conhecer o cliente já faz parte da nossa natureza, porque precisamos saber detalhes sobre seu comportamento justamente para dar o crédito adequado ao seu perfil”, argumentou Marco Afonso.

Ademais, o diretor de marketing e vendas da empresa de créditos explicou como é feito este processo de consulta de dados para personalizar o atendimento ao público. “A concessão de créditos é baseada em dados que recolhemos através de inteligências, como o CRM, que possibilita o desenvolvimento de ofertas certas para os clientes certos”, pontuou Marco Afonso.

Daniel Milagres também ressaltou a importância dos dados para o varejo, em especial, para o Carrefour: “nós utilizamos estas informações para a tomada de decisões não apenas de marketing, mas para a elaboração de sortimentos. Nós conseguimos, por meio de análises comportamentais, saber quais grupos de produtos são mais consumidos em uma determinada região e, a partir daí, começamos a pensar na otimização das lojas”, salientou o diretor de marketing.

Mais adiante, Renata Lamarca endossou as falas dos outros palestrantes, a partir da avaliação de caso do próprio Outback. “Os dados são o ponto de partida para qualquer decisão. E, com relação a mídia, nós conseguimos saber quem consumiu uma determinada campanha e o que eles têm em comum. Assim, traçamos um comportamento e passamos a buscar esses clientes nas bases de dados ou até mesmo em outros parceiros da mídia segmentada”, afirmou.

É sempre válido ressaltar a importância do respeito às normas vigentes acerca da proteção de dados e do direito à privacidade, conforme explicou Daniel Milagres.

“Não compartilhamos dados ou comportamentos individualizados para a indústria, mas apontamos caminhos: nós percebemos que determinado consumo, situado em determinada categoria, está migrando para uma embalagem maior ou para uma menor, por exemplo. Então, a partir daí, compartilhamos esses insights mais macros”, destacou o porta-voz do Carrefour.

Mais do que produtos, empresas devem vender experiências

Com relação às experiências do público-alvo, os representantes das corporações abordam as questões relativas a personalização e a humanização como soluções para fidelizar o cliente e transformá-lo em advogado da marca.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

“Nós vendemos experiências. Então, quando o cliente busca uma televisão no nosso site, por exemplo, o que ele quer é se reunir com a família no domingo. Quando uma pessoa busca uma massa, acaba fazendo comparações entre preços e produtos, mas o resultado final é o jantar”, argumentou Daniel Milagres, que continuou: “o que precisamos ter em mente é que a experiência começa com a marca e por isso é importante ter uma loja física segura e limpa, e uma loja digital prática”, destacou.

Para Renata Lamarco, o segredo para oferecer a melhor oferta para o cliente é valorizar o cliente, garantindo que ele se sinta especial e acolhido pela marca, seja através do ambiente, do atendimento ou do produto em si.

“Nós temos três pilares fundamentais do negócio. O primeiro pilar é o ambiente. Então temos uma temática mais aconchegante, de forma em que o consumidor saia da rotina O segundo pilar é o atendimento, que conduz o cliente ao longo de toda a jornada, desde o cumprimento pelo nome, até o pão cortesia. E, por fim, temos o terceiro pilar, que está relacionado aos produtos. Nós temos uma apresentação própria e criativa dos pratos, que garante uma experiência que não é replicada em nenhum outro lugar”, explicou a representante do Outback.

Com a pandemia, tais pilares foram adaptados, de maneira em que a experiência não fosse prejudicada. “Desenhamos toda a jornada de compra para o delivery. A partir do momento em que a pessoa pede pelo IFood, já recebe uma mensagem a convidando para entrar no Spotify com a playlist do Outback. Além disso, quando o pedido chega, o cliente recebe uma carta com dicas para deixar o ambiente com o nosso clima, como ‘apague as luzes da sua casa’, por exemplo”, encerrou Renata Lamarco.

Assim, percebe-se que a partir da análise dos comportamentos, da personalização e, é claro, do atendimento humanizado, é possível enfrentar os desafios provocados pela pandemia e conquistar clientes mais fiéis.

 


+ Notícias

Para aprimorar o uso dos dados, a educação analítica é essencial

Relações com clientes na era phygital: o que encanta e o que desencanta?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]