Pesquisar
Close this search box.
/
/
O velho novo básico: como a pandemia trouxe o essencial de volta às nossas vidas?

O velho novo básico: como a pandemia trouxe o essencial de volta às nossas vidas?

“Não é sobre criar novos consumidores; é sobre aprender a consumir melhor”. Diretores da J&J e Hering falam sobre o retorno ao básico nos hábitos de consumo

Convívio familiar e preparo das próprias refeições. O que antes, para as gerações mais maduras, era parte do dia a dia, se tornou raro entre as gerações mais jovens e mais aceleradas.

E o isolamento social trouxe esses velhos hábitos de volta à rotina de todos, ensinando as gerações Z e Y a cuidarem mais do que está do lado de dentro do que de fora das suas casas ― e se si mesmos.

Mas será que esse retorno aos antigos comportamentos veio para ficar? 

No último Webinar Consumidor Moderno ao vivo, executivos do Grupo Padrão, Hering e Johnson & Johnson debateram como todas essas mudanças se refletem no consumo, no trabalho e nas relações.

O novo básico

O “retorno ao básico” levanta discussões sobre antigos prazeres nem sempre tão valorizados nos dias de hoje, como passar tempo em família cozinhar. 

Uma das marcas que é a cara do “básico” no Brasil é a Cia. Hering, empresa de vestuário que há 140 anos oferece roupas com foco em conforto e bem-estar. 

Fabíola Guimarães, Diretora de Marcas da Hering e Hering Kids, opina que está havendo uma reconexão dos consumidores com os consumos de base ― tendência que a companhia observa de perto. “A Hering é o básico do Brasil”, diz. 

Desde o início da pandemia, a Diretora ressalta, o “essencial” ganhou mais valor no mercado de consumo. Por isso, a Hering está evidenciando mais do que nunca o legado de oferecer o fundamental com conforto, minimalismo e qualidade. “É sobre levar o bem-estar de vestir para você estar na sua própria pele, mas com esse conforto transmitido para onde a pessoa estiver”, diz.

“Produtos que estão sendo produzidos sem propósito e sem responsabilidade social acabam sendo superficiais nesse momento. Por isso a Hering aposta na valorização por peças atemporais, que sejam coringas, com foco em conforto e valorização do trabalho nacional, com menos importados” ― Fabíola Guimarães, Diretora de Marcas da Hering e Hering Kids

Para Jacques Meir, Diretor-Executivo de Inteligência do Grupo Padrão, esse despojamento funciona como um vetor de saúde mental dos indivíduos, permitindo que as pessoas se sintam autênticas e ao mesmo tempo estarem à vontade no próprio corpo. 

“A pandemia fez com que todos se atentasse aos valores essenciais, como a convivência em família, cozinhar, vestir roupas mais despojadas, manter divisões de tarefas, etc. A casa representa um refúgio e traz um elemento de segurança para se encarar um momento de incertezas”, comenta Jacques Meir.

básico
Foto: nastya_gepp (Pixabay)

Novas formas de consumir

Enquanto a ANVISA autoriza os testes de vacina contra Covid-19 desenvolvidos pela Johnson & Johnson, o CEO global da empresa, Alex Gorsky compartilha uma mensagem motivacional com os funcionários da multinacional: “Foi para momentos como esse que a J&J foi criada; para trazer um diferencial de saúde e segurança para as famílias no mundo”

Com essa deixa, o Diretor Comercial da Johnson & Johnson no Brasil, Silvio Silva, comenta no Webinar sobre as novas formas de se consumir, entrando na abordagem dos produtos essenciais. Agora, segundo Silva, o consumidor tem menos tempo para dedicar aos postos de venda, na pandemia, e não podem errar nas escolhas. “Isso exige uma ciência maior para a produção, para que haja mais assertividade. O consumidor não tem tempo para se arrepender”, afirma.

Uma vez que a Johnson & Johnson é uma empresa voltada à saúde, há – dentro do movimento de reconexão com o básico – um movimento prioritário para se levar a saúde ao mundo. 

Dentre as estratégias usadas pela J&J para facilitar o acesso à saúde, estão maior atenção com os produtos das categorias essenciais, disponibilização de embalagens maiores, para que durem mais tempo de consumo e o amplo abastecimento das fábricas para que os produtos não faltassem em nenhum ponto de venda no Brasil.

“Agora, o consumidor vai menos aos pontos de venda, e fica menos tempo dentro deles. Portanto, não podemos deixar que esses consumidores errem na compra”, diz, e complementa: “As pessoas não querem mais só consumir um produto e ponto; as pessoas querem pensar no amanhã.”

“É preciso trazer ciência para que as pessoas saibam que o fim da pandemia não fará com que as pessoas possam baixar a guarda nos cuidados de higiene” ― Silvio Silva, Diretor Comercial da Johnson & Johnson.

Assista ao Webinar completo no canal Consumidor Moderno clicando abaixo

básico
Imagem: Grupo Padrão

Como realizar avaliações de desempenho durante a pandemia
COVID-19: Como está o humor dos colaboradores na pandemia?
Jornada phygital transforma empresas

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]