Pesquisar
Close this search box.
/
/
O que muda no atendimento ao cliente durante a quarentena?

O que muda no atendimento ao cliente durante a quarentena?

Executivos da PayPal LATAM, Atento e Trigg explicam em webinar as medidas tomadas para que pudessem manter a excelência no atendimento durante a pandemia

Com o avanço do isolamento social, as maiores operações do mercado migraram para os meios digitais ― em especial o atendimento ao cliente. Como foi possível que empresas fizessem essa transição com tanta rapidez, enquanto mantinham a excelência nos serviços? 

Em mais uma edição do Webinar Consumidor Moderno, especialistas de duas empresas e uma startup discutiram esse tema tão delicado, compartilhando cases e mostrando que, sim, há vida e negócios mesmo em meio à pandemia.

Mediados por Éric Visintainer, editor da Plataforma Whow!, os executivos Ana Kagueyama, da PayPal LATAM, Lilian Rodrigues Gil, da Atento Brasil e Wellington Alves dos Santos, da Trigg, falaram sobre as estratégias tomadas durante o processo de migração digital, além de falarem sobre as experiências atuais com o regime de home office, novas medidas de atendimento e muito mais.

Confira abaixo os melhores momentos do webinar, e não deixe de assistir ao vídeo completo:

Pandemia: o desafio do século

Com o início do isolamento social, as empresas precisaram rapidamente adotar estratégias para uma migração digital completa, e mesmo aquelas que já tinham uma enorme operação digital tiveram um grande desafio em mãos. Foi o caso da Atento, multinacional de contact center com mais de 30 mil funcionários em todo o mundo. Como direcionar esses 30 mil trabalhadores para o home office, oferecendo suporte e infraestrutura adequadas para todas eles? Segundo Lilian Rodrigues Gil, Diretora de Atendimento ao Cliente do setor financeiro da Atento Brasil, o movimento envolveu várias partes da empresa, desde logística até TI. O processo inteiro levou cerca de um mês, e acabou dando certo.

“Para nós não foi o maior desafio das nossas carreiras, e sim do século”

Lilian Rodrigues Gil, da Atento Brasil

Já para a PayPal e para a Trigg, o movimento foi desafiador, mas um pouco mais brando. Ana Kagueyama, Global Operations Senior Director da PayPal LATAM, diz que a companhia já estava previamente preparada para o isolamento social, pela experiência passada pelas suas unidades na China e na Europa. Ao longo de várias semanas, as repartições latino-americanas puderam se organizar para o que ia ocorrer, o que incluiu a criação de tecnologias que permitissem que funcionários desempenhassem suas funções em casa.

atendimento
Foto ilustrativa (Pexels)

“Isso nos deu uma tranquilidade muito grande, além da garantia de que ninguém teria o salário alterado ou mandado embora nesse momento. Colocamos produtos no ar em tempo recorde para suprir um pouco a falta do atendimento por telefone, e preparamos o time de riscos para lidar com a queda e aumento de alguns mercados. O aspecto da comunicação é crucial nesse momento ao dar tranquilidade para as pessoas”

Ana Kagueyama, da PayPal LATAM

Wellington Alves dos Santos, CEO da Trigg, explica que a dificuldade da startup, no início, foi lidar com a ansiedade dos funcionários. “No começo o pessoal queria voltar a trabalhar no escritório, mas agora estão vendo com bons olhos a ideia trabalhar em casa, tendo já superado os obstáculos iniciais”, comenta.

Maior empatia e humanidade nos atendimentos

Para Lilian Rodrigues, é evidente que o consumidor tem se tornado mais empático nesse momento de crise, mesmo com as empresas de segmento essencial. “Recebemos inúmeras ligações de clientes ligando e perguntando se estávamos bem, se estamos atendendo online”, compartilha. Essa percepção, para a Atento, leva ao entendimento de que é preciso dar mais voz em mais canais para que o cliente se expresse livremente.

Na PayPal LATAM, Ana Kagueyama comenta, foi sentido um impacto imediato no consumo das categorias de games, delivery e artigos de escritório. Contudo, o sistema de pagamentos tem sido muito buscado, também, para doações a ONGs. “O mundo está mais participativo nesse sentido, globalmente falando. O cliente também está dedicando mais tempo no contato com as empresas. Então essa tranquilidade ficou muito clara pra gente. As métricas que medem produtividade e qualidade do trabalho também melhoraram.”

A Trigg, que oferece serviços de cartão de crédito digital, notou claramente a mudança de mentalidade dos brasileiros em relação às compras online. “O brasileiro era conhecido por comprar pouco online, e isso mudou. O NFC (pagamento por aproximação) mudou, porque é mais seguro pagar sem contato. Isso cresceu bastante.” Wellington Alves também compartilha que a startup começou a investir em outros métodos de interação com os clientes, como fornecer dicas de livros e filmes e até mesmo a criação game próprio dentro do app da Trigg, para suprir o tempo ocioso das pessoas.

“A Trigg trouxe soluções para melhorar a interação com os clientes. Sobretudo, o que foi muito bem aceito foi que os clientes que tinham pequenos comércios e não estavam preparados para o ambiente virtual, puderam crescer com a ajuda da Trigg”

Wellington Alves dos Santos, CEO da Trigg

Segundo o CEO, essa necessidade dos pequenos empreendedores foi captada durante os chats de atendimento da empresa.

Tendências de mercado e do consumidor no pós-covid

Segundo Lilian Rodrigues, Wellington Alves e Ana Kagueyama

atendimento
Foto ilustrativa (Pexels)
  • Crescimento do comércio eletrônico
  • Desmistificação do home office
  • Mercado de Wellness
  • Vendas online por WhatsApp
  • Maior cuidado nas relações interpessoais
  • Reavaliação da necessidade de sair de casa
  • Chatbots e Voicebots
  • Meios de pagamentos contactless

medidas

O novo futuro do atendimento: o que ele nos reserva?
O que millennials e geração Z querem das marcas no mundo pós-Covid?
Marketing digital: o salvador dos negócios após a pandemia?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]